10 de set de 2014

Crônica do GP: Philly cheesesteak (porque eu estava com fome quando escrevi...)

Pat Olivieri era um ítalo americano meio brigão que vendia hot dogs no mercado italiano de Philadelphia no século passado.

Não só vendia, como também – para não ter muitos gastos – almoçava os pães com salsicha na hora do almoço.
Um dia, no ano de 1930, já de saco cheio de tanta salsicha, decidiu que almoçaria algo diferente.
Na chapa usada para os hot dogs, cozinhou um bife comprado no açougue em frente e com uma faca bem afiada o cortou em pedaços não muito pequenos à moda italiana.
Adicionou cebola, muita cebola, pimentão e colocou em um pão fresco.

Enquanto comia seu novo almoço, um taxista habitué de seus lanches chegou para o almoço.
-O que é isto ai? Novidade?
-Não... É só meu almoço.
-Parece bom... Faz um pra mim.
-Não... Se quiser tem hot dog.
-Poxa, faz um pra mim, vai...
-Ok. Um só.

Após comer o novo sanduiche de Pat, o taxista, muito satisfeito mandou na lata:
-Pat, deixa para lá estas malditas salsichas e passe a vender este negócio.
E assim nasceu o sanduiche de Pat Olivieri.
Com o passar dos anos, os tempos exigiram algumas mudanças e o queijo foi adicionado à receita.
Nascia assim o cheesesteak (tudo junto mesmo bife e queijo).

Pat então fundou a Pat´s king of Steaks, até hoje no mesmo local e sem filiais.
O local foi visitado e frequentado por mafiosos, políticos, atletas, cantores (Tony Bennet era um frequentador assíduo) e artistas (os Três Patetas, Hunphrey Boggart entre outros).
Até Obama vai lá de vez em quando.
Curly, Pat posando de Moe e mais abaixo Lerry: os Três Patetas
E por que este texto está aqui?
Ora... É um espaço sobre automobilismo, literatura, música... Paixões, enfim.
E não há neste mundo quem não seja apaixonado por comida...
E porque estou sem saco para a choradeira e mimimi de Hamilton e seus fãs.

4 comentários:

Juliano Mateus Messaggi Gomes de Oliveira disse...

Achei muito legal a história!
Agora fiquei curioso e me senti obrigado a criar minha versão desse sanduiche só para experimentar!

P.S. concordo com você que não existe pessoa que não seja apaixonado por uma boa comida!

Vander Romanini disse...

E reza a lenda que a carne vem do mesmo açougue e é cortada rigorosamente igual à aqueles tempos.

Marcelonso disse...

Groo,

Ler um post desses, proximo a hora do almoço é covardia, a barriga começa a roncar.

abs

Magnum disse...

Nossa, o lugar e pequeno! Com tanta fama como fazem? Devem meter a faca nos preços...