15 de out de 2009

GP Brasil com dicas do Groo: pt 4 Serviços

Agora que você já sabe onde poderia se hospedar; se transportar e se divertir chegou a hora de conhecer os serviços prestados nos arredores e no Autódromo Internacional de Interlagos.

É mentira que toda praça esportiva paulistana peca no acolhimento aos fãs do esporte.
Só porque pode-se tomar um banho de urina nas arquibancadas do Pacaembu ou do Morumbi e que privadas podem ser atiradas ao campo – não me pergunte se cheias – na Vila Belmiro não quer dizer que você será maltratado em todo evento que for.

O basquete, por exemplo, sempre acolhe muito bem todos os seus fãs quando há jogos do campeonato paulista ou brasileiro.
Alguns maldosos dirão que estes não enchem uma Kombi, mas é pura maledicência.

Na verdade não enchem um fusca.

Os fãs de corridas são sempre bem tratados e conseguem entrar e sair dos locais da prova com suas vestimentas intactas.
As mulheres com seus chapelões clássicos e os homens de fraque e binóculos, com suas cartolas vistosas e...
Ih... Acabam de me dizer que este figurino só é adotado no GP Brasil de Turfe no Jóquei Clube.
Bom... É corrida, não é? De cavalos sim, mas e daí? Serve para mostrar que a educação também cabe em praças esportivas, ainda que em outros parâmetros financeiros e culturais.

O caso é que na chegada ao autódromo você será recebido como de costume pela Policia Militar do Estado de São Paulo, que sempre muito gentil, não pode ver uma aglomeração com pessoas vestidas da mesma forma que vai logo distribuindo – sorridentemente - castanhadas a torto e direito.
Mas é explicável... Afinal durante todo o ano eles são escalados para fazer a segurança em estádios de futebol com suas torcidas organizadas sempre tão civilizadas, fato este que acaba pondo no mesmo saco tanto torcedores da Gaviões da Fiel e Independente Tricolor quanto simpatizantes da Ferrari ou McLaren.
-Torcedor é tudo igual! – Disse o sargento Benevides antes de dar com o cassetete na cabeça de um sujeito vestido com uma camiseta da Red Bull Racing. Os banheiros públicos – tanto dentro quanto fora do autódromo - também têm um lugar de destaque nesta lista.
Fora temos os banheiros em bares que vendem ovos coloridos, linguiças gordurosas e outros acepipes de fino gosto e digestão. Não se garante papel higiênico em nenhum deles.

Dentro são mais de quinhentos banheiros químicos para os três dias do evento e que na manhã do Sábado já estão totalmente inutilizados. Imagina então no horário da corrida no Domingo?
A melhor saída para os dois casos – dentro e fora -é dar uma corridinha ao setor G, lá mesmo onde ficou nosso intrépido Fabio Campos.
E antes que me pergunte eu já digo: não!
Não há banheiros melhores naquele setor. Mas há um senhor vindo diretamente de Salvador que loca um espaço atrás do portão para que você alivie sua bexiga urinaria por módicos R$2,00.
Ah! Claro... Também não sei se é o mesmo lado onde os caras costumam dormir por noites seguidas antes da corrida...Depois vocês perguntam ao Campos, o de boné vermelho - que ele responde.

Dentro do Autódromo as acomodações são de primeiríssima e não pense você que é ironia não... Que isto?
Sabe que tipo de cimento foi usado para fazer os acentos dos setores mais acessíveis?
Pois é...

Os serviços médicos também estão presentes.
Enquanto os pilotos e membros das equipes têm a assistência do Dr. Sid Watikins para qualquer eventualidade e podem contar com os serviços do Hospital Albert Einsten, os torcedores têm a sua disposição o chefe de enfermagem Cidão Barbosa, que comanda uma equipe de vinte auxiliares de enfermagem estagiários que lhe receitarão aspirinas independentemente do que você esteja sentindo.
Dor de cabeça? Aspirina.
Insolação? Aspirina.
Convulsões? Aspirina.
Diarréia? Aspirina e rolha... Se o caso for mais grave o paciente torcedor será removido para o Hospital do Servidor Publico. Caso, claro, se aquela Kia Besta escolar ainda estiver por perto.

O autódromo também tem em suas imediações um vasto e seleto rol de estabelecimentos para refeições rápidas, lentas e barrichelianas.

Mas tratarei disto amanha.

10 comentários:

Fernando Mayer disse...

Jesus Amado!!!

Aquele banheiro da foto parace um dos cenários dos filmes Jogos Mortais. Pelo menos um dos maloqueiros que picharam a parede tem bom gosto pra música...rs

Abç

Ron Groo disse...

Fernando, aquela foto é extatamente a capa do disco Beggars Banquet dos Stones, que aqui no Brasil saiu com uma capa totalmente branca e com o título de: o banquete dos mendigos.

Coisas do moralismo da época.
E o disco é muito bom viu. Tem Street fighting man, Spmpathy for the devil, Salt of Heart, Stray cat blues... e outras gemas.

Blog F1-V8 disse...

Poxa Groo, os banheiros são legais! No GP Brasil de 2003, quando caiu aquele toró, deu pra assistir metade da corrida de dentro de um deles, com outras 19 pessoas na cabine!

Foi confortável e cheiroso!

Tudo pela F1!!! ehueaheuaheuahue

Fernando Mayer disse...

Que legal saber disso Groo! Não fazia idéia que era uma capa dos Stones...
Muito obrigado pela informação/dica.

Abç

Felipão disse...

hahahahhahaha

os banheiros são o que há de pior em Interlagos.

Alysson Prado "Balo" disse...

KKKKKKKKKKK...QUE POST MAIS ESCATOLÓGICO!
KKKKKKK..MAS DE BOM HUMOR COMO SEMPRE.

VALEU GROO..ATÉ O POST DOS FAST-FOODS IN E OUT-DOOR!

Manu disse...

Hahahaha, adorei!
Vendo a foto daquela Kombi, me lembrei q qd mais nova adorava andar na Kombi q meu tio tinha... Eita vida boa!^^

abs!

sbrazil disse...

Ah! é banheiro inglês...bem que eu desconfiava que não era aqui, tava muito limpo, tem papel higiênico e até um sabonete em cima da privada...coisa de primeiro mundo!

sbrazil disse...

Caro Groo valeu,descobri teu blog hoje, vou virar freguês..

abrçs

Bruno Santos disse...

diz o Fábio Campos que é aquele lado mesmo. Molhado durante o dia, cria um ar úmido, perfeito para um bom cochilo a noite.
Muito bacana esse serviço, Ron.