22 de jul de 2015

Três tópicos não interligados

Gritaria, polêmica, discussões, insultos...
Não! Não é partida de futebol ou coisa parecida, mas a repercussão sobre uma medida da prefeitura paulistana que diminuiu as velocidades máximas nas pistas marginais do rio Tiete e Pinheiros.
Na pista de menor velocidade será obrigatória manter míseros 50 quilômetros por hora.
Que absurdo!
Logo nas marginais em que era possível se atingir os... Os... Não... Não dá pra andar normalmente nem a cinquentinha nos dias de semana.
E se tiver feriado à vista então...

E rolam os jogos Pan-americanos lá em Toronto.
O Brasil está em terceiro na classificação geral de medalhas, o que é bom e ruim ao mesmo tempo.
Bom porque coroa um trabalho hecúleo que é ser atleta neste país fora do binômio “futebol/voley”.
Dificuldades financeiras mil, descrédito, dificuldades para treinos, falta de material adequado, de técnicos mais qualificados... E por ai vai.
Ruim por conta da expectativa que gera o sucesso no Pan e que são – ao menos para o expectador mais popularesco – frustradas em relação às olimpíadas.
Porém, nisto tudo há um atenuante: o Pan de Toronto está sendo transmitido pela Rede Record de televisão, o que garante que muito pouca gente, quase ninguém está assistindo, o que concorre para deixar as expectativas bem baixas...
Comemoração das medalhas do Pan na Av. Paulista.

Por último o ataque do tubarão ao surfista.
Mais recentemente foi dito que já estão em estudos meios de afastar os tubarões dos locais de competição fazendo com que os surfistas usem tornozeleiras que emitam sons desconfortáveis ao bicho.
Mas heim?
O mar é habitat natural de quem afinal?
O BligGroo gostaria de sugerir as hashtags #weallshark, #fuckthesurfers, #seatothefish.
E por fim - sem # mesmo - um grande pau no cu dos surfistas.

3 comentários:

Aline Rodrigues disse...

#jesuitubarão

Magnum disse...

Piadas de que as marginais nunca andam à parte, há os horários de picos (manhã e tarde) e os outros, onde sempre andei a 90km/h... Meu medo é que com esta redução estes horários de pico sejam "esticados" para mais do que são atualmente... Tem gente jurando que estudos mostram que o efeito vai ser o contrário: menos congestionamento... Vão ver. O tempo responderá essas questões.

Agora, o que já se sabe independente do tempo é o uso distorcido de números para aumentar o impacto das informações de mortes no trânsito...

Falam que estudos realizados em Londres mostram que o percentual de mortes quando o veículo está entre 45km/h e 68km/h é de 85%... Hm... Isso quer dizer que em, no mínimo, 8 em cada 10 acidentes com o carro entre 45 e 68km/h há gente morta... Quem nunca viu acidentes ocorridos nestas velocidades abaixo de 70km/h? O percentual de gente morta neles é tão alto assim? Em quase 9 de cada 10 acidentes nestas baixas velocidades que vemos há um presunto?

Falam também sobre o número de mortes ocorridas nas marginais, mas não mencionam que boa parte destes mortos são: vendedores de chocolate etc que correm entre os carros fora do horário de pico para pegarem bons "pontos" de venda para o horário de pico, e gente fazendo racha no meio da madrugada... A redução da velocidade vai reduzir a quantidade de rachas na madrugada? Sobre os vendedores... O tempo dirá se a quantidade deles correndo entre os carros não vai aumentar agora... Tomara que não, tomara que os congestionamentos reduzam conforme os alegados estudos demonstram... Vamos ver...

Marcelonso disse...

Groo,

Dizem que o tubarão era banguela...

abs