9 de abr de 2015

O que se pode tentar ver no GP da China?

Tá certo... A corrida na China é em alta madrugada, mas não é bem a isto que o título se refere.
Afinal, o que é acordar às duas e meia da madrugada para assistir uma corrida?
Só velho não consegue.
Ano passado eu perdi... (mentira)
Mas vamos lá...

A confirmação do renascimento da Ferrari.

Dá para dizer que sim dependendo de onde chegarem os dois pilotos.
Se for dobradinha está confirmado!
Se for dobradinha com vitória do Kimi então é algo sem volta... Chupa Mercedes.

O retorno da Mercedes à normalidade (chata) dos últimos tempos.
Uma vitória de Hamilton com folga é um pesadelo para quem espera que a disputa se equilibre salvando assim o campeonato.

Uma vitória apertada do Lewis, com disputa pelo primeiro lugar, seja roda a roda ou na estratégia é um alento, um suspiro de esperança, desde que – claro – não seja com o Nico.
Uma vitória do Nico é neste momento, aparentemente, um acidente de percurso. A não ser que Hamilton esteja fora da prova.

Um fio de entendimento entre o povo da Red. Bull e da Renault.
Enquanto brigam para ver quem fez o pior serviço (carro ou motor) a concorrência vai sumindo na frente.
Se começarem a se entender, quem sabe, não conseguem chegar à frente da Toro Rossi?

Mais uma disputa (bonita) entre os pilotos da Williams.
A casa de Groove já sinalizou que a disputa entre seus dois pilotos é liberada.
Com responsabilidade, claro...

Mas o que gostaríamos de tentar ver mesmo, já na China, é como o time se portaria a este respeito se a briga entre os dois pilotos fosse pela ponta e sem muita vantagem para os outros adversários.

Também da para tentar ver:
Alguma evolução da McLaren. (difícil)
Mais um vexame da McLaren. (mais provável)
Alonso com cara de poucos amigos. (certeza)
Ninguém ligando para o que o Button possa dizer. (fato)
Mais um acidente do Maldonado. (fato imutável da vida)
Outro showzinho particular do Verstapinho. (por que não?).
A confirmação de que Nasr é melhor do que a expectativa (que era ruim)

Mas só da para tentar ver mesmo se a poluição (aquela que nunca deixa ver a cor do céu chinês) não embaçar as tomadas de câmera e só consigamos ver aquela neblina densa e cinza.

2 comentários:

Marcelonso disse...

Groo,

Penso que veremos o retorno do marasmo com o domínio da Mercedes.

abs

Rafael Schelb disse...

Eu quero é ver o circo pegar fogo!