30 de abr de 2017

F1 2017 - Rússia: Novo vencedor na velha monotonia

Dizem que na Rússia tudo pode acontecer, e pelo que vemos: acontece.
É mesmo um país sui generis, mas não deu, ainda, uma boa corrida de F1.
O traçado, construído dentro do parque olímpico de Sochi (igual ao que foi feito aqui no Brasil…) é bonito, mas desde sua primeira edição em 2014 não tem funcionado.
Mas a F1 passou por mudanças, tem promovido boas provas com suas mudanças de regulamento e de gestão e sendo assim: a esperança é a ultima que morre.

A pole, depois de muito tempo, não tem uma Mercedes.
A segunda posição também não: Vettel e Kimi.
Mas estranheza? O terceiro lugar era Bottas e não Hamilton.
Novos tempos, sem dúvida.
Assim que as luzes se apagaram, Bottas surpreendeu o mundo ganhando as duas posições da Ferrari e assumindo a ponta.

Pena para ele que lá atrás Grosjean errou ao tomar uma curva e tocou Jolion Palmer, que errou ao escolher a profissão e os dois foram parar no muro.
Safety car na pista antes do fim da primeira volta, mas quando saiu a coisa não se modificou.
Bottas acelerando e fazendo várias voltas mais rápidas e abrindo pouco em relação a Vettel, que aparentemente contava com a estratégia de pneus.
Hamilton, sem muita ação, reclamava de potência e Kimi era apenas Kimi.
Ponto negativo para a Red Bull, que mesmo tendo os dois melhores pilotos do grid, não consegue dar um carro competitivo. Daniel Riccardo abandona com um super aquecimento de freios e Verstappen largou com problemas.
Se bem que, ser bom pioto muitas vezes não garante nada: Alonso sequer largou. Não terminou nem a volta de apresentação e instalação.

De mais a mais, até a primeira parada de boxes, a corrida foi monótona.
Bottas fazia volta mais rápida em cima de volta mais rápida e – as vezes – Vettel respondia.
A esperança era mesmo a estratégia de pneus para tentar barrar a primeira vitória do finlandês gordinho.
E Bottas parou primeiro: volta 29.
Vettel seguiu com o tempo que vinha fazendo, mostrando que o desgaste não era tão grand, mas não o suficiente para armar o manjado undercut.
Mas a estratégia era outra: como Kimi foi aos boxes antes e com o pneus super macio desandou a fazer tempos bons, Vettel atrasou sua entra (mesmo ainda tendo bons tempos) para voltar a pista o minimo atrás de Bottas possível e tentar, com um jogo mais novo e de melhor rendimento, ultrapassar o gordinho na pista.
Parecia dar certo, já que Vettel pressionava, fazia voltas melhores e Bottas ia sentindo, errando freadas e cedendo espaço ao ferrarista.
Enquanto isto, Hamilton fazia sua pior corrida em muitos anos amargando um quarto lugar sem muitas esperanças atrás de Kimi, que não sabia nem quem estava a sua frente.
Kimi tem sido um bom personagem, piadista, mas não tem a ajuda do carro para ser um piloto melhor.

O maior problema para a ideia era a pista, que é ruim demais… Aliado ao novo formato dos carros que projeta muito mais turbulência para o carro de trás, Vettel não conseguia chegar perto o suficiente para usar o DRS e tentar a ultrapassagem.
E assim foi até o fim, Vettel mais rápido, Bottas respondendo e só.

A Rússia é um país historicamente avesso a mudanças radicais, tudo vai mais lento, no tempo russo… A F1 lá não foge a regra: a corrida foi como tem sido desde 2014: monótona.
Não houve uma ultrapassagem de pista sequer, apenas no jump da largada e sobre retardatários.
E neste cenário, a maior mudança foi o nome de quem venceu: monótono ou não, Bottas se tornou o centésimo sétimo piloto a vencer uma corrida de F1 em sessenta e oito anos de existência.
Pelo carro que tem, vai vencer mais, mas a primeira poderia ter sido em um lugarzinho melhor…
A Rússia é sonolenta.

2 comentários:

Vinicius Vergueiro disse...

Vettel ampliou ainda mais a liderança no campeonato e mais uma vez enfiou a naba sem dó,nem piedade no colega de equipe aposentado e desligado.

Atualização do placar: Farsa Alemã 4 x 0 Aposentado Finlandês.

(E muitas outras virão...)

Anônimo disse...

Lerei com atenção.

. Não, senhor Groo. Cadê a pista em Jacarepaguá ? Digo o porquê da sacanagem. Apartamentos... muito apartamentos ! Uma nova cidade no ùc do judas. Pró-jaK valorizado. Entendeu ? Parceria público( corrupto)-privada( acionei... wc interditado)
. Eu bebi. Vinho. Um Magliocco 2011. Peraí. Uma pegadinha ! Tudo bem. Que chicana monzanina, da 'pole' até 'a ponta'.
. Sinceramente, pensei no coelho Keijo em 1986. Ele estudam História, vai por mim.
. Galvanices... Palmer é novo. Aliás, o ressentimento de Gagálvão em não ter um filho na F1 não é latente mas percebível. Palmerinha foi tocado e não segurou a barata.
. GH-3 reclamava com razão. Ponto. Eu enxerguei. Quem ganhou a corrida ? Acha que, pelo menos, GH-3 não tomava o lugar do Vodka ?
. Tara. Os melhores pilotos do grid... ai. Verstappadinho fez boa corrida mas, em circuito não muito travado, onde dá 'show', nada a fazer. Sorrisão se deu mal.
. Pontos pros globetes. Culpa da Honda. Em nenhum momento culparam a McLaren.
. Gordinho... putz.
. Aí mostra que o carro da Ferrari está melhor que o da Mercedoca. Onde a ' aerodinâmica manda' e não o motor. A mudança nos carros em 2017 privilegiou( nada de máFIA ajudando..) a Ferrari. A equipe italiana foi mais competente mas temos muitas corridas pela frente.
. Aí, tú não analisou bem. O momento da troca de GH-3 foi péssimo. Tanto que genial Hamilton perguntou porquê da distância tão grande para o Kimi Vodka quando voltou da troca. Estranho...
. Sei lá de onde o senhor tirou isso. DRS, ultrapassagens. Bottas mostrou que é piloto para Mercedoca. Ajudado ? Sei lá. Vai o meu veneno. Pensei, sinceramente, que perderia posição pro grande Vettelino( Fofonso, Vettelino e GH-3, os grandes da F1). Mas finlandês é bão de braço. E de vodka...
. Cê qui pensa. Rússia é um perigo. Desinformação na veia. Adoram uma mudança, desde que seja pros lados deles. Por isso, amo os E.U.A. Você escuta música russa, tirando Stravinsky, Tchaikovsky, Rakhmaninov ? Ah... gosta de rock e blues... Tá.
. Adorei a corrida tirando Gagálvão e seus Buenetes. Putz... Um saco. Como falam besteira. A levantada de bola do Zacarias, meu Deus ! Deixem a corrida terminar, por favor ! Pelo menos isso !

OBS: Avisa pro cara, aí, em cima, do pénabola, que 'ampliou muuuuito ! HA !
OBS: Nense venceu ou perdeu do Nemgão ? Não tô sabendo ! Verdade... Pro bem da nação esculhambada, que vença o Fluzão.


M.C.