17 de jun de 2016

F1 2016: GP da Europa - Hot 5 comidas típicas de Baku

O texto de hoje deveria ser sobre o GP da Europa que vai ser disputado nas ruas de Baku, no Azerbaijão.
Mas o que se sabe sobre?
Quem nasce lá é chamado de azeri.
Que Baku perdeu o direito de sediar as olimpíadas deste ano para o Rio de Janeiro (o que por si só já deveria ser motivo de zoação infinita.)
Que o lugar é bonito para caramba e que a pista terá pontos extremamente estreitos.
Que fica no Cáucaso e é banhado pelo Mar Cáspio.
E que a rima é fácil demais para ser usada como zoeira.

E tem a culinária de lá com suas sopas, seu molho sumagre que é avermelhado e tem sabor de flores (genérico, tem flor de tudo que é gosto, pode comer aí no seu jardim...)
Aliás, é voz corrente que nada da culinária lá é muito original. Sempre há em outros países com nomes diferentes e coisas assim...
Um destes pratos foi escolhido pelo blog para apreciação, resenha e classificação em um Hot 5: o kebab.
Ok, o kebab não é típico do Azerbaijão, mas como por lá tem bastante e por aqui também vamos com ele mesmo.
Ah, sim... O kebab em São Paulo (capital gastronômica mundial do país) é conhecido por aqui como churrasco grego, que na verdade é turco, mas aqui vai como comida azeri mesmo (viu como se aprende a usar o gentílico rápido?).

5 – Kebab do Conjunto Nacional, na Av. Paulista.

É gostoso, feito com bons ingredientes, pão fresquinho e carne de primeira. É higiênico e isto mata o lanche. Falta a aura podrona em volta, não há moscas e nem cachorros com aquela cara pidona.
Leva apenas uma mosquinha de classificação.

4 – Kebab do Ibira, no Pq. do Ibirapuera.

A distância de uma padaria garante que já no meio da tarde os pães estejam murchos. A carne é boa, o que joga contra e até tem cachorros olhando para você enquanto come, mas são pugs, poodles, labradores e os malditos chihuahuas.
Duas Mosquinhas.

3 – Kebab da 25, na Av. Vinte e Cinco de Março.

Embora o pão seja geralmente fresco, é pequeno e sendo assim comporta pouca carne.
A carne aliás é de procedência duvidosa, porém, não tem lá muito sabor.
Briga com kibes, esfihas e coxinhas dos botecos da região, que aliás, alguns são bem sujos.
Três mosquinhas porque não há cachorros.

2 – Kebab Sta. Efigênia, rua Santa Efigênia.

Quem já comprou celulares, tablets ou notebooks por lá já teve contato com (a gordura) da carne do kebab da região.
Não há açougues por alí e muito menos padarias. Em volta do carrinho além dos cachorros de rua, também há gatos e por vezes outros bichos.
Quatro mosquinhas.

1 – Kebab da Roosevelt, na estação do Brás da CPTM.

Sujo... O chão no entorno é repleto de bitucas de cigarro e não só os cachorros, gatos e alguns ratos ficam por ali. Muito bebuns também.
A carne é suspeitíssima, mas bem saborosa.
O pão, sempre dormido mesmo quando vindo da padaria naquela hora absorve a gordura que escorre da carne e fica macio, quase tenro.
O suco que acompanha o lanche tem o legítimo sabor de fumaça nas cores amarelo e vermelho.
Cinco mosquinhas com louvor.

5 comentários:

Anônimo disse...


Rio... poderia dar uma resposta mais forte mas deixa prá lá. Tá cagada de urubu socialista populista mesmo, desde os anos 1980. Culpa exclusiva da maneira um tanto esnobe dos cariocas de se acharem cosmopolitas. Vejam, até prefeito ptelho populista de Sampa retira os cobertores dos mendigos no frio e deixa os caras lá ! Isso aqui, Rio, é inconcebível ! O nervosinho peêmebundista faria o contrário, daria cobertores ! O certo seria o recolhimento da população de rua para passarem a noite num abrigo, num lugar mais confortável, mas aí é grana pacas, não ? 'Estamos roubando a toque de caixa, quer dizer, estamos com problemas de caixa seríssimos hoje em dia', diriam as otoridades municipais. Bom, infelizmente, vencemos esta porcaria que só é vendida para otários. E teremos, claaaaaro, o Olimpicão ! Como a Copa mas aí deu 'Brasil ! União de tolos !'. Sampa, Floripa, todas cidades ficariam felicíssimas com a enrolação. Podem sacanear... Schaudenfreude. 'Perderam' para o Rio: Chicago( etâ povo bão ! Não quiseram a porcaria e deixaram o Barak O Bacana todo sem graça !!!), Doha, Tóquio( dizem que o Godzilla iria se revoltar. Não se revoltou mas mandou um aviso. O tsunami foi um pequeno aviso já que a próxima será em Tóquio ! O japas vão gastar bem menos que nós. Sim, NÓS !), Madri, Praga eeeee Baku. Baku tá em todas... Comem muito hipoglós lá ? Baku assado... Ha...
Eu que não pisaria em Baku nenhum. Uma olhadela no mapa, só gente boa ao redor.

'São Paulo (capital gastronômica mundial do país)', ha ! Muito bláblá- marquetingue mas faz parte. Até masterchef para ajudar e, agora, com dólar alto, vale a pena turistiar por Sampa.
Mas, tomem cuidado ! Zacarias, o lentinho, disse que o Brasil PODE perder o GP do Brasil nos próximos anos ! Então caprichem na comida ! Chamem um chef bakuíno !
Churrasco grego, comi um, na sete de setembro, Rio, uma vez, faz mais de 20 anos. Tá, lôco, meu ? Prefiro a carne assada cheia de molho da Suéllen com um pãozinho francês... que é coisa nossa, carioca ! Belle Époque... Carne assada, não. Desde que o mundo é mundo, dos tempos dos neanderthais até as churrascarias, comemos um carninha na brasa ou assada...
Ai, ai....
Essa curva, ninguém irá fazer. O Hamilton já se trumbicou hoje no circuito. Não duvido nada que seja nesta curva. Chamem o prefeito ptelho de Sampa que ele coloca aí um limite de 50km/h na hora ! Ou um mendigo com frio...


M.C.

Francisco J.Pellegrino disse...

Groo, ótimo post, o kebab daqui da periferia sumiu, acho que o prefeito daqui deve ter proibido, agora andam vendendo espetinho de feijão. abs

Ron Groo disse...

com o preço que tá o feijão, acho que não tão vendendo nada.

Marcelonso disse...

Groo,

Nunca tive coragem de comer o tal churrasco grego na rua...por vias das dúvidas prefiro não arriscar.

Quanto a corrida, poderíamos fazer um bolão pra saber quantas vezes o SC será acionado...

abs

Anselmo Coyote disse...

Excelente post, Groo.
Genial.
Mas na verdade nunca vi kebab.
Abs.