Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2016

Indy 500 centésima edição: Bernie says: Suck!

Imagem
Trezentas e cinquenta mil pessoas no autódromo para assistir um espetáculo de pouco mais de duas horas de duração.
Um cerimonial considerado kitsch por quem não é estadunidense.
Muita paixão envolvida.
Isto são as 500 milhas de Indianapolis.
Esta é a centésima edição da corrida, embora já tenha mais de cem anos de criada.
Coisas dos intervalos durante as guerras, infelizmente.

A categoria já não é o que foi um dia.
Não tem mais a mesma relevância e importância.
Dois ou três pilotos realmente bons em meio a tantos manetas refugos de categorias europeias, carros feios e tal, mas a corrida em Indianapolis é sempre especial.
Afinal, tem tradição.

Mas algo incomoda.
A corrida tem duzentas voltas e as cento e cinquenta primeiras não servem para muita coisa.
Pode-se perder a vitória nesta parte, mas ganhar a corrida não. Não importa o que se faça: ultrapassar, fazer volta mais rápida, bater recorde.... Nada.
A coisa começa a ficar realmente emocionante quando faltam cinquenta voltas para aca…

F1 2016 - Crônica do GP: A outra corrida

Imagem
Foi uma corrida típica do GP de Mônaco.
Nunca dá para esperar que lá no principado irá abundar ultrapassagens ou brigas emocionantes, mas uma corrida tensa sempre é possível.

Das boas coisas da corrida deste ano dá para destacar a briga entre as Saubers.
A equipe solicitou a inversão de posição entre Nasr e Ericsson.
O brasileiro deu de ombros e o companheiro de equipe forçou.
Forçou e fez caca.
Os dois acabaram saindo da prova logo adiante.
Ericsson pediu desculpas assumindo o erro.
Sinceridade é a única coisa que lhe resta já que talento...

A Red Bull também deveria pedir desculpas por fazer com que Daniel Ricciardo perdesse a corrida.
O pit stop ridículo parecia feito pela Williams de tão surreal.
Aventou-se a possibilidade de o australiano ter ido aos boxes sem avisar o time, mas logo depois a hipótese perdeu força.
Ainda na casa dos energéticos, Max Verstapen foi de bestial à besta em quinze dias.
Da vitória na Espanha aos muros de Mônaco.
Dá um desconto. É Mônaco.

E por falar em…

F1 2016 - Mônaco: o blefe da fabricante dos pneus

Imagem
Mônaco é especial, todo mundo sabe.
Carros passando a centímetros – talvez milímetros – dos guard rails e muros de uma das cidades mais charmosas da Europa.
Com chuva, como foi o caso da largada desta vez é mais especial ainda, certo?
Errado.
O safety car à frente é garantia de que nada vá acontecer.
Se Daniel Ricciardo que garantiu sua primeira pole position  - logo onde? – já tinha um terço da vitória garantida, com a segurança da largada controlada então...
De emoção só Danil Kvyat trocando o volante já na segunda volta.

E o mercedão de segurança só saiu da pista no oitavo giro.
Até as piadas estavam acabando. Mas não durou nem uma volta direito já que o tratorzão da carterpillar do filho do Palmer se arregaçou todo na reta de largada.
é verdade que o cara aquaplanou, mas é ruim que dói o menininho.
Safety car de novo, só que agora o virtual até a décima.

O abandono de Kimi foi algo meio complicado de se explicar.
O finlandês dormiu? Passou do ponto? Aquaplanou? O fato é que quase …

F1 2016: A hora e a vez do principado

Imagem
Há quem não goste do GP de Mônaco.
Não vamos julgar, afinal, tem gente que defende partido político.
Gosto é gosto e isto move o mundo.
O sujeito tem o direito de não gostar de Mônaco e de defender partido político.
O sujeito também tem o direito de ser burro.
Ninguém tem nada a ver com isto.
Mas se o GP de Mônaco fosse um partido político eu o defenderia.
Por que?
Porque além de meu direito, é também por ser parte da memória de um esporte fantástico em que gente de coragem (ou burrice) arrisca o pescoço a trezentos e lá vai pedrada passando a milímetros de paredes, cercas, calçadas... E hoje nem tanto, mas também tinham que enfrentar uma espécie de cegueira temporária ao conduzir por dentro do túnel.
Fangio (ou Clark, ou Brabhan ou qualquer outro destes heróis) contava que antes de entrar no túnel deixava apenas um olho aberto e lá dentro o fechava para abrir o outro e diminuir assim o efeito do lusco fusco causado pelo sol.

Há muitas histórias bacanas nas ruas do principado.
A corri…

Hot 5 do Groo: Acústicos nacionais

Imagem
Houve um tempo em que a MTV no Brasil era algo realmente relevante.
Apesar de um monte de VJ “carinha bonita/conteúdo zero” a programação tinha coisas que deixaram saudades.
Caso dos programas da série Acústico.

Ok, o formato era chupado da MTV gringa, mas aqui, virado para a música brasileira tudo ficou diferente, rico e brilhante. E melhor: alguns ficaram registrados em discos muito bons onde o artista assumia corajosamente a tarefa de se reinventar em outro formato ou dividindo as luzes com convidados.
Aqui um hot five pessoal destes disquinhos.

5 – Titãs.
Provavelmente o primeiro a contar com convidados especiais.
Em um momento em que a banda estava especialmente pesada e raivosa (logo após o lançamento de Titanomaquia e Domingo) o registro corajoso de seus maiores sucessos de forma acústica ainda mostrou uma faceta nova do grupo. Canções como “Nem Cinco Minutos Guardados” e  “Os Cegos do Castelo” mostraram um novo direcionamento para os discos seguintes: a delicadeza.
A banda só v…

Pequenas tragédias humanas (6)

Imagem
Dormiu sem jantar porque não queria comer um ovo frito às duas da manhã.
“-Quando acordar, tomo um café da manhã um pouco mais reforçado. ” – pensou.
Acordou atrasado e na correria só notou que a camiseta estava pelo avesso (e com a parte da frente para trás) quando entrou no ônibus.
“-Como algo no refeitório da empresa. ” – disse a si mesmo.
Para piorar, o trânsito estava um caos, chegou atrasado ao trabalho, mas nem por isto ia ficar com fome.
Correu ao refeitório para ver o que havia sobrado do café da manhã dos funcionários.
-Omelete? – perguntou com o cenho franzido – É com queijo pele menos?
-Não... Só com cebola. – respondeu “dona” Silvia, a copeira, que aliás disse “cibola” – Ordens da nutricionista.
Declinou. Melhor esperar o almoço: “-Tô de saco cheio de ovo...”
As nove e meia da manhã o estomago já estava nas costas de tanta fome, não conseguia se concentrar em nada.
Seu chefe percebendo algo diferente perguntou qual era o problema.
Ciente, liberou-o para correr ao boteco a…

F1 2016 - Crônica do GP - É preciso reaprender a ler a categoria

Imagem
A F1 acabou.
O culto ao carro acabou.
Viva a F1 e o culto ao carro.
Não há mais pilotos, só meninos mimados.
Viva os meninos mimados que pilotam.

Apesar de todas as idiossincrasias cometidas neste espaço a verdade é que o escritor não é burro.
É teimoso, o que é diferente de ser burro.
A prova espanhola da F1 mostrou o quanto meninos mimados e seus carros “fáceis de guiar” ainda são espetaculares e espetaculosos.
Aqui não se curte muito os pilotos da Mercedes, é verdade, mas para além da burrice de ter saído da prova em um acidente bobo na terceira curva da corrida fica a leitura mais aprofundada de que:

Sim, eles disputam entre si.
Não, eles não aliviam um para o outro.
Sim, Lewis errou, mas estava tentando passar, o que é louvável.
Não, não se ganha corrida nas primeiras curvas (talvez só em Mônaco), mas se pode perde-las.
E sim, Nico pode ter errado na força da defesa, mas quem não faria?
Absolvição aos dois e que a Mercedes não interfira na briga com regras (veladas ou explicitas)…

F1 2016: Espanha - Finalmente alguma emoção em uma corrida na Espanha (E que emoção!)

Imagem
Depois de um GP da Rússia lamentável o máximo que o fã de F1 pode fazer em relação a uma corrida na Espanha (seja lá qual for o circuito) é baixar ainda mais as expectativas.
Baixar mesmo, para menos de zero. Porque amigo... Corrida na Espanha é um soporífero poderoso. Remédio para insônia mais forte que show do cudiprei e do dream theater.
Mas eis que os deuses do automobilismo resolvem brincar com o fã que se senta pronto para dar uma criticadazinha na pasmaceira e bum! Acontece na largada a coisa mais insólita, porém mais esperada em termos de largada entre dois caras que já não estão se bicando há muito tempo: um enrosco.
E não foi na curva um, foi lá na três! Depois do Cone#6 dar um drible de gente grande em cima do Cone#44 que, desesperado, socou o carro na grama e se perdeu todo, rodou e levou  consigo o carro do companheiro de equipe. Fim da corrida para a Mercedes.
De minha parte: Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah. Ai ai...
Depois o Fábio Campos me pe…

O diabo na sé

Imagem
Se para alguém que vem de outro município a cidade de São Paulo já assusta imagine então...
Natan então perdeu-se com a altura dos prédios, que de tão altos arranhavam o céu fazendo-o pensar que Deus era ali bastante adorado com todas aquelas construções tentando chegar perto de sua morada.
E mais, ele não vira nem um que crescesse para dentro da terra e que pudesse se chamado de 'arranha-inferno'.
Constatou que aqui tudo é muito rápido. As pessoas nas ruas, os carros e até as informações parecem conter uma pressa infinita. Ele passa despercebido de todos que correm sem prestar atenção em nada.

O que há para se ver? Por onde começar?
Andando em passos lentos pela Rua Quinze de Novembro, Natan vê uma aglomeração em forma de roda que tem em seu centro uma dupla de artistas.
A platéia recém formada ria com as brincadeiras dos "cantadores de coco".
Chega então mais perto e põe-se a prestar atenção.

 Os dois artistas/cantadores são nordestinos que apoiados em seus pandeir…

Ah a vida real... Melhor que ficção

Imagem
Havia um baiano deitado em uma rede.
De lá ele solta um grito. Não tão alto para ser ouvido como desesperado e nem tão baixo à ponto de ser ignorado.
Da cozinha, sua mãe o interpela:
-Oxê! Que diabos é isto?
-É que tô aqui vendo uma tartaruga.
-I é?
-É... E acho que ela vai me morder.
-E tá perto, tá?
-Uns vinte metros...
Qualquer semelhança entre esta história estúpida e a choradeira dos simpatizantes do governo com a história do “golpe” que tramitou e tramita por duas casas da república e é assistido de perto pelo poder judiciário com amplo direito de defesa e com diversos recursos contra impetrados é mera coincidência.

Roberto Carlos está processando Roberto Carlos.
Não... O dito “rei” da música romântica no Brasil não ficou doidão e está processando a si mesmo por criar coisas horrorosas como “Mulher Gordinha”, “Mulher Baixinha”, “O Furdunço” entre outras.
O cantor cheio de manias – ou sua assessoria já que aparentemente o Brasa não está mais neste mundo (conscientemente) está pr…

F1 2016: Espanha, Lauda e os cockpits fechados

Imagem
Semana do GP da Espanha.
A primeira corrida do “bloco europeu” da F1.
Alguns dizem que é quando a categoria volta para casa, para sua origem.
Não deixam de ter certa razão: a F1 é uma categoria europeia por excelência, e se – de alguma forma – esta F1 de hoje tem uma casa, esta é a Espanha.
Nunca vi promover tanta corrida chata como o país da península.
E isto independentemente de onde; Barcelona, Jerez, Valência...  Talvez Montjuich fosse bom, não vi, mas talvez não também...  Ao menos era bonito.
Aos mais novos que ainda não tem a dimensão da chatice que é uma corrida na terra da paella, imagine que vai ser como se o GP da Rússia ainda não tivesse acabado.
Achou ruim o GP russo, então assista a corrida espanhola e descubra porque a Rússia é a nova Espanha da F1.

Sobre a ideia de se cobrir (total ou parcialmente) os cockpits da F1, uma opinião que deve ser levada em consideração ganhou os noticiários.
Niki Lauda se disse contra o recurso, mas alegou um motivo que talvez deva ser deix…

Pequenas tragédias humanas (5)

Imagem
-E então doutor? Tô muito estragado?
-É... – diz o médico olhando os resultados dos exames – Tá um pouco sim.
-Tem jeito de arrumar?
-Ter até tem.... Vai precisar cortar algumas coisas e...
-Operação?
-Não.... Cortar coisas da alimentação, e incluir algumas outras.... Uns remédios.
-Cortar o que?
-Cortar gorduras, frituras, doces e álcool, claro.
-E incluir o que?
-Mais frutas, legumes, algumas vitaminas e fazer um tratamento com remédios controlados.
-Hum... E isto vai me fazer viver cem anos?
-Não, mas te garanto. Se não fizer isto, não vai viver nem até os cinquenta.
-Trocar, digamos: cerveja por suco de melão? Batata frita por cenoura?
-Ou chuchu.... Para escolher tem de monte.
-Chuchu não! Chuchu é a vingança de Deus contra a humanidade.
-Como assim?
-Quando Adão e Eva morderam a maçã, Deus ficou muito puto com eles e os expulsou do Paraíso, não foi?
-Foi... E onde entra o chuchu nisto.
-O que foi que eles encontraram pra comer fora do Paraíso?
-Chuchu?
-Exato! E aí começaram os …

F1 2016: A ressaca do GP da vodca.

Imagem
A McLaren reclamou publicamente dos motores.
Disse que perdeu quase cinquenta segundos durante o fim de semana por conta do motor beberrão.
Disse também que para evitar pane seca pediu para seu piloto Fernando Alonso e o outro cara lá aliviarem o pé do acelerador.
Imagino o suplício que foi para o espanhol. Já o outro lá...

Mas cá entre nós: é muito mimimi do time de Ron Dennis.
Motor beberrão? Grandes coisas.
A Ferrari tem um piloto beberrão que foi super bem na corrida.

Em certa altura da prova do rádio de Lewis Hamilton surgiu a seguinte mensagem: cuidado com a pressão da água no motor.
Foi a senha para que Lewis encerrasse a perseguição ao ponteiro da prova Nico Rosberg.
Curiosamente, ano passado mensagens como: “cuide dos freios”, “há um problema com a pressão dos pneus” vinham do rádio de Nico Rosberg quando este engendrava suas perseguições a Lewis Hamilton.
Bem original a Mercedes.

E por falar em Mercedes, Cone#44 começou a choradeira.
Disse que acha estranho que alguns mecâni…

F1 2016: Rússia, a corrida da reversal (onde o campeonato chateia a corrida)

Imagem
Primeiro de Maio... A primeira corrida em vinte e dois anos nesta data e o sentimento é nulo.
Se é para celebrar algo que seja a vida e obra do cara. Deixemos sua morte para os livros de história.

Mas o alvo aqui é o GP da Rússia, aquele que sob a ótica da reversal daquele país tão peculiar: você entedia a corrida.
De bom? O horário da corrida. Pode ser chato, mas as nove da manhã o estrago não é tão grande.
Remédio? Baixar as expectativas. Quanto mais melhor. Quem sabe não se é surpreso por uma prova animada?
A pole de Nico vem comprovar duas coisas: ele está em boa forma e com uma sorte miserável.
De todas as vitórias que conseguiu nesta sequência histórica, todas tem seu asterisco.
Seja o fato de Lewis já ter se sagrado campeão e estar no modo “foda-se” nas últimas do ano passado ou os azares dos adversários nas primeiras deste ano. Lewis, Vettel, Ricciardo, todos em maior ou menor grau se ferraram nas corridas deste ano quando eram candidatos seríssimos à vitória.
Mais uma prova d…