23 de fev de 2016

F1 2016: Com que roupa? (2)

A segunda parte dos lançamentos das pinturas de 2016 está aqui.
Na primeira parte tivemos os times importantes e a McLaren...
Agora na segunda parte os times de meio de grid e as possíveis promessas.
No fundo, são as equipes que dão alguma graça as corridas por andarem quase sempre juntas, não haver uma disparidade muito grande entre suas performances.
Ah... E tem a Mercedes, mas de boa... Foda-se a Mercedes... Ninguém torce pela equipe Mercedes, no máximo tem simpatia pelos cones que andam embarcados nos carros.

A Toro Rosso não deveria nem estar aqui, afinal não trouxe pintura alguma e deixou bem claro que só na Austrália é que veremos a cara definitiva do carro.
Mas... Sendo a Toro uma filial da Red Bull, não espere nada muito diferente da matriz.
Se surpreender, estamos no lucro.

A Force Índia também não merecia já que a pintura é idêntica a do ano passado, mas diferentemente da Williams, é feia.
Já o desenho do carro – principalmente o bico – me agrada.
Será que é este ano que o time finalmente deslancha?
Duvido.

A Manor Racing trouxe uma pintura muito bonita e ainda por cima diz que é o melhor carro que já fizeram.
Um é novidade... Suas pinturas sempre foram feias.
Já o lance do carro ser o melhor... Bem... Não dava para ser muito pior do que tem sido.
Ah, sim... A pintura é bonita, mas lembra carros da Indy ou da GP 2.

E a Mercedes, mas como expliquei lá em cima... A Mercedes que se foda.
Prata com tons esverdeados e um nariz esquisito. Eis a Mercedes.

2 comentários:

Rubs disse...

Rá rá rá... Quanta crueldade. Você tem inveja das loiras do Amiltinho e do Ronaldinho. O neguinho pode ser uma mula empacadeira com cérebro de preguiça, mas é mais piloto do que o Vettel Barbie.
A Manor é revolucionária. Reparou que o bico vai bem além da asa para otimizar o fluxo de ar? Foi inspirado em botinas country de bico fino para matar barata no canto da parede.
A McLaren fez um carro para agradar o espírito samurai de Alonso. Por isso, se inspirou numa nimai-do gosoku. Mas o carro pode ser confundido com um Datsun pretão dos anos 80 andando de ré.
A Ferrari mudou pouco o desenho e está mais curta. Mas, uma Ferrari jamais fica velha. E a Mercedes? O único carro alemão que nunca fica velho é o Porsche. Mas algumas Mercedes clássicas, como as da série SL, também não ficam. E essa Mercedes já é clássica. Se você reparar, depois de 2 ou 3 anos, qualquer BMW se torna um caixotão feioso.

Marcelonso disse...

Groo,

Essa Mercedes realmente assusta...


abs