14 de dez de 2015

2mil e tantos anos e tudo continua igual

E parece que aquele fragmento de papiro encontrado em 2012  sobre Jesus é real.
Vindo provavelmente do Egito, traduziu-se que – dentre outras coisas – versa sobre uma provável esposa de Jesus.
A descoberta – e a tradução – vai de encontro à tradição cristã de que Cristo não era casado e atiçou novamente o debate sobre celibato e o papel da mulher na igreja.
Mas este não é o assunto.
O papiro encontrado está escrito em língua copta e, penso eu, deva haver bem pouca gente
apta na gramática desta língua..
Assim sendo, as traduções feitas podem estar erradas.
Num esforço fenomenal o BligGroo conseguiu traduções alternativas para o texto contido no papiro.
E adianto: deu trabalho pacas já que o Google não disponibiliza o tal copta no Google translate.
Segue as traduções:

“-Jesus, quando sair pra ir para o Monte das Oliveiras, leva o lixo pra fora...”.

“-Assim não dá... Todo dia vai trazer estes doze pra jantar aqui?”

“-Não precisa trazer vinho, tem muita água ai... Se vira.”. 

“-Demorou isto tudo no deserto? Por que não veio sobre as águas em vez de contornar o Jordão?”

“-Como assim não vai pintar a casa? Está esperando o milagre dela se pintar sozinha?”

“-Sermão na montanha? Sei, sei... Tava discutindo futebol de novo.”

“-Vê se fala mais de mim nos teus sermões ou no futuro vão dizer que você nunca foi casado.”

“-Você não me ama... Nunca fez uma parábola que me incluísse.”

Quem tiver mais alguma, pode ajudar deixando ai nos comentários.

Um comentário:

André Miguel disse...

Cê vai pro inferno...