29 de jan de 2015

Noel

Dele pode se contar varias histórias.
Desde a famosa bronca na mãe em “Com que Roupa” até a polêmica com Wilson Batista que rendeu entre outras “Feitiço da Vila”.
Boêmio inveterado gastava tudo que ganhava com bebida e mulher, por isto vivia sempre a nenhum, como se dizia na época.
Com os poucos e minguados trocados que vinham das composições e da mãe, porém um dia lhe apareceu a chance de ganhar um dinheiro um tantinho melhor: uma excursão com Francisco Alves, Mario Reis e outros grandes nomes do samba pela Argentina e Uruguai.

Chico Alves - zeloso e perfeccionista - exige que a trupe toda se apresente pelos teatros afora com smoking completo, novo e principalmente: limpo.
Noel, que pouco ligava com a própria aparência apareceu ao primeiro show com um terno tipo Summer, mas todo amarrotado e sujo.
Chico então lhe deu um dinheiro e pediu para que comprasse um smoking.
Noel gastou a grana com suas ocupações prediletas, mas não se esqueceu das ordens disfarçadas de conselho do Rei da Voz...
Pegou um garçom compatriota que trabalhava por lá e lhe passou uma lábia, Conseguiu dele uma farda completa, mas como convém a um garçom: branca.
Como era de se esperar Francisco Alves estrilou, e por pouco não partiu para cima de Noel.

Convencido pelos amigos presentes que o fato poderia até ser bom para a imagem do grupo – três de preto e um de branco – deixou o fato passar, mas fez uma ressalva: “-Pelo menos mande engraxar estes sapatos, estão horríveis!”. - e lhe deu mais algum dinheiro para que fosse feito.
Novamente Noel gasta o dinheiro, mas usa de sua lábia para convencer o engraxate a lhe lustrar ao menos um dos pés.
Naquela noite sobe ao palco para um numero solo e se senta com violão em punho e pernas devidamente cruzadas.
Sob a luz do palco Francisco Alves vê o cantor e compositor impecável com seu terno branco e seu sapato brilhando.
Quando desce do palco Chico vê que apenas um dos sapatos está engraxado.
Cansado ele apenas pergunta: “-Mas porque não lustrou os dois?”.
E a surpreendente resposta o desconcertou a ponto de deixar o Rei da Voz sem ação.
“-Mas para que se o pé artista é só um...”.
A benção Noel!

2 comentários:

Marcelonso disse...

Genial, Groo. Genial!


abs

Magnum disse...

Genial mesmo