30 de jul de 2017

F1 2017 - Hungria: histórica e tradicional sim

Hungria, o país dos Magiares promove corridas de F1 desde o longínquo 1986.
A história deste grande prêmio pode ser lida com uma pequena procurada pelas páginas deste blog.
Sempre muito questionada, já foi dito que a pista deveria sair para deixar lugar a circuitos mais tradicionais.
Bem.... Lá se vão trinta e um anos de existência, logo, já pode-se dizer que é uma pista tradicional. Ou não?
Pode sim... E pode citar as características do circuito tanto quanto se pode fazer isto com Imola e suas variantes, Spa e suas retas e curvas de alta velocidade, Monza e sua full time aceleration...
Hungaroring é travado, seletivo, exigente.

Pela primeira vez em muito tempo, não vai haver um brasileiro no grid de largada.
Felipe Massa, doente, cedeu seu lugar à Paul Di Resta.
Era só o que faltava na história entre Massa e a Hungria.
O piloto brasileiro já perdeu corrida lá faltando três voltas para o fim com uma vantagem considerável por conta de um motor Ferrari estourado.
Já tomou uma molada na cabeça ficando de fora do restante da temporada.
Agora adoece.
Definitivamente, a Hungria não gosta de Felipe Massa.

No campeonato mundial deste ano, um ponto separa Vettel e Hamilton e nesta briga chegam a Hungaroring na seguinte situação de largada: Vetell na pole e Hamilton vindo de quarto.
Apenas duas vezes o vencedor não largou da pole e a treze anos o vencedor desta corrida não ganha o campeonato.
São detalhes com muita ou pouca importância, dependendo do que iria acontecer após a largada.
E foi limpa!
Com uma manobra de equipe, Kimi protegeu Vettel do ataque das Mercedes e das Red Bull, que acabaram se encontrando no fim da reta e primeira curva e terminou com a corrida de Daniel Ricciardo.
Verstapinho não alivia nem para os colegas de equipe.
Bandeira amarela e safety car para tirar o carro de Ricciardo que quebrou o radiador.

A relargada na sexta volta trouxe Verstapinho, o personagem da corrida até aqui, dando um passão em Lewis Hamilton.
Há quem não goste do moleque, mas ele dá show, pena que acabou punido com dez segundos acrescidos ao tempo final.
A Liberty vem pisando na bola como a velha administração nestes últimos GP’s com estas punições.

A partir daí a corrida entrou em modo de cruzeiro.
Enquanto Vettel ia à frente com folga e sem ser incomodado, Hamilton marcava Verstappen de perto para diminuir o prejuízo ao fim da corrida.
De interessante, apenas o mecânico de formula Indy que trabalha na Haas deixando o carro de Grosjean sair dos boxes com uma roda solta.

A grande sacada era esperar pela rodada de pits.
Na volta trinta e um os dois primeiros a parar foram Stroll e Bottas.
Aparentemente, todos iriam mesmo para uma parada só.
Logo depois foi Hamilton, seguido de Vettel e por último Kimi.
Nada mudou.
E a mudança mais significativa só veio na volta 45, quando Bottas praticamente parou o carro para que Hamilton ganhasse a posição.
Se fosse na Ferrari o mundo cairia.

Mas a manobra trouxe, ao menos, tensão para a corrida.
Hamilton (que teria dito que devolveria a posição ao Bottas se não passasse por Kimi) fez a pressão que pode.
Andando mais, já que Raikkonen estava limitado por Vettel que tinha problemas, fazia o que era possível para induzir o finlandês a qualquer erro que lhe possibilitasse passar.
Como não conseguiu, uma cena inédita foi vista na Hungria: na última curva Hamilton devolveu a posição para Valteri Bottas enquanto Vettel recebia a bandeirada em primeiro.

E há quem diga que a Hungria não produz boas corridas ou não é ainda uma pista histórica.
Coitados.

7 comentários:

Vinicius Vergueiro disse...

MITO Verstappen pisou na bola com o companheiro de equipe. Na minha opinião,culpa total de Verstappen que não quis levar o passão do Riccardo e alargou demais a trajetória acertando a lateral do carro do colega e arrebentando o radiador dele.

Quanto a devolução do Hamilton só algo a dizer: A Mercedes não teve culhão mesmo pra deixar explicito a preferência por Lewis.

Alias,todas as equipes fazem jogo de equipe(vide Hulkenberg e Palmer hoje),mas pouquíssimas tem coragem de faze-las e admiti-las abertamente(só a Ferrari os faz).

E não tenho nada contra as ordens de equipe,cada uma faz da forma que considerar mais apropriada a seus objetivos.

Anônimo disse...

Estou indignado.
Por ter que aturar hungahorroring ? Prefiro Mônaco...
Com Verstappadinho, que tirou Ricardo Sorrisão em mais uma 'sensacional' largada não freando no ponto certo numa pista lisa prá cacildis ? Perder posição, manézinho, é do 'jogo' e tu não é rápido ? Zil voltas tinha para mostrar o seu talento. Passasse depois.
Com a Vettelino, Kimi Vodka e a Ferrada não deixando o segundo(ão) passar por cima do primeirão ?
Com o pior narrador da tv brasileira, Lulu Rorô ? Com os comentaristas mais enrolados da tv já que sem o chefe, os babões estão mais livres do que nunca para dizer besteiras ?
Ou seria com a clara vontade de não atacar de GH-3, a olhos vistos, até pelos puxassacos de Vertapaddinhos e Ferraris globais que, óbvio, não falavam nada porque sabem que o povo precisa da energia positiva deles nuszouvidus acreditando no que falam e não nos próprios olhos ?
Adivinhem com quem eu estou indignado !
Lembro, uma das vezes que estive no joquei clube do Rio, muitos anus atrás, e um sujeito indignado, queria comer o jóquei de porrada porque, palavras dele 'segurou o cavalo, fdp ! Eu vi, seu safado '! E os amigos segurando o sujeito e eu me afastando porque, joquei clube, naqueles anos, era barra pesada e eu só tinha 16.
E tem mais ! máFIA atuando novamente em conjunto com a Ferrada. Que história é esta de mexer na caixa de câmbio do carango do Vettelino e não perder posição, hein, FIrrAri ? Permitiu... que gracinha !
Já é a segunda. Já é a segunda !


M.C.

Vinicius Vergueiro disse...

E pra que a Ferrari tinha que permitir que Raikkonen passasse Vettel? Pra assim ele ficar totalmente vulnerável a Hamilton e assim perder a liderança do campeonato?

Os puristas(e antis do Vettel e da Ferrari) podem ficar irritados,mas a Ferrari agiu certo em mandar Raikkonen não passar Vettel

Coyote,muda o disco que essa não cola mais.

E o ``bom mocismo´´ do Hamilton também não cola,pois aqui que ele iria cumprir a palavra de devolver a posição pro Bottas caso a conversa dele com a equipe(aonde ele fez a promessa) não tivesse sido divulgada na transmissão...

(E quer que eu lembre dos testes proibidos da Mercedes em 2013?)

E só pra não perder o costume...

Atualização do placar:


Farsa Alemã 10 x 1 Aposentado Finlandês

Vinicius Vergueiro disse...

E se a FIA estivesse em agindo pra favorecer a Ferrari,não tinha tido punição pro Vettel em Baku e Hamilton seria punido lá também...

Anônimo disse...

Ôh, do futebol. Esse luto aí não termina, não ?
Fica torcendo feito sofredor no estádio e nem ouve direito as coisas. Olhou a corrida, não viu. Escutou, não ouviu. Típico de torcedor fanático de pénabola.
Chegou agora e quer sentar na janela, mermão ?
Era o Kimi que pedia para passar, ôh ! E o Hamilton fez o quê ? Se você não sabe, sou torcedor do Hamilton e hoje estou criticando GH-3 !
Que 'puristas' ? 'bom mocismo' ? E ainda desinforma. São quantas equipes ? Todas tem o aúdio liberado, óbvio, os jornalistas ficam em cima das feras. Faz parte do show, sabia ? Futebol e automobilismo (F1) fazem parte do entretenimento, sabia ? Dizem que tem repórter de tv pressionando os árbitros no futebol... Prantistas ! Não sei de nada ! Já ouviu a expressão: 'minimal talking' ? Box, box, box procê. Volta em Spa. Sem noção, está usando as palavras sem entendê-las ? Puristas... explique 'puristas'. E ainda é... é... um verstappadinho. Abusadinho e faz caquinha...
Sequestraram o teu cérebro ? Você usava fraldas ou ainda estava no bico da cegonha ou era putinho( com asinhas, que bonitinho...) quando a máFIA e Ferrada já se entendiam. Há sempre chororô da Scuderia quando as coisas vão mal. Esse ano, parece, já está acontecendo novamente pois mexem na caixa de marcha e não perdem posições. Na tua área, futebol, a Ferrari é o Fra-nem-go das pistas, aliás, o coisa ruim do futebol aprontou mais uma, agora, contra o outro coisa ruim, o Cocôrinthians. Que coisa, não? Anda jogando com 14 o urubu gaveano.
Lembro dos testes proibidos da Williams de 1991. Lembro dos testes proibidos da McLaren em 1985. Lembro dos testes proibidos da Lotus de 1977 ! Ai, ai... Pato novo na lagoa.
. ôh, ferrarista mengão, já que está de luto, ainda, como estão as investigações sobre a tragédia, hein ? Muita emoção, muito choro, muita comoção - fiquei consternado - mas o que é bom, pegar todos que ceifaram a vida de muitos naquele voo, nadica de nada. Mas nada mesmo !
Bem vindo ao mundo da F1 e saiba que, como no futebol, é necessário abrir os seus horizontes. Como máFIFA, existe máFIFA.


M.C.

Anônimo disse...

Como máFIFA, existe máFIA.

M.C.

Manu disse...

Foi boa, e agoniante da volta 55 em diante.
Quem diria que Hamilton ia devolver aquela posição... Quem diria...

Abs!!