3 de jun de 2014

Preferencias canadenses (além do lombo, claro...)

Esta semana tem o GP do Canadá.
Oba!
A corrida canadense é uma festa.
Quem já viveu a experiência in loco conta que o clima de celebração toma conta da cidade.
A corrida se dá sempre bem perto do inicio do verão no hemisfério norte, o que garante o clima de festa entre o público que – sim – é fá de F1, mas também quer celebrar a chegada de um clima mais quente.
Pensa aí: o lugar é tão frio que durante grande parte do ano a vida (nas grandes cidades) se desenrola em tuneis que sob o solo ligando grandes centros comerciais e prédios públicos.
Nestes termos eu ficaria feliz até com evento de balé clássico ou torneio de xadrez.
Desde que, claro, fosse lá acompanhar ao vivo.
Quanto mais F1...

E mesmo quem assiste só pela TV costuma gostar muito da prova e tê-la em altas contas.
Claro, a pista é boa, tem tradição e sempre a possibilidade do “Muro dos Campeões” atrair alguém. Campeão ou mané, que mesmo sendo “dos campeões”, o muro não é preconceituoso.

A minha mais memorável é a de 2007, aquela em que o Kubica resolveu mostrar – na prática – que os bólidos de F1 pós 1994 eram realmente seguros.
 Ainda me lembro perfeitamente de ver a cena, me levantar do sofá e reviver por alguns instantes a agonia daquela pancada em Imola...
Mas depois de ver o cara bem, relaxar e só conseguir dizer: “-Putaquepariu, caceta”! Que puta pancada da porra.
E escutar do meu pai: “-Que boca suja do caraio heim?”.
A dele não...

Mas quem se lembra de grandes corridas por lá?
Aquela em que o asfalto foi se soltando e acabou custando um ano fora do calendário se não me engano?
Qual a preferida de vocês?

5 comentários:

Jaime Boueri disse...

Ano seginte. Vitória do Kubica, em 2008. Aliás, dobradinha da BMW Saber, com Heidfeld em segundo... No dia do me aniversário.

Teve aquela com 274247281 horas de interrupção, que o Button faturou na última volta, quando o Vettel rodou.

Pensando bem... Button ganhando? Não! Prefiro a de 2008.

Teve uma também em que o Schumacher se espatifou no muro dos campeões que... Acredite, eu gostei da porrada. Foi "visualmente bonita".

Manu disse...

Pois a minha reação com a batida do Kubica foi semelhante. Me lembro bem - eu tinha feito brigadeiro e estava me esbaldando. Naquele momento da batida a tensão foi tão grande, que parei de comer o doce na hora.

Mas me lembro bem também do GP de 2008... Quando Hamilton mostrou seu talento para bobagens mais que juvenis.

Abs!

Maximo disse...

a pancada do Cubitiza foi assustadora... também achei que ele tinha ido pro saco... mas o bicho vem mostrando que é imortal kkkkkkk

Francisco J.Pellegrino disse...

A morte do Paletti na largada, os vários acidentes inesquecíveis, principalmente como vcs disseram o do Kubica...

Vander Romanini disse...

Aquela que o bocó do Mansell desligou o motor com o cú e deu a vitória pro Piquet.