3 de abr de 2016

F1 2016 - Bahrein: A noite dos gatos pardos

Uma curiosidade: Depois que passou a ser disputado a noite, o GP do Bahrein começou a mostrar um nível de emoção jamais visto quando era corrido com o sol a pino.
Nada que seja assim uma coisa que se diga: “Ual, que coisa mais emocionante do mundo! ”, mas tem sido bom.
A largada maluca desta edição ilustra bem isto.
Uma pena ter ficado fora a Ferrari de Sebastian Vettel com o motor estourado na volta de apresentação.
Isto sem falar em Fernando Alonso que estava de atestado médico.

Uma coisa que incomoda muito é a gana dos comissários de corrida, seja lá em qual etapa for, em estragar corridas com punições.
O acidente entre Bottas e Hamilton na largada foi – em minha ótica – coisa puramente de corrida. Sem contar – claro – a lei da física que diz que dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço.
A bem da verdade, o acidente, em termos, meio que salvou a corrida. Se as duas Mercedes pulassem na ponta e sumissem ficaria um tanto monótono.
Se o campeonato ainda tem a cara do ano passado com aquele domínio absurdo da Mercedes (este ano nem tão absurdo) deve-se ao acaso.
Rosberg ganhou as duas corridas em golpes monstruosos de azar.
Azar da Ferrari que teve um SC contra si e uma estratégia de pneus equivocada na Austrália e azar do Hamilton de ter encontrado Bottas no meio de uma curva.

Azar – no caso – não é uma palavra que se possa aplicar a Williams, por exemplo.
Triando a punição (tosca) ao Bottas, o time só fez caquinha nas estratégias de corrida.
Aparentemente a regra que liberou três tipos de pneus diferentes por corrida com a obrigação de usar apenas dois enrolou – ainda mais – a cabeça dos estrategistas do time.
Já não eram bons, agora então...

A escalada da McLaren para voltar a ser uma equipe relevante para a ponta continua.
O belga de nome complicado pontuou em sua primeira corrida, o que deixou aquela dúvida boa: e se fosse o Alonso?
Conselho: limem o outro cara do time e deixem o asturiano em companhia do Vandoorne.
E ainda teve a corridaça da Haas, mas é melhor falar da equipe separadamente depois.

No fim das contas, uma corrida divertida.
Não se pode dizer que foi ótima, mas foi uma etapa muito, muito boa mesmo.
Agradeçam ao Ryu pela regrinha dos três compostos e aproveitem e peçam para ele dar um hadouken no formato tosco da classificação.

7 comentários:

Anselmo Coyote disse...

Esse post foi sobre a corrida?

Ron Groo disse...

foi... se você ler, tem até o vencedor ai hehehehe

José Coutinho disse...

Quem é ryu? esta eu não peguei. Sobre a dúvida do Espanhol eu sei que se o carro não quebrasse terminaria no G10 #Fato; O Romain vem surprendendo MUITO positivamente. Torcer pra Williams é como torcer pro Náutico (Sempre decepciona na hora do vamos ver e o máximo é um 3 lugar - hoje nem iso, nem de longe)

Anônimo disse...

Bom. GH-3 não teve culpa. Bottas estragou a corrida do agora bon vivant da F1 por não saber que ' dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar ao mesmo tempo'. Acho que isso é coisa do seu Eureka !, quer dizer, senhor Arquimedes... Estava, o finlandoca, beeeem atrás e veio com tudo ! É verdade, senhor Groo, o acidente salvou a corrida. O carro de Hamilton insistia em soltar fagulhas onde não podia soltar fagulhas, bem no lugar onde a Williams de Bottas 'beijou' a Mercedoca de genial. Ferrari tem problemas, sim. Motor. Sempre, o seu M.C., disse: 'Ferrari e turbo, nada a ver'. Apesar do segundo lugar de Kimi Vodka que parece andar sóbrio ultimamente. Acho que, por algum motivo muito importante, GH-3 desistiu da corrida. Estava chegando no finlandês bebedor mas alguma gata deve ter ligado para ele ou então resolveu ouvir um rip rop do Snoopy dog ou um personal styler perguntando se o piloto já tinha decidido entre terno azul turquesa 'noites cariocas' ou amarelo cafetão N.Y. para festa de logo mais( já foi ou continua rolando) numa ilha artificial no Bahrein. A terra, lá, é sagrada... É ? Sei lá. Isso atrapalhou o rendimento e ele acabou em terceiro. McLaren vai indo mas o nome é HAAS, sinceramente. Como já disse aqui, quem entende das coisas formulaúnicas soi jô ! Groojean, mais conhecido como Grosjean, levou elogio até de Gagálvão que anda mais atrapalhado do que nunca ! Grobo cortando benesses e todo mundo no estúdio é de doer para o Deus da narração. Lembro de sempre apostar no francês.
Sorry, periferia.

OBS: Pode ser jogada de Genial Hamilton porque o único que consegue bater o penélope é ele. Só dois carros voam na F1, hoje, e adivinha com quem um destes está ? Ferrari, pufff... Williams ? Puffff... E o Bottas está doidinho. O soneca do Zacarias, ô, coitado. Ah, GH-3 foi a festa de terno amarelo cafetão bebeu pacas e não comeu ninguém. Um mané inglês com três títulos mundiais.. E de sapatos brancos. Cruzes...


HA !


M.C.

Marcelonso disse...

Groo,

Gostei da corrida. A variedade de pneus neste ano, trouxe mais movimentação. Pena que muito em breve as equipes deverão pegar o jeito...

Quanto a Williams, quem era o estrategista, o Bozo? Pqp...

abs

Manu disse...

Corridinha foi melhor, mas a gente sabe que pode melhorar :D

Rafael Schelb disse...

Só discordo quando você disse que a Ferrari errou a estratégia na Austrália, eu acho que acertou, mas deu azar com o safety car e a bandeira vermelha. No mais, a corrida no Bahrein foi legal, e a Williams precisa, urgentemente contratar estrategistas que tenham mais de dois neurônios.