21 de fev de 2017

F1 2017 - lançamentos: C36, o caminhãozinho da Sauber

Não é feio, mas está longe de ser bonito.
Assim é o carro da Sauber, o C36, que se não surpreender de forma muito positiva, é sério candidato a fechar os grids durante o ano.
Esteticamente falando (assim como no caso da Williams, é só o que dá para analisar) o carro parece meio “gordinho”.
A faixa dourada na lateral do bico deixa a impressão que a peça é quadrada, achatada ou algo assim.
A curva descendente do bico é acentuada e tem um início bem abrupto e – infelizmente – também termina em um pequeno pingulim (ou piroquinha, se desejarem).
Com a saída de Felipe Nasr do time, a cor amarela foi devidamente limada já que se referia ao patrocinador máster do piloto brasileiro.
Em seu lugar, o branco e detalhes dourados.
A pequena asa traseira, muito elegante, parece dívida em duas peças e o carro traz de volta o famigerado (e feio) acessório aerodinâmico “barbatana de tubarão”.
O carro vai ser equipado com uma versão mais barata do motor Ferrari, que já não é lá estas coisas nem no carro da própria scuderia.

Os motoristas do pequeno tratorzinho da Sauber serão o bom Pascal Wehrlein e pelo nem fede e nem cheira Marcus Ericson. Porém, por melhores que fossem os pilotos, se o carro não corresponder de nada vai adiantar.
O carro vai à pista logo no primeiro treino coletivo em Barcelona ainda neste mês de fevereiro, mas contará com o italiano Antonio Giovinazzi (quem?) já que Pascal está lesionado.
Particularmente, não acredito em uma recuperação total do time, mas pior que ano passado é muito difícil que seja.
A aposta fica por conta da embaralhada que o novo regulamento para construção dos carros deu.
Neste caso, a incógnita é a melhor aliada da Sauber.

2 comentários:

Marcelonso disse...

Groo,


Não achei tão feia, até porque já vimos coisas medonhas a pouco tempo atrás. De todo modo, a Sauber está fadada as últimas fileiras do grid.


abs

Anselmo Coyote disse...

Desliguem os aparelhos dessa coisa e tudo certo. Talvez eles consigam montar uma equipe de kart, mas com dois karts só. Para um terceiro já teriam de vender assentos e aí vcs sabem como rola a coisa na Sauber - vendem, recebem adiantado e não entregam. E... bom, já que é assim talvez eles montem uma igreja evangélica que vende mansões no céu.
Abs.