18 de out de 2017

Nem só de pista em estacionamento e aeroporto vive os EUA na F1

Na Indy, ainda nos tempos da CART ele era o cara.
Agressivo, incisivo, campeão, duro na batalha... Um vencedor.
Ao se transferir para a F1, alguns chegaram a comentar (e acreditar) que Michael Andretti incomodaria e seria um companheiro de equipe e adversário à altura de Ayrton Senna.
Mas não foi bem o que se viu...

Durante os testes chegou a andar bem próximo ao brasileiro tri campeão.
As especulações cresciam e a ideia de ter novamente um norte americano em condições de vencer na F1 deixava os dirigentes da categoria sorrindo de orelha a orelha.
Os EUA sempre foram um mercado complicado...
Mas ai o campeonato começou efetivamente e... Um banho de água fria.
Das cinco primeiras provas terminou apenas uma: um quinto lugar na Espanha. (Pista ruim, piloto ruim, dirão alguns.).
Oitavo em Mônaco, décimo quarto no Canadá e sexto na França sinalizaram uma melhora, mas nas três provas seguintes não conseguiu terminar. (Grã-Bretanha, Alemanha e Hungria).
Oitavo na Bélgica e – finalmente – um pódio: terceiro lugar na Itália.
O irônico? Foi dispensado da equipe logo após seu melhor resultado.

Das sete corridas em que abandonou, seis foram por acidentes ou rodadas e apenas uma (Hungria) abandonou por falha do carro: um problema no regulador que, curiosamente, também foi o motivo do abandono de Ayrton Senna neste GP.
Ainda assim, o americano após ser fritado da McLaren (e da F1) saiu atirando para todo lado e dizendo que seu fracasso era parte de um plano sórdido da F1 para desqualificar a Indy e seus pilotos.
Se não é roteiro de comédia, nada mais é...

3 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia !

. Pelo título...
Escrevo ou não escrevo ? Eis a questão ! Poderia colocar marcador de visitantes no blog, senhor Groo já que venho sendo o seu quase único comentarista e quase sempre seu único antagonista. Pô ! O marcador valeria para ver se este combate é bom ou não pro blog. Caso o marcador, após minha presença, suba e ninguém de parpite argum saberemos se tenho influência ou não no blog, ou seja, se é de interesse público esta iniamizade. Parecemos franceses( o senhor) e americanos(eu). Brigamos mas nos amamos. Caso o marcador não se mova, poderei diminuir meu blábláblá consideravelmente.
Por exemplo, minha resposta ao título :
' Claro ! Vivem de hot dogs, Hot Wheels, Red HOT Chili Peppers, hot money... E hot girls !', Veja só. Coloque 'hot', só 'hot' no Google e depois em 'imagens'. Não tô dizendo ? Tem uns manés, prá quem gosta...
. Mas eu sou chato, Moleque Chatto, com 'tt', portanto, lerei o que o senhor Groo tem a dizer.
Mario Andretti ! Não... Pela foto, não é ele. Não pilotou McLaren mas, o Mario, pilotou o F1 mais lindo do mundo, o lendário Lotus 78. E o 79... Phill Hill !, campeão de 1961, também não é.
Ah, o Michael ! O filho do Mario ! Na época, o Tio Bernie estava fulo da vida com a Indy e, para quem não viveu F1 X Indy e não acredita em política no esporte( acredita... eu sei...), pode parecer comédia. Eu fico 50% ruindade e 50% verdade tornando o Michael em piloto de F1 medíocre. Tivemos um péssimo representante americano na F1 - Eddie Cheever - e o Michael é bem, mas bem melhor que o Eddie. Na Renault, em 1983, fez uma graça o Eddie. Se comparar os dois, podemos olhar para Tio Bernie e Tio Ron, o Dennis, sim, com certa dúvida e acreditar um pouco na versão dos fatos do representante da família Andretti...
E olha que sou Mclareano( porém hamiltense nos últimos anos).
Comparando os americanos com outros países com campeões formulaúnicos, importante !, e que são daquela região cada vez mais longínqua do planeta para nós pindoramenses !
O Primeiro Mundo ! Japão não tem campeão. Itália tem dois, lá, no início.
Por favor, não me venham com Honda e Ferrari.
Os EUA, além de hot girls, tem BOEING e NASA. E GOOGLE. E Gates e Jobs...
E Rock e Blues... né, senhor Groo ?
E NASCAR ! iiiiiiiii rrá !



M.C.

regi nat rock disse...

Pô, eu ando numa maré onde mal e porcamente faço comentarios no FB geralmente telegraficos e os posts do Groo requerem um pouco mais de talento que, reconheço anda de crista baixa. O Micel é o tipico piloto da piada Só sabe fazer curva prum lado. E enfrentar a prima donna era tarefa indigesta. Não é de graça que verdadeiramente nunca torci prele. Me era indiferente suas vitórias recheadas de filosofia de anuario de xarope. Pois é, a crise me pegou também, e o Groo não haja visto que persiste . É teimoso por opção. Admiro isso. Enfim, voltando ao tema, Onde tinha corrida em aeroporto, usavam sim alguns trechos da pista de pouso mas o usual era aproveitar os caminhos de acesso a ela. Acho que corriam em 2 ou 3 aerodromos pequenos . Não lembro mais. e os enrroscos se davam quase sempre para o lado da curva para a qual os drivers não estavam habituados a virar. hahahahah. Pode conferir... Depois colocaram tanta proteção só faltou farol de neblina... E aguentar o xiliquento do neguinho , é um pouco demais pra mim,. Tenho assistido mais por vicio que prazer. Minha amada rossa dando vexames me deixa indignado com o tal do Arrivamale... Sigamos... Quando eu puder, volto e posto. Bejundas... Regi

Anônimo disse...

Bom dia !

. Viu ? Um apareceu, senhor Groo ! Mesmo que esteja de faróis baixos...
pára-choque mole...
. Mas digo que a maioria está assim no nosso país. 'Brasil, um país de brochas'. Boston Medical Group, moçada !
Só ricos estão na boa e não estão nada satisfeitos de serem 'brasileiros' neste momento. Não tyemos elite. 'Elites' se preocupam com os países onde ganham dinheiro. E não pense em 'elites' só como empresários. Elite cultural, intelectual entre tantas. Muitos estão até comprando cidadania de outros países ! 'De onde tú és, figura ?', pergunta o marshall ianque depois de parar um carro alugado, no Texas, nas cercanias de Austin. ' Sô da Índia. Minha mãe é senegalesa e meu pai é chinês. Táqui o passaporte, doutô', diz o pernambucano loiro de olhos verdes pro ômi. O Van Der Lei. Vida difícil, rapaz. Tudo por culpa do Príncipe fabiano tucanalha e, depois, do ptelho Alilullá e seus 400 ladrões. Esquerdices, esquerdices.
22 anos não tem país que aguente...
. Críticas a Indy é necessário respostas drásticas. Uma delas.
https://www.youtube.com/watch?v=Nz0oEcYNFkM
Encarariam ? Mais respeito, pô. E tem mais, se procurarem. Não gosto. E teve o Emmo ! O Rato. Emerson Fittipaldi ! Campeão. E teve, lá, O Leão ! E teve, lá, o Nelson Piquet. Anda manco porque não soube domar 'as curva prum lado só'.
. Chamar um supercampeão de 'xiliquento neguinho'.
Baixo nível. Um dia, pode ir prá tua Ferrari...



M.C.