Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

São Paulo Indy 300: O evento e o telespectador mereciam mais respeito

Imagem
Não se pode negar que é um grande evento.
Tem os mesmos problemas que existem lá na terra natal da categoria: asfalto ondulado, pistas de rua esquisitas... Tudo isto se perdoa.
O que não se perdoa foi o tratamento que o evento teve.
Foi constrangedor em certos momentos.
A emulação do cerimonial americano foi uma delas.
Aqueles caças, o hino americano (bem cantado) por uma brasileira, mas sabotado por uma interpretação de violoncelo...
Ao menos, desta vez, o hino nacional foi na bola de segurança.
Ninguém vaia o hino nacional e muito menos interpretado por um maestro recuperado de um AVC.
Também não ouvi os efusivos aplausos que o narrador disse acontecer.
O presidente da rede de TV que transmitiu a corrida mandou um “start your engines” de má vontade, como se quisesse que a coisa acontecesse logo e não atrapalhasse a rodada do futebol que teria lugar um pouco mais tarde.

Mas o ponto fraco - fraquíssimo - foi a transmissão televisiva.
A emissora responsável deu um show de irresponsabil…

Música de sexta: Street fighting man

Imagem
Existe o mundo real.
E existe o mundo dos Rolling Stones...
Neste mundo, amor é igual a sexo, drogas são item de consumo cotidiano e a violência é gratuita.
O que é belo pode esconder coisas escabrosas como simpatia pelo capeta, açúcar marrom vindo de algum lugar do mundo para dentro da corrente sanguínea, estrelas do cinema pornô, decadência social e outras coisas menos cotadas, enfim...

Porém, nada é mais emblemático deste mundo Stone que Street fightingman, incluída em Begars Banquet, o álbum quase acústico de 1968.
A canção convoca o ouvinte a lutar nas ruas de uma “Londres sonolenta” onde o melhor que se pode fazer é "tocar em uma banda de rock".
Mas apesar do momento político conturbado pelo qual o mundo passava em 1968, não há uma só linha, frase ou palavra que defina com quem, por que ou para que lutar.
Diz apenas: “Cause the summer is here and the time is right for fighting in the streets, boy.” 
Brigar por brigar...

Hoje, com o advento do “politicamente correto” é…

França de volta ao calendário? Você está fazendo isto errado...

Imagem
Ah a França!
País bacana... País chique!
Tudo lá é meio que ligado à cultura, de uma forma ou de outra...
Deve ser muito bom passear pela França...

Ver a Torre Eiffel, que um amigo meu ao voltar de lá disse ser impressionante, mas que achava que ia ficar melhor quando cobrissem com concreto “aquele prédio inacabado...”
O museu do Louvre, provavelmente a maior coleção do mundo.
Se não é, é o mais famoso, quase sinônimo de museu.
Andar por Paris, a cidade luz!
Os becos onde Baudelaire escreveu sua obra, Jean-Paul Sartre ajudou a popularizar – com Simone de Beauvoir – o existencialismo que eu, sinceramente, não entendo porra nenhuma...

Terra dos perfumes!
Onde - dizem – o povo toma pouco banho por cultura.
Os franceses ensinaram que um bom perfume deve vir em pequenos frascos e que deve ser usado com parcimônia.
O restante do mundo agradece que a França fique na Europa e que o verão por lá não seja muito rigoroso.
Estudos feitos por pesquisadores que não tem o que fazer apontam que em an…

F1 no cinema... Ou quase

Imagem
O cinema sempre teve uma queda pela velocidade e pelos automóveis.
No cinema americano, filme que não tem perseguição de carro é coisa rara e até um fusca já foi indicado para o Oscar...
O automobilismo de competição também já foi bastante retratado em filmes ótimos: Grand Prix, que ilustra sua história com o mundial de F1 de 1965.
Bons: 24 heuers Du Mans, sobre a mítica corrida de sport protótipos na França.
Meia boca: Drive, uma lengalenga com boas imagens da F-Indy protagonizada por Sylvester Stallone pode ser lembrados com mais facilidade.
Há ainda o Days of Thunder com Tom Cruise, um filme bem legal sobre uma categoria muito chata: a Nascar.
Sem contar a animação Cars, que pode até ser infantil, mas muito marmanjo adora. (eu incluso)
E há agora temos noticias do recente – e ainda em fase de produção – Rush, que conta a história do acidente de Niki Lauda em Nurburgring 1976.

Porém, há outros filmes que não tem nada com o automobilismo, mas podem muito bem se prestar a ilustrar o m…

Lado B do GP - Rádios no Bahrein

Imagem
Rádio: Lewis, você está indo bem!
Hamilton: -Não diz besteira, estou andando junto com as duas carroças da Ferrari...
Rádio: -Você tem ideia do absurdo que está dizendo? Carroças da Ferrari?
Hamilton: -Dá outra definição ai...
Rádio: -GM Àgile... Feio, pesadão e lento...
Rádio: -Beleza Kimi! Agora vai pra cima dele e ganha a corrida! Kimi: -Com certeza! Estou com saudades da champanhe no pódio... Rádio: -Errr, Kimi, aqui não tem champanhe, é suco... Kimi: -Então vou desistir da corrida... Rádio: -Não, faz isto não! É importante pra equipe. Kimi: -Tá bom... Então vou chegar só em segundo. Rádio: -Ok..

F1 2012 - Bahrein - Bernie sempre vence

Imagem
Um campeonato que se desenha como o melhor desde há muito tempo com quatro vencedores diferentes, de quatro equipes diferentes em quatro etapas.
Este ano está dando gosto assistir. Até no Bahrein...

Meio acerto na previsão de que nada aconteceria.
A corrida no deserto foi a melhor disputada lá desde sempre.
Claro, houve momentos de pasmaceira e o fim não foi tão emocionante, porém... Corridas são assim.

Aos arautos da desgraça, altruísta de lero lero, fica a dica: ninguém tira dinheiro de Bernie Ecclestone.
Podem chiar, podem protestar, mas se ele quiser fazer a prova, vai ser preciso mais que isto para impedir.

A prova teve vários pontos positivos: a vitória de Vettel; a grande corrida das Lotus; a volta de Kimi Raikkonen ao pódio.
E algumas certezas vão ganhando mais consistência...
Sérgio Perez é realmente um ótimo piloto, uma grande revelação
Já quem apostava que a Mercedes iria dominar caiu por terra... É cedo para afirmar, mas parece que a vitória na China foi mais pontual do qu…

Uma canção para a sexta, Diga sua.

Imagem
Não tenho uma história para contar desta canção. Não inventei nada para que pudesse encaixá-la e não conheço suficientemente a história da banda para falar do que inspirou sua composição... Mas a canção é linda e merece uma sexta feira só para ela. Vamos fazer assim: Eu a coloco aqui, vocês ouvem e dizem se gostam ou não, aproveitem e digam nos comentários: Qual canção merece uma sexta na vida de vocês? Se puderem – porque eu simplesmente não posso sobre esta – dizer o porquê, a brincadeira pode ser legal.

E quanto ao resto, deixa pra depois... A gente merece um tempo pra gente e uma canção para a sexta feira.

Bahrein: Do or die

Imagem
Engraçado... O Bahrein está pegando fogo há pouco mais de um ano, se não me engano. A situação política lá remete a “Primavera árabe” que derrubou uma caralhada de ditadores, e colocou outros no lugar... E só agora aparecem os preocupados com a situação... Ano passado a corrida de F1 foi cancelada e todos disseram: “-Ufa!”.  A desculpa era – como agora – a solidariedade com o “martírio” do povo barenita que “luta pela liberdade contra os tiranos” e a segurança de todos os envolvidos no evento.
Balela... Tanto que neste meio tempo o pau continuou comendo e a oposição continuou protestando – e fazendo atentados - contra o governo. O governo dissolvia com violência manifestações igualmente violentas. Xiitas detonam revolução para ter o direito de fazer o mesmo que os sunitas estão fazendo com eles agora. Na mais reta das leituras: Democracia é quando eu mando, quando você manda é ditadura. Mas ninguém falou mais porra nenhuma. Nem uma notinha... Nada...  Como se o Bahrein deixasse de existir ou fica…

E num boteco na periferia de Helsinki...

Imagem
Keke Rosberg bebe com amigos.
-Tô falando... O moleque é dos bons... Foi lá na China e venceu. – diz Keke. -Foi uma boa corrida, Keke, mas ele contou com a sorte – diz outro bebendo korkisna, um veneno finlandês mais forte que álcool de churrasco.
-Você já bebeu demais... Que culpa tem o moleque se o Button é um roda presa? -Melhor que ser roda frouxa... – diz alguém contendo o riso. -Quem é roda frouxa? Quem falou isto ai? – se irrita Keke. -Calma... – diz outro amigo – O cara não tava falando do Nico, e sim do Schumacher, que quase fica sem a roda... -Ah bom... Ah bom... – e entorna outra caneca – Mas o moleque é macho... Aguentou a pressão! E todos se entreolham como se perguntassem: “-Que pressão?”
-Olha Keke, o menino mandou bem... Venceu, conseguiu poupar pneu, coisa que o carro não ajuda muito... Parabéns, mas chega de beber, vamos todos pra casa... – um amigo tenta tirar Keke do bar, onde já estava desde segunda feira... -De jeito nenhum! – diz o primeiro finlandês voador da F1 – Eu vou…

O lado B do GP - China.

Imagem
-Sai da frente, barbeiro! - grita Grosjean.
-Motorista de domingo é f...da! - grita o piloto da Force Índia
-Tira esta carroça da frente! - vocifera Bruno Senna.
-Puxa para la esquierda, pies de breque! - sugere Pastor Maldonado
E todos os que vem atrás buzinam sem parar...


Este campeonato está muito estranho...
O lider até a corrida chinesa tinha uma vitória e não tem carro.
O lider depois da corrida chinesa tem um carro, mas não tem vitória nenhuma... Muito pelo contrário, conseguiu perder as duas primeiras largando da pole...

F1 2012 - China - A primeira vitória de um homem (?)

Imagem
É sempre bacana ver a primeira vitória de um piloto.
Quando esta vitória vem em decorrência de um trabalho bem feito então, melhor ainda.
Sinceramente não apostava um centavo em uma vitória, não do Nico, mas da equipe Mercedes na prova chinesa.
O histórico de ser uma grande devoradora de pneus nesta temporada não deixava margem para uma aposta neste sentido.
Mas certezas são para serem contrariadas mesmo, ou não?
Alguns azedos dirão que Nico deu sorte quando Button teve problemas em seu pitstop...
Vão tomar banho...
Já teve gente que teve a primeira vitória na F1 em condições muito mais notórias de sorte – incluindo um padre irlandês pelado na pista – e é super valorizado.
Nico ganhou com competência, aceite isto e passe para a próxima.
Já na Maclata a coisa começa a chegar à normalidade.
Aquela alardeada vantagem que a equipe tinha – ou diziam os especialistas que tinha – ficou mesmo para trás.
O carro é bom, sim. Mas não é tão superior aos outros.
Está pintando um campeonato dos mai…

O disco do ano - Faz um download, ouve ai...

Imagem
Zeca Baleiro acaba de lançar seu mais novo trabalho: O disco do Ano.
Primeiro disco de inéditas depois dos dois volumes de O Coração do Homem Bomba (2008) onde separou “a festa” do primeiro cd das canções mais reflexivas do segundo.

Neste meio tempo lançou dois discos ao vivo O coração do homem bomba ao vivo mesmo (2009) e Concerto (2010) só com voz e violão e uma coletânea com músicas feitas para trilhas de peças de teatro (Trilhas, 2010), mas a vontade de ouvir algo inédito só cresceu.

Longe de ser unanimidade, ainda bem, a obra de Zeca é calcada na poesia de suas canções.
Na beleza da palavra cantada, da melodia enxuta e simples e no humor levemente acido de suas letras.
Se reconhece o “estilo Baleiro” de primeira, seja em sua própria voz ou na de artistas tão diferentes entre si como Rita Ribeiro e Lobão. Passando por Adriana Maciel e Frejat.

Muitos o acham chato... Não to nem ai!
Celebro o lançamento que tem o frescor da nova MPB, mas sem as frescuras modernosas que tentam por ve…

Comédias da vida real na F1 #10 - O louco GP de Mônaco de 1996

Imagem
O grande prêmio de Mônaco de 1996 é um caso aparte na história recente da F1, e – excluindo a prova nos EUA de 2005 – foi o que terminou com menos competidores na pista.

A largada era para ter vinte e quatro carros, mas só contou com vinte e dois já que dos dois carros da Forti-Corse apenas um se classificou para a prova e ainda assim Andrea Montermini conseguiu ficar fora da largada se acidentando no warm up.
Para deixar tudo ainda mais dramático, chovia...
Quando as luzes se apagaram uma confusão digna de Mônaco aconteceu e ficaram fora da prova cinco carros incluindo o pole Michael Schumacher.
Até a nona volta mais quatro carros deixariam a disputa, e da volta trinta até a setenta nada mais, nada menos que mais oito carros sairiam da corrida, seja por falhas mecânicas ou por colisão, incluindo ai Damon Hill que liderava a prova.

No giro sessenta a suspensão do carro de Jean Alesi apresenta problemas e Olivier Panis com sua Ligier assume a liderança.
Ameaçado por David Coulthard, qu…

Homenagem em Fiorano?

Imagem
Naquela tarde, Luca di Montezemolo recebe um e-mail que mesmo não sendo de um de seus contatos não vai para a caixa de lixo eletrônico.
“-Má che porcheria é questo?” – pensa Il capo da máfia rossa.
From: Tião Father (ebo_eletronico@exu.com)
To: Luca di Montezemolo (theboss@lafamiglia.fe)
Subjetct: Recado do além
E ai seu Monte? Tudo nos conforme?
Apesar de não estar mais trabalhando oficialmente pra vocês, não posso deixar de repassar a mensagem que recebi estes dias. Eu estava fazendo o download de um espírito aqui e no mesmo arquivo me apareceu esta mensagem... Espero que seja de alguma ajuda. Está no anexo, pode abrir tranquilo que passei o antivírus NotDevil 5.0.
Abraços, Tião Father. (assino assim agora por conta da globalização)
P.S.: Ainda não recebi o combinado pela vitória do Alonso na Malásia... Anexo: messageforthenewchief.html\.php

Não sei quem é o manda chuva agora na Ferrari, mas gostaria de pedir um favor. Pelamordedeus! Não deixem o Jacquinho dirigir o carro que eu guiava…

Conto de páscoa

Imagem
-Pegou!
-Tem certeza?
-Tenho sim...  A armadilha desarmou... Pegou sim!
-Você colocou mesmo a ratoeira?
-Não né, dããããã! Ratoeira é pra rato...  Menino é tão burro!
-Não sou não...  É que não queria falar “coelheira”, isto não deve existir...
-Não, né... Não tem “coelheira”, mas tem armadilha pra coelho...
-Então tá... Vamos lá ver se pegou mesmo.
-Claro que pegou... Ce não ouviu desarmar?
-Tá bom... Tá bom... Vamos olhar então... O que cê colocou de isca?
-Cenoura, né? Dãããããã! Burro. Vamos lá perguntar pra ele porque ele esconde todo ano os ovos de Páscoa em vez de entregar pra gente logo...
-Vamos...

A armadilha nada mais era que uma enorme caixa de um aparelho de TV como se fosse uma antiga arapuca para pegar passarinhos. Daquelas que nossos pais e avós sempre nos contavam como sendo a melhor e mais eficiente armadilha já feita.

-Cê abre, se ele tentar fugir eu pego.
-Você? Pega nada... Ce tem medo de gato, vai pegar o coelho que jeito?
-Não tenho medo de gato não... Eu só não gos…

Massa fora da Ferrari? Algumas opiniões relevantes

Imagem
Muito se especulou sobre a Ferrari trocar Felipe Massa por Sérgio Perez ou outro piloto antes do fim da temporada.
Aqui no BligGroo duvidamos, mas fomos colher algumas opiniões sobre o assunto com pessoas envolvidas direta ou indiretamente no imbróglio...

-Eu não to preocupado não... Tenho apoio do time, tenho apoio da diretoria e de minha torcida...  O carro é bom e... Poxa, quem eu estou querendo enganar?

-No tiengo miedo de Perez, pero prefiro Felipe, é mais fácil controlar quien já conhecemos... Por outro lado, yo ganarei de todos, siempre...
 -Io preferia até quelo Rubinho, ache! Lento por lento, melhor um que fingia no estar gostando, capice?

-Voltar pra Ferrari? Não... Agora minha meta é ser vice nos EUA, mas primeiro eles tem que entender que eu quero ser considerado novato... Um novato experiente, Older but faster. Que tenho a faca nos dentes, que nunca me senti tão bem...

-A Ferrari tem que tomar um chute no traseiro pra se endireitar...
 -Massa? Ferrari? Que se foda... Eu t…

Automobilismo na quitanda

Imagem
Jordão é um quitandeiro e a despeito de seu nome no aumentativo, é um cidadão mirrado. Magro como um faquir e baixo. Quase um anão.
Por trás do balcão de sua quitanda, que na verdade é um armazém de secos e molhados há um banco de madeira comprido e alto onde, sentado, Jordão aparentava ter ao menos um metro e setenta de altura.
Jordão é calvo, mas esconde a careca com uma vistosa peruca de fios pretos. Às vezes esquece colocá-la e se o questionam diz que cabelo não é tão importante se fosse: “-Não nasceria no nariz...”.
Outra característica de Jordão é ser econômico nas palavras, porém sem ser lacônico.
Frases secas que muitas vezes soam mal humoradas, mas que seguem uma lógica toda própria: a lógica Jordaniana.

Curtos exemplos.
Jordão atrás do balcão sentado em seu banco quando entra um garoto a mando da mãe para comprar cigarros.
-Seu Jordão, tem cigarro solto?
-Pra você nem preso...

Ou, da menina metida que, na ponta dos pés, entrou na quitanda sem dar bom dia a ninguém e nem espe…