31 de mar de 2015

Crônica do GP: O abandono do Alonso

Após a largada do GP da Malásia, Fernando Alonso consegue ganhar algumas (duas ou três posições) e o time chega a pensar que o tempo ruim começava a ficar para trás.
Com algumas voltas percorridas a realidade bateu às portas da equipe novamente.
Nem o mais otimista torcedor da McLaren ou de Fernando Alonso consegue enxergar a luz no fim do túnel desta temporada.
Após se arrastar nas últimas posições, Fernando é chamado para os boxes para uma tentativa de melhorar algo. Provavelmente em vão...

Ao parar no local destinado à sua McLaren os mecânicos correm com seus equipamentos para soltar as rodas, os novos pneus e uma vaca que é amarrada na asa traseira do McLaren.
-Pero... Para que és la vaca?
-Não se preocupe, sabemos o que festamos fazendo...

Com mais algumas voltas e Alonso ainda está se arrastando pela pista quando, pelo rádio, faz contato com a equipe.
-El coche no responde a altura, continua muy lento...
-Estamos colhendo informações da telemetria para tentar resolver isto...
-Ok... Pero... E lá vaca?
-Ah sim... Vamos começar a usá-la também com esta finalidade...
-Qual finalidade?
-Colher dados. Por favor, comece a observar a vaca.

Mais algumas voltas e é o rádio que chama Alonso no inicio da reta oposta do circuito malaio.
-Fernando, me diga como está a vaca.
-Bién... No parece nem cansada em esto momiento...
-Ok... Acelere até o limite e freie bem forte ao fim desta reta e repita a operação na reta de chegada.
-Todo bién...
E assim faz o espanhol.

Já no lento e desafiador S ao fim da reta de largada o rádio volta a chamar.
-Fernando? Diga-nos: como está a vaca?
-Agora no parece estar muy bién... Está com lá língua para fora...
-Para a direita ou para a esquerda?
-Que diferença faz?
-Não discuta, apenas diga.
-Está com lá língua para la esquierda...
-Ok... Preste atenção... A vaca quer que você abra caminho para ela passar, não queremos mais esta vergonha... Venha para os boxes e abandone a corrida...

Entendeu agora porque Alonso abandonou?

2 comentários:

Anselmo Coyote disse...

Ron Groo retoma com vigor seu hobby preferido: ir e voltar ao inferno. Dizem as más e as boas línguas que ele alugará um avião-van e ciceroneará turistas interessados, podendo deixá-los lá ou trazê-los de volta, já que é um profundo conhecedor do percurso, inclusive o purgatório, como todo torcedor da Williams.
Abs.

Marcelonso disse...

Groo,

Como diria aquele narrador: Que faseee!!!

A adaptação da anedota ficou perfeita, cabe como uma luva ao momento.


abs