16 de jul de 2014

Molecagem mutante

Pano rápido. 1970.
Flavio Cavalcanti apresenta um programa na TV Tupi e apresenta alguns discos recém-lançados.
Alguns ele elogia, outros não... Pelo contrário.
Chega a suas mãos o disco dos Mutantes A divina comédia dos Mutantes – ou – Ando meio desligado e após tocar no ar a versão de “Chão de Estrelas” gravada com diversos efeitos sonoros que “ilustravam” a letra e com certo deboche normal em se tratando dos moleques da Pompéia, xingou, vociferou e no ápice da cena quebra o disco, joga os pedaços no chão e pisa em cima...

Corte para alguns meses depois.
No mesmo palco, na mesma emissora, no programa do mesmo Flávio Cavalcanti o grupo se apresenta tocando ao vivo “Ando Meio Desligado”.
Quando a canção ia chegando ao seu final o apresentador vai fazer as honras e manda: “-Vamos aplaudir: os Mutanteeees!”.
Mas a banda faz uma virada e segue tocando um improviso em cima da melodia por mais três minutos.
Nervoso, mas sem poder fazer nada, Flávio aceita o golpe e espera até que a banda termine.
Quando parece que o improviso chega ao fim o apresentador novamente vai às câmeras e solta: “-Agora sim vamos aplaudir: os Mutantes!”.
Mais uma pirueta musical e o improviso é esticado por mais três minutos atrasando a entrada dos comercias e mensagens dos patrocinadores.
A apresentação que – inicialmente – teria três minutos foi esticada à revelia do apresentador por quase dez.
E por pouco não encurta a vida do anfitrião.

2 comentários:

Marcelonso disse...

Groo,

Me lembro do programa, mas essa história não conhecia. Flavio Cavalcanti pagou os pecados...


abs

Vander Romanini disse...

Lembro quando ele quebrou o disco dos Ratos de Porão!!!