27 de mai de 2014

Lado B do GP: With my good eye closed

Há mais de uma forma de se ombrear com os grandes pilotos em Mônaco.
Obviamente uma delas é vencer, mas também dá para fazer isto das seguintes formas:
Batendo o carro na entrada do túnel.
Freando o carro de propósito e provocando bandeira amarela durante a flying lap de alguém.
Ultrapassando na chicane da saída do túnel quando não se espera que seja possível.
E da forma mais estranha: não completando nem metade da prova junto com algum grande.
Sendo assim, Maldonado e Perez, dois dos mais manes, se igualaram nesta prova ao tetra campeão Vettel.
Nenhum dos três conseguiu chegar à metade da corrida.
Vettel, Maldonado e Perez em Mônaco.

Maldonado nem chegou a largar, ficando parado na saída para a volta de instalação e aquecimento.
Chegou-se a supor que ele iria ver a corrida no barco da Lotus ali na marina, mas depois alguém lembrou que a Lotus não tem barco lá.
Nem em nenhuma outra marina.
E a se confirmar o corte da verba da petroleira, também não vai ter carro logo, logo...

Felipe Massa correu como nunca! (largou em décimo sexto)
E chegou como sempre. (em sétimo)
Porém, dá para afirmar que Massa é extremamente religioso já que a bíblia diz que o sete é o numero da perfeição.
Ele vem levando isto ao pé da letra e chega perfeitamente em sétimo faz tempo.

A obsessão de Hamilton em se parecer com Senna é tanta que agora beirou o ridículo.
Depois de Senna vencer uma corrida e mandar na orelha do mundo que só tinha a quinta marcha, o Zé gotinha da Petrobrás não quis ficar para trás e soltou a “desculpa do cisco” para justificar a perda de performance atrás do alemãozinho purpurinado.
Nem o papa Francisco caiu nesta...
Ou seja: o cisco no olho é o novo “só tinha a quinta marcha” na F1.
E no sábado ainda tinha dito que trataria Rosberg como Senna tratava Prost nas pistas.
Sabe de nada, inocente...
O mais bacana foi o close da direção de TV em seu rosto no pódio e nem vermelho o olho do cara estava.
Caô do negão, caô...

Mas agora sério: Domínio das Mercedes à parte (danem-se eles) o grande nome da temporada é Daniel Ricciardo.
Vettel que abra o olho (e não deixe cair cisco nenhum dentro...).

4 comentários:

Vander Romanini disse...

E não é que é tudo isso que escreveu??
E o som, fabuloso!!

Vander Romanini disse...

E não é que é tudo isso que escreveu??
E o som, fabuloso!!

Manu disse...

É verdade, Ricciardo - meu quase xará - tem surpreendido de forma muito positiva.

O lance do cisco no olho era uma balela mesmo. Mas se tinha algo lá, certamente é porque ele deixa a viseira semi aberta. Já vi ele fazer isso várias vezes. Mandaria um básico "se vira!"

Som incrível!

Abs!

Marcelonso disse...

Groo,

Ricciardo é talentoso. O moleque está muito bem ,mas Vettel vai supera-lo ao final da temporada, pode anotar.

Massa é isso mesmo, um sujeito mais ou menos. Nada que chame a atenção.


abs