18 de set de 2016

F1 2016 - Cingapura: um novo vencedor

Gosto de Cingapura. Sempre gostei.
Pelo fato de ser a primeira noturna, pela plasticidade que isto traz, pelo traçado gigantesco.... Por N motivos.
Sempre tem alguma agitado e desta vez não demorou a mostrar.
Logo na largada Sainzinho tocou Hulkemberg e trouxe o safety car para a pista.
Nunca houve uma corrida em Cingapura sem a presença de pelo menos uma vez do SC.
A confusão serviu para jogar umas sombras na largada broxantes de Lewis Hamilton que estava logo atrás do pole cone#6.
Largada horrível também do Verstapinho que, no fundo, foi quem causou toda a celeuma. Caiu para oitavo.
Cena engraçada, o fiscal que limpava a pista acabou dando de cara com o pelotão de frente que vinha rugindo e disputando posição.
O cara correu mais que os carros da McLaren e saiu da pista por uma fresta do muro.

O modo cruzeiro foi acionado logo em seguida com nada, ou quase nada, acontecendo na pista.
Para salvar da pasmaceira total, Verstapinho entrou em disputa direta com o desafeto russo da Toro Rosso.
O menino de Putin resolveu engrossar e a disputa durou boas voltas até o filho do Jos ir trocar pneus.
Na volta, teve pela frente uma turma de Mexicanos correndo para entrar nos EUA.
Em uma manobra maravilhosa engoliu Sergio Perez e logo em seguida passou Gutierrez, que não é nada, não é nada.... Não é nada mesmo.

Lá na frente o cone#44 tomava passão de Kimi Raikkonen.
Não era só um dia ruim do piloto da Mercedes. Era O dia ruim.
Tomar passão do aposentado é terrível.
Perdeu a posição, perdeu a corrida (que nunca esteve ganha, diga-se) e perdeu a liderança para o companheiro de conisse, digo... Equipe.

Eis que a dez voltas do final a coisa resolve ter algum tipo de emoção diferente.
Ricciardo começa a baixar tempo volta atrás de volta e ameaçar a liderança tranquila do cone#6.
Acabou que não deu, mas ao menos inseriu algum tipo de tensão na ponta da prova.
Decepção para quem achava (como eu) que Rosberg iria entregar a rapadura, mas com uma prova tão broxante de Lewis Hamilton, nem valia a pena acontecer.
E acaba a supremacia do triunvirato Vettel/Alonso/Hamilton nas vitórias noturnas da cidade estado. Um novo membro no clube de vencedores foi adicionado.
Chato, mas com justiça.

3 comentários:

Vinicius Vergueiro disse...

A corrida foi morna, só tendo alguma emoção no final com a aproximação e a expectativa de uma ultrapassagem de Ricciardo sobre Rosberg, o que não se confirmou.

Mas se a prova tivesse mais uma ou duas voltas, sei não se Rosberg segurava a bronca...

De resto,um elogio a parte pra corrida de recuperação de Vettel. Do último lugar ao quinto numa pista onde passar é complicado e a ultrapassagem de MITO Verstappen sobre Kvyat.

Verstappen que não tenho dúvidas que será um campeão futuro,mas precisa melhorar as largadas. Hoje,isso lhe custou no mínimo, um pódio certeiro.

Riccardo que aproveite o momento, pois quando Verstappen parar de errar e se aprumar,o australiano vai pastar horrores na mão dele.

Marcelonso disse...

Groo,

Não gosto dessa pista...mesmo assim vi a largada e depois as voltas finais. Não consigo me empolgar com corridas assim. Não tem jeito.


abs

Al Unser Jr. disse...

Groo, na boa... essa pista é uma bosta, só não é pior que o Prestobarbão do final do ano.