Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2010

Porque (infelizmente) a paixão não morre nunca

Imagem
Semana corrida, aniversário, muito trabalho e pouca vontade de escrever sobre a atual F1.
Mas paixão é paixão, tanto pelas letras quanto pelas corridas. Coloco hoje um outro texto mais velho, porém pertinente ao momento de GP da Hungria.
Um texto de quando as corridas eram decididas na raça e na coragem de homens honrados. E não nas decisões de zé-manés sentados no pitwall acatando ordens de CEO´s de patrocinadores e pressão de gente mau-caráter.


A Kind of Magic
O sol sempre escaldante do mês de agosto fustiga a cabeça do jovem Mika.
Sentado em uma arquibancada bem no fim da reta de largada, já quase dentro da curva ‘um’. Vai assistir o GP da Hungria de formula um acompanhado de seu indefectível walkman e uma fita cassete do último álbum do Queen: ‘A kind of magic’. Será o primeiro GP de fórmula um daquele país. A pista é estreita, as freadas não são fortes e a única reta do circuito - onde Mika está instalado - não é grande o suficiente para que um motor se sobressaia à outro pela força d…

Armário

Imagem
-Eu disse que não queria te ajudar a arrumar este guarda-roupa, não disse?
- Besteira, esta história de não querer lembrar do passado é conversa pra encobrir tua preguiça... - Não é... Juro! Vê por exemplo este boné dos Utah Jazz...
- Que é que tem? É só um boné bobo de um time de basquete dos Estados Unidos. Nem sei por que você comprou... Nem gosta de basquete.
- Comprei porque o ‘j’ de jazz era um saxofone, achei bonito e todo mundo sabe que adoro jazz.
- Foi verdade! E por que você parou de usar?
- Por conta da gozação...
- Como? Que gozação?
- Foi uma aporrinhação só, no futebol, nos churrascos, no bar era todo mundo perguntando: “Como é que você consegue juntar duas coisas tão ruins na mesma peça de roupa?”.
-Você só pode estar falando daquele ‘botton’ do Santos Futebol Clube...
- Ta vendo, até você!
- To brincando, não encana... Mas, o que é isto aqui?
- Isto o que?
- Não, nada não!
-Como ‘nada não’? Agora quero ver...
- Não!
- Ah vou sim, me dá aqui! Vixe! Uma fantasia de coelhinho? Aquela f…

Anivesariante pode (quase) tudo

Imagem
A convite dos amigos saiu para comemorar o aniversário dele.
-Trinta e sete anos, coisa estranha, inda ontem tinha quinze...
-Inda ontem? Conta outra... – diz um deles...
-É como sinto...
-Nem ferrando, com esta cara que cê tem, a impressão que se tem é que você teve quinze anos um dia... Mas há tanto tempo que é impossível definir o quanto...
E lá foram eles para um bar nas imediações do bairro onde moravam. Encontrariam os outros por lá. Entram no bar sorrindo, a noite promete ser divertida.
-Chegou!
-Opa! Chegou... Vamos saudar!
-Viadinho, viadinho, viadinho – irrompem em coro.
-Pô gente! Que isto... Hoje é aniversário do cara! – repreende um dos camaradas.
Os amigos, todos já sentados à mesa param o coro.
-Quantos anos mesmo? – pergunta um.
-Trinta e sete! – responde o aniversariante.
-Bicha velha, bicha velha, bicha velha... – novo coro.

Na roda, formada por amigos e amigas antigos e recentes não faltavam gracejos.
-Trinta e sete, hein?
-Pois é... Mas com corpinho de trinta e seis! – e sorri ama…

GP da Alemanha - A Ferrari é um câncer neste esporte.

Imagem
Que Fernando Alonso é um grande filhadaputa todos sabem.
Que seu mau-caratismo é proporcional a seu talento também.
É culpado pela situação ridícula em que caiu o GP da Alemanha?
Sem duvida, mas o maior, ou a maior culpada é sem duvida a Ferrari.
Cravo sem o menor medo de errar: A FERRARI FAZ MAL A F1!

A Felipe Massa cabe o mesmo que sobrou a Rubens Barrichello, não se pode fazer um peso e duas medidas. Foi tão covarde quanto, tão submisso quanto. Só não vai ganhar o epíteto de 1B porque este já tem dono, mas vai ser lembrado também por ser uma vaca de presépio.
Neste dia ganhou a Ferrari, mas perdeu quem gosta de F1, quem gosta de esporte.
É por estas e outras que torço para que a equipe nunca esteja na ponta. Pois quando está, a possibilidade de competição é nula, é zero.

Diferente de quando a Mclaren ou a Red Bull está na frente e há disputas, há grandes cagadas também, porém este é o nome do jogo.
Já no time vermelho não. O histórico é grande, extenso e ganhou mais uma página hoje, das mai…

Sal grosso, Felipe Massa? Sei, sei...

Imagem
-Pô... Desde aquele acidente na Hungria que eu não tenho mais sorte... Vou tomar banho de sal grosso. -Tomar banho de sal grosso?
-Ajuda...
-Ajuda? Quer dizer... Não depende do tamanho da zica? Qual o tamanho da sua?
-Deve ser grande... Primeiro foi o acidente com a mola do Rubinho...
-É... Foi uma coisa horrível mesmo... Mas foi fatalidade, não precisava de sal grosso.
-No máximo um sal de frutas então... O médico da F1 demorou um monte pra dar o aval pra minha volta.
-Sal refinado....
-O que?
-Sal refinado... Podia tomar banho com sal refinado mesmo...
-Mas não foi só isto. Logo começaram os testes da pré-temporada e eu sempre atrás do meu companheiro de equipe. Nunca era muito, coisa de centésimos de segundo. Mas tava atrás.
-Hum... Precisava de sal ai não... Talvez mais dedicação.
-Mais do que eu me dedico? Impossível. Acho que sou o mais “caxias” da equipe.
-Bom... Mas tem aquela coisa... O carro não é feito para o teu estilo de pilotar...
-O carro em que eu fui vice também não... Era pro est…

Cinco desabafos.

Imagem
-Ela dizia: “-Até nosso cachorro é mais inteligente que você!”. Aquilo sempre me incomodou. Um dia eu disse a ela: “-Você ainda vai ver que não sou burro como diz!”. Hoje esta ai a prova... O cachorro está lá esticado no quintal... Eu nunca lamberia o veneno na isca para matar ratos...
-Não sei o que houve... De repente ela estava lá, toda disponível, eu sabia que não ia conseguir resistir... Eu deixei de tirar a roupa dela com os olhos e passei a ação. Segurei forte e fui tirando peça por peça pensando: “-Vou te comer todinha...”. Por baixo de tudo era muito branquinha... Doce... Adoro bananas.
-Homem é tudo igual... Ficam na nossa cola, cantam... Prometem mundos e fundos. Mandam flores, dão presentes e falam coisas bonitas... Ai então a gente pede algo, coisa pequena... E eles falham... Porque será que estes trastes nunca conseguem abrir uma porcaria de um vidro de palmito?
-Eu estava segura. Estava confiante. As aulas foram sempre ótimas. Me sentia totalmente à vontade com o carro. Nã…

I. U. T. - A F1 em cultos

Imagem
-Senhores, senhoras, meus irmãos... Eu tenho uma grande noticia...
-Aleluia!
-Aqui na Igreja do Universo Total nós vamos matar o Capeta!
-Ô glória!
-Nós vamos afundar o Inimigo, vamos mandar o capeta para o inferno!
-Amém!
-Nós não temos medo dele, não temos o menor medo dele...
-Aleluia...
-E como vamos fazer isto?
-Como? Com orações?
-Não...
-Com campanhas?
-Não!
-Com despachos em encruzilhadas?
-Hum? O que disse irmão?
-Nada, nada...
-Nós vamos tirar o Cramulhão dos cultos!
-Vai ter mais exorcismo?
-Não... Nós vamos deixar de falar dele, não vamos mais citar ele... Vamos excluir ele de tudo! Posso ouvir um amém?
-Ó... Poderia... Mas a gente aqui da administração tem uma duvida, ô pastor...
-Pode falar irmão...
-Se a gente excluir o coisa ruim da nossa liturgia, se tirarmos o pé torto dos cultos e não for por meio de exorcismo... Como vamos ganhar uma grana?
-Bem... É... Hum... Bom... Err... A gente pode falar mal do Lula? Do Ricardo Teixeira? Do Zé Serra ou da Dilma? Posso ouvir um amém?
-Pqp!
Muda o cult…

As árvores alemãs

Imagem
Enfim... Alemanha.
Vem chegando o fim de semana e com ele mais uma corrida na Alemanha.
Terra da Auto Union, do Caracciola, do Rosemeyer, da Mercedes, do Schumacher e mais recentemente do Vettel, do Sutil e do Rosberg, só para ver como as coisas vão se deteriorando...
E mesmo a F1 tendo apenas um campeão alemão após 1950 é impossível negar a importância que o país tem na história da categoria e do próprio automobilismo.
É muito difícil pensam em corridas de carros e não pensar em Alemanha.

Este ano o grande prêmio alemão será corrido em Hockenheim – ou no que sobrou dele - que já a Alemanha divide seus grandes prêmios regularmente e entre esta pista e Nurburgring.

Só que para mim vai faltar algo além das grandes retas do traçado antigo. Da velocidade plena, dos carros com pouca asa e dos pilotos com mais coragem...
Falta uma das marcas mais fortes em minha memória quando penso em uma corrida na Alemanha.

Faltam aquelas que fizeram a fama do “inferno verde” e que serviam de moldura para a velo…

Brasil 2014? Tá logo alí...

Imagem
Segunda feira não é dia de pensar, não pelo menos a sério.
Quem nunca acordou numa segunda pensando: “-Que m* podia ser sábado novamente.”.
Ou até Domingo, que até as seis da tarde é gostoso, mas depois dá um desespero...
Então vou propor uma discussão amena, uma coisa que quase não dá polêmica e não requer muito esforço e nem conhecimento para comentar: futebol.
Afinal, se quem joga não é conhecido por ser assim assumidade intelectuais e vez por outra soltam pérolas do quilate de: “foi indo, indo e acabou fondo.” – ou – “foi indo, indo e iu”, os aficcionados mais ferrenhos também não são. Tratando equipes como se fosse um ser único. Como se onze cabeças – mais a do técnico – pensassem de uma única forma e tivessem uma única personalidade. Não importando se mesmo que de jogo em jogo os nomes mudem.Pois bem, acabou a copa do mundo lá na terra do Mandela com a vitória de mi España querida, e agora se começa a pensar – porque o tempo voa e as obras são lentas – em 2014 aqui em terra brasílis…

O que aconteceria se Rubinho desse uma de Webber na Ferrari?

Imagem
Conversando com o camarada Daniel Gomes, do Splash and Go, sobre as declarações de Mark Webber após a corrida de Silverstone ouvi dele a seguinte questão:
“-E se o Barrichello tivesse feito isto alguma vez?”
Achei a situação meio inverossímil, mas engraçada.
E então veio o seguinte diálogo.
-Porque não escrevemos sobre isto?
-Hum... Pode ser. Mas eu não escrevo análises como você.
-Faz do teu jeito... Faz uma crônica enquanto eu faço a análise e a gente publica ao mesmo tempo.
-Ok... Se for assim eu topo.
Aqui está o resultado e não poderia ser em cenário diferente: Áustria 2002.
Dentro de sua Ferrari, Rubens Barrichello rumava tranqüilo à vitória no GP da Áustria quando pelo rádio do carro vem a ordem: “-Deixe Michel passar, pelo campeonato.”.
Faltavam algumas voltas para o fim da prova e Rubens tem tempo de pensar se é hora de fazer o que quer a equipe.
-Novamente? – ele pensa...
Um filme passa por sua cabeça... E se fizer agora o que querem eles?
Diferente do ano anterior em que era apenas um p…

O mistério do planeta

-Bicho, to com umas idéias aqui... – diz Moraes
-O que? É pra som? - pergunta Boca.
-É... Ouve isto... – e pega o violão.
-Hum...
A musica que sai das cordas é simples, soa calma.
-É interessante...
-Gosta?
-Não sei se gosto ou se não gosto, mas é novo. Pode desenvolver?
-Posso... To trabalhando nela há uns dias já...

-Moraes?
-Diga lá... Boca.
-Levei aquela tua musica... Aquela que me mostrou inda ontem pro Galvão ouvir..
-E o que ele disse?
-Não disse nada. Ele nunca diz... Mas ouviu com uma atenção fora do comum.
-Fora do comum?
-É... Fora do comum... Fechou o semblante, olhou fixo pro nada e ouviu.
-E quando terminou?
-Pediu pra tocar de novo, mas sabe como é... Não toco como você.

-Galvão, me diz uma coisa?
-O que Moraes?
-Soube que ouviu uma musica que estou fazendo ainda...
-É... Ouvi.
-E gostou?
-Gostei...
-Vai escrever a letra?
-Sim... E entrego a Boca quando estiver pronta.
-Mas me diga... Está boa?
-Falta algo. Não sei o que, mas falta algo...

-Boca? Tá com a letra do Galvão ai?
-Tô sim, Moraes, e o Jo…

Ava(ca)liações britanicas - Tudo atrasado.

Imagem
Por conta da final da copa do mundo, e principalmente pela falta de conexão com a internet na segunda feira, as ava(ca)liações deste gp saem atrasadas e reduzidas, sobrando um pequeno espaço também para celebrar o 13/07 que é o dia mundial do rock.
Como vêem, estou atrasado até com isto, parece que estou andando de Hispânia...
Bernie é turrão... Se marcasse a corrida para o fim de semana seguinte não teria concorrencia.

Webber foi corajoso e burro. Corajoso quando peitou Vettel pela ponta da corrida e burro quando peitou publicamente a equipe. Agora sim, coisas estranhas podem acontecer.
Lewis correu para o gasto, e o gasto é o segundo lugar que lhe mantém lider do campeonato.
Ana Hickman é sortuda.... Mas correu bem.

E agora Alonso? Sua punição demorou tanto quanto a do Hamilton na corrida passada.
E agora Montezemolo? Estão manipulando as corridas?
E Agora Ferrari? Dizer que avisou o cara para devolver a punição também não é mentira, como aquela da Mclata?

Felipe Barrichello ou Rubens Massa…

Vuvuzela, Mick Jagger, polvo Paul, erros de arbitragem e Pragmatismo: Copa 2010

Imagem
Não se pode desmerecer o titulo espanhol.
Não há o que se falar quanto à legitimidade de sua campanha.Mas pode-se e deve-se comentar dois fatos referentes ao certame como um todo.
Foi uma copa com nível técnico muito fraco, e isto se refletiu na qualidade dos participantes de sua final.
O que tem Espanha e Holanda com isto? Nada. Azar o das outras seleções que: foram piores – e muito – que estas duas, ou, não souberam aproveitar sua chance de mostrar a superioridade, inclusive quando se depararam com as finalistas em algum momento.
Vejamos:
A Alemanha jogou um futebol de encher os olhos, mas pararam na Espanha porque a respeitou demais. Foi superior e não soube aproveitar sua chance. Na partida em si, não jogou nada e perdeu pelo placar mínimo.
A Holanda não pegou nada de extraordinário durante a copa toda.
Um Brasil em pânico no segundo tempo, um Uruguai valente e só. Que ainda por cima não contou com a benesse do arbitro que validou um gol em impedimento dos laranjas.
Erros de arbitragem, a…

GP da Grã Bretanha - I can´t get no...( Pelo menos o Alonso)

Imagem
Existem corridas que se desenham chatas, existem corridas que surpreendem pro bem e pro mau.
A expectativa em cima do Gp da Grã Bretanha era grande, havia duvidas sobre a funcionabilidade do novo trecho do circuito, se ia ou não favorecer ultrapassagens. Tinha também a configuração da largada com os dois carros de boi vermelhos – grande novidade! – dividindo a primeira fila e logo atrás uma das maiores rivalidades da F1 atual: Alonso e Hamilton dividindo a segunda fila.
Porém todas estas expectativas foram frustradas, porém não por conta da pista, ou de condições climáticas, mas pela superioridade de uma equipe em detrimento as outras.

A Red Bull dominou tudo de cabo a rabo.
Treinos, corrida, noticiário, sem dar chance a nada e nem a ninguém de ser o centro das atenções.
Foi pole, segundo e ainda protagonizou a discussão da etapa com a polemica da asa nova sendo passada de um para outro.
Aos outros restaram andar na sombra brigar com suas armas para se sobressaírem uns aos outros, mas sem e…

Paralelismos - Senna, Karl e Groucho

Imagem
Karl Marx, aquele cara que escreveu – e provavelmente o único que entendeu – O capital disse um dia: “-A história acontece como tragédia e se repete como farsa.”.Criando um paralelismo com a F1 temos a confirmação de sua veracidade e a seguinte situação.
Em 1994, naquele domingo pela manhã um certo Senna largou para aquela que seria sua ultima corrida.
Após algumas voltas e uma relargada encontrou seu trágico destino no muro da curva Tamburello, em Imola.
E como Getúlio Vargas – só que sem a intenção – saiu da vida para entrar para a história.
Não que não tivesse lugar cativo nela, mas aquele acidente antecipou – provavelmente – em alguns anos o fato.
Fez-se a história por meio da tragédia e temos meio Karl Marx já.

Agora em 2010, às vésperas de uma corrida importante, que marcará a nova fase – e configuração – da pista, e porque não do autódromo de Silverstone, outro Senna encontra o fim de sua carreira na F1. Ou não...
Sem acidente, sem luto, mas também sem glória.
Também não teve uma Tambu…

Uma trilha sonora para Silverstone? Faça a sua.

Alguns períodos da história recente tiveram trilhas sonoras relevantes, tanto pelos momentos quanto pelas canções.
A sentença totalmente contrária também é verdadeira.
Os funerais de Tancredo, por exemplo, tiveram como fundo uma canção de Milton Nascimento.
Há sempre uma canção tema para grandes eventos.
Não que alguns precisem, mas é um charme a mais que ajuda a criar uma identidade e fixar bons momentos no inconsciente popular.
Quando se falar em Copa da África vai se lembrar de K´naan e seu Waving Flag.
Ainda que a FIFA tenha tentado enfiar goela abaixo uma cantora sul americana com uma risível canção de título Waka Waka.

Na F1 não tem disto não, as corridas se sucedem com intervalos relativamente pequenos e não requerem artifícios para serem lembradas ou esquecidas.
Não mais que as artificialidades que a gloriosa FIA inventa para tentar deixa-las mais atraentes e que vira e mexe se revelam tiros na água, quando não, nos próprios pés.
Mas que tal, na falta de assuntos realmente importantes,…

Mademoiselle

Imagem
O saco já andava por transbordar por ter de tocar contrabaixo em bandas de churrascaria onde geralmente o público era mais preocupado com o ponto da picanha que com música.
Não era para isto que havia estudado e sentia que desperdiçava seu talento, sua vocação.

Afinal, aos que lá frequentam pouco importa se tem alguém tocando algo, se é rádio ou há silêncio no ambiente.
Para alguns, aliás, o silêncio seria a melhor pedida.

Mas então por que continuar? Qual o sentido em seguir?
Em seu íntimo pensava que um dia aquilo valeria a pena, e um dia finalmente valeu...

Ela adentrou o recinto trajando um vestido longo, em tons de vermelho degrade e com uma generosa abertura ao lado da perna esquerda que subia até a altura da coxa.
Sentou-se à terceira fileira de mesas, bem visível do palco e com ótima visão deste.
Acendeu um cigarro. O estabelecimento ao que parece dava mais importância a satisfação do cliente que as leis anti fumo do estado. Ou seria apenas a ela permitida tal violação?
Hipnotizara a t…

Entrevista com Mick Jagger

Imagem
Ron Groo: -Obrigado por atender meu pedido de entrevista, sou seu fã.
Mick Jagger: -Eu sei que é... Todo mundo é.
RG: -Sabia que nascemos no mesmo dia?
MJ: -Você não parece ter mais de cinqüenta anos!
RG: -Desculpe, me expressei mal. Fazemos aniversário no mesmo dia.
MJ: -Ah bom... Que susto.
RG: -Curiosidade minha... Quem era melhor? Beatles ou Stones?
MJ: -Beatles.
RG: -Por isto que acabou...

RG: -Eu não sabia que você gostava de esportes.
MJ: -Gosto sim... Fui esportista quando jovem.
RG: -Ah vá! Conta outra!
MJ: -Não acredita? Joguei futebol no colégio...
RG: -E porque parou? Foi o rock?
MJ: -Nada... Foi quando tornaram obrigatório o exame anti-dopping...
RG: -Ah... Claro.

RG: -Você causou furor na copa do mundo...
MJ: -Eu sempre causo. Todos me queriam nos jogos...
RG: -Verdade... Todo mundo queria que você torcesse pelo adversário...
MJ: -Intriga...
RG: -Não era não... Todas as seleções que você torceu foram sendo eliminadas... Uma a uma.
MJ: -Imagina... Nem ferrando... Lista ai.
RG: -Inglaterra, óbv…

Talvez tenha faltado um Taioba na seleção

Imagem
Gilberto era o meia esquerda titular do time de futebol Expedicionários de Franco da Rocha.
Reconhecido por todos, em toda região como verdadeiro craque, capaz de resolver partidas com uma ou duas jogadas. Especialmente em jogos contra o arquirrival dos Expedicionários: O terrível Real Mané.
Comparável apenas a Pelé no auge, não se sabe por que carga d´agua nunca foi aceito e nem aproveitado em time nenhum profissionalmente.
Alguns dizem que era seu mau gênio, outros dizem que foram as drogas, o álcool e a mulherada.
O pai dizia que ele era vagabundo mesmo.

O fato é que o time, o valoroso time dos Expedicionários de Franco da Rocha foi fazer uma excursão ao Uruguai na intenção de encaminhar algum jogador aos times de lá e também promover o nome da cidade no exterior. Não se sabe exatamente qual dos dois motivos era o mais premente.
Embarcaram em um ônibus e viajaram rumo ao país mais oriental da América do Sul.
Junto com o time também foi um jornalista, o J.P.
Formado pela fundação Casper Lib…

Quem tem medo dos holandeses?

Imagem
Eles chegaram pelo mar e eram capitaneados por um tal Van Rosen que os locais da Ilha de Itaparica pensaram se tratar de uma mulher. -Rosen?
-É...
-Loiros de olhos azul e pele muito branca... E se chama Rosen?
-É...
-Eu como...
E quando ele disse “eu como” talvez não estivesse falando no sentido bíblico da coisa...
É que naqueles idos de 1600 e qualquer coisa era fato natural haver entre os cidadãos itapariquenses alguns que mantinham hábitos dos tempos da descoberta. Entre eles o canibalismo.

Mas Van Rosen - que não era loira - não sabia disto comandou seus navios -que eram quatro - repleto de valentes flamengos e boas armas em uma invasão violenta a formosa ilha da costa baiana.
Ao perceber os movimentos da pequena armada holandesa no sentido de aportar na ilha, os locais convocaram todos os homens capazes de lutar e confabularam sobre como se defender.
-Aqui não somos muitos não, no máximo uns cinqüenta inteiros, na flor da idade para a luta...
-Mas e os mais velhos?
-Contando os velhos somos…