25 de set de 2014

Velocidade em letras

Tendo a literatura como a sua paixão e o automobilismo como esporte preferido, o BligGroo resolveu juntar a fome com a vontade de ler e elaborou essa lista com alguns imperdíveis sobre o automobilismo.

“A Arte de Pilotar”, de Ayrton Senna
Que tal um guia sobre pilotagem escrito por aquele que é enaltecido como o maior piloto de Fórmula 1 de todos os tempos?
“A Arte de Pilotar” é um guia escrito por ninguém mais ninguém menos do que Ayrton Senna, tricampeão mundial de Fórmula 1. Em 1991, o piloto foi convidado para escrever, basicamente, sobre todas as coisas que compunham um grande piloto. O resultado foi “Guidare in Pista”, que só veio a ser traduzido para o português anos depois, como “A Arte de Pilotar”.
Trata-se de um completo e detalhado guia sobre todas as nuances e segredos da pilotagem, com direito a ilustrações e gráficos.

"História do Automobilismo Brasileiro”, de Reginaldo Leme
Nem todos que veem Reginaldo Leme nas coberturas automobilísticas da Rede Globo sabem que o jornalista cobre o esporte desde o final dos anos 60. Tanto tempo de estrada certamente o gabaritam a traçar um panorama geral da história do esporte em terra brasilis, o que ele faz com maestria em “História do Automobilismo Brasileiro”.
Ao longo de quase 300 páginas, Leme, tomando como ponto de partida a chegada do primeiro automóvel no país, por Santos Dumont, viaja por toda a história do automobilismo no Brasil, em uma obra repleta de imagens, grandes personagens e boas histórias.

 “É Proibido Morrer”, de Jean-Pierre Beltoise
Jean-Pierre Beltoise é um ex-automobilista francês que, antes de ingressar na modalidade, obteve grande destaque no motociclismo de seu país. Antes disso, porém, Beltoise quase morreu em um acidente nas 12 Horas de Reims, em 1964: após três dias em coma e 17 fraturas no cotovelo, teve sua carreira dada como encerrada pelos médicos.
Ele ordenou aos especialistas que parafusassem seu cotovelo (do qual não sobrou uma articulação) em uma posição na qual ele poderia entrar no cockpit e, em 1967, o francês contrariou os prognósticos e ingressou na Fórmula 1, onde competiu até 1974. “É Proibido Morrer” é a sua autobiografia, relatando desde o seu acidente até as suas aventuras nas principais competições automobilísticas do mundo.

“Viver nos Limites”, de Sid Watkins

Sid Watkins, que faleceu em 2012, foi médico oficial da Fórmula 1 e o responsável pelo primeiro atendimento a Ayrton Senna no fatídico acidente que tirou a vida de um dos maiores pilotos de F1 de todos os tempos.
O acidente de Senna na Tamburello foi apenas um dos diversos infortúnios que o Dr. Watkins presenciou desde que ingressou na F1, em 1978. Em “Viver nos Limites”, o médico relata casos de acidentes dos quais foi testemunha ocular e responsável pelos atendimentos, além de relatar o que a televisão não mostra nesses tristes episódios automobilísticos.

"Pela Gloria e Pela Pátria" - de Eduardo Correa

Com um texto leve e muito bem humorado, o autor dá uma repassada em alguns dos melhores anos da Formula 1 com enfoque sobre os pilotos brasileiros.
Não só os campeões (Emerson, Nelson, Ayrton), mas também os valentes que, ou chegaram lá em tempos bicudos e nos lugares errados -equipes pequenas e/ou pilantras - (Gugelmin, Moreno, Wilson), como os que não tiveram azar (Pace, que faleceu em seu melhor momento e Barrichello que teve pela frente "apenas" Michael Schumacher).
Fica aqui o pedido de que Eduardo reedite o livro e inclua também Felipe Massa nos relatos.

Artigo produzido pela equipe do site: Seguro Automóvel

3 comentários:

Marcelonso disse...

Groo,

Excelentes dicas para leitura. Ler é sempre muito bom.

A sensação que um bom livro nos trás é muito gratificante. Viajar numa bela leitura não tem preço, melhor ainda quando se trata de um tema que gostamos muito.

abs



Vander Romanini disse...

Gostei das dicas!
Vou procura-los!!!

Mário Salustiano disse...

Ron

gostei da ideia de conversarmos sobre livros de automobilismo, tenho esses 4 que voce aponta e já os li, desses o que mais gosto é o do Eduardo Correa e o do Dr. Sid, o do Edu sou suspeito para falar por ser amigo dele o que não tira o mérito do livro
Dos que li recente gostei bastante do "Ayrton o héroi revelado" de Ernesto Rodrigues, ele foge do padrão endeusamento e traça um perfil mais real de Senna, e também li e gostei do "Corrida para a glória" de Tom Rubython sobre a temporada de 76
excelente ideia e vamos falar sobre outras publicações
abraços
Mário