1 de nov de 2009

Abundabe - A corrida travesti

De longe são bonitos, atraentes e enganam muito bem.
Mas quando se chega perto aparecem os detalhes...
Uma barba mal feita, um caroço que sobe e desce no pescoço, um volume suspeito no... Deixa pra lá! Assim é esta pista de Yas Marina, um grande, enorme, gigantesco: travesti.
Toda a beleza plástica e todo o trabalho e dinheiro gasto na construção da estrutura e pista de Abu Dhabi não garantiram – e nem garantiriam – uma corrida emocionante. Muito pelo contrário.
Esta corre o risco de ser considerada a corrida mais chata do ano.E foi.
Um tremendo desfile dos carros mais rápidos do mundo em uma pista onde tinha-se a impressão de que os carros estavam sempre lentos.
O supra sumo Tilke.

A largada foi dada ainda com a luz do dia, como previsto e enquanto o sol brilhou nada aconteceu. Então a luz sol foi embora e as lâmpadas começaram o verdadeiro espetáculo do circuito, aí sim... Não aconteceu nada mesmo.

Costumamos dizer que grandes shows de alguns artistas têm muita pirotecnia, luzes, efeitos e outras bossas para que o público não preste atenção na parte musical, que geralmente é medíocre e quando feita no palco – ao vivo ou até mesmo playback como é tão comum hoje em dia – fica bem pior.
Este é o caso deste tilkódromo. Um verdadeiro palco para Madonas, Micheals .Jaquisons, rappers de boutique, Britneis, Sandys e Juniores etc, etc...

Até aqui quem leu o texto notou que não falei nada sobre a corrida.
É que tirando uma ultrapassagem de Kamui Kobayashi sobre Button; outra de Alonso sobre o próprio Kamui - que acabou não valendo nada já que o Dick Vigarista espanhol ao consumar a ultrapassagem foi aos boxes - e um pega interessante entre o campeão do mundo e o canguru Webber nas duas ultimas voltas, não teve nada de mais emocionante.
Alguns dirão que é legal a saída de boxes com um túnel... Então deveriam ver como é a saída do Buraco do Tom Jobim aqui na capital paulista.
A continuar nesta batida de “inovações tilke” o próximo circuito terá um elevador para que os carros saiam do pitlane.

No fim vitória de Sebastian Vettel, que assim conquistou o vice-campeonato, coroando o melhor ano na F1 do... 1B!
Vitória conquistada a partir do problema de freios de Lewis Hamilton, que algum tempo depois foi flagrado pelas câmeras e não parecia nem um pouco preocupado com isto. Aliás, após abandonar a corrida agradeceu a Martin Withimarsh...
Tá, alguns dirão que ele agradeceu por ter sido tirado do GP por questões de segurança, mas eu aposto que ele agradeceu por ter sido poupado de ficar mais uma hora e pouco naquela monotonia.
Resumindo: A corrida foi uma grande merda!

15 comentários:

Fábio Andrade disse...

Nenhuma teoria jamais traduzirá esse GP de Abu Dhabi com uma pontaria tão perfeita como a do seu texto, Groo. A troco de que tudo aquilo? Um cenário sofisticado, de gosto duvidoso e esterilizado.

A cada vez que vejo Barein e agora Abu Dhabi com seus gp's, me vêm lembranças de palcos tradicionais como EUA, Canadá, França, Portugal e até mesmo Argentina que não possuem mais corridas para chamar de suas. Entendo a necessidade de ir onde a grana está, mas submeter uma categoria como a F-1 aos caprichos dos sheiks bilionários dessa maneira me parece, com franqueza, uma tática burra. Nada sobrevive sem o seu passado, sem suas tradições, sem suas histórias, seja um país, um time de futebol ou um esporte. A F-1 ruma a uma total falta de nexo com essa cruzada em direção a Ásia.

No fim das contas, um travesti ainda tem uma finalidade: divertir-nos quando passamos de ônibus e os chamamos de "João". Abumdabe, entretanto, não presta nem como entretenimento.

Daniel Médici disse...

E afinal de contas, o seu Abumdabe ficou bastante parecido com o meu Abu Ghraib...

E se eu fui capaz de ver a corrida até o final, foi pela leveza de ela não valer mais nada. E de vez em quando eu fechava os olhos e repetia o mantra: "Adelaide".

Felipe Maciel disse...

Não achei tão ruim assim. Como minhas expectativas eram mínimas, acabei saindo no lucro com o que aconteceu por lá.

Mas é muita artificialidade, realmente. Com o dinheiro que o Tilke recebe, até eu poderia desenhar uma pista melhor. Esse negócio de cotovelo-pra-direta-cotovelo-pra-esquerda é muito chato, será que ele não percebe? Vai ser assim até quando?

Nunca vai ser capaz de fazer algo como Interlagos ou Spa. A fórmula clássica é melhor que a moderna. Que faça circuitos no estilo clássico, ora...

Anselmo Coyote disse...

Ô Groo, dá pra assinar este texto contigo, assim como Lennon/McCartney, João Bosco/Aldir Blanc, Kleiton/Kledir... rsrs?

Eu cochilei duas vezes... putz!

Mas a grande sensação 2010 será...

Rúbis Barrichello na Williams...kkkkkkkkkkkkkk!!!!!!!

Abs.

Anselmo Coyote disse...

Aliás, na Williams tem vaga para 3o piloto? Não? Então chama o Kobayashi que a vaga abre automaticamente. Olha que beleza: Koba, Hulk e Rúbis...

F-1 A.L.C. disse...

corrida travesti? juajuajuajua!! Groo, a tua criatividade não tem limite

YAs candidata a corrida mais chata do ano é como dizer Jean Todt candidato a presidente da FIA: vamos lá, realmente tem algum outro GP mais chato pra ganhar deste?

ainda na largada, kobayashi fez uma ultrapasagem semvergonha sobre o arrogante kimi, e com isso demostrou que está ali pra ficar.

Anselmo Coyote disse...

"...ainda na largada, kobayashi fez uma ultrapasagem semvergonha sobre o arrogante kimi...".

A diferença entre o sábio e o tolo é que o primeiro tem algo a dizer e o segundo tem que dizer algo.

Abs.

Hugo Becker disse...

Ah, discordo bem de você... concordo na questão da assepsia do autódromo, algo artificial, etc. Mas vem cá, pior corrida do ano? Você assistiu o GP da Espanha, não? E o de Mônaco também, não? Também aí já é pegar no pé. "Tirando a ultrapassagem do Kobayashi sobre o Button e o pega entre Webber e Button no final", tivemos também o pega entre Kubica e Trulli e depois entre o mesmo Kubica e Buemi.

Citei quatro lances, que não fazem do GP de Abu Dhabi um primor em emoção, mas nem de longe podemos falar que esta foi a pior corrida da temporada. Pq em Barcelona e em Monte Carlo, nem lances como os citados nós assistimos.

Abraço!

sbrazil disse...

Corrida mais chata do ano?...não...foi a mais chata dos ultimos 10 anos!

Leandrus disse...

Cara, só tu pra fazer os outros rirem com essa desgraça de corrida.

Tá, desgraça foi forte demais, mas ela foi bem fraquinha. Não sei se foi a pior do ano porque pelo menos Cingapura e Japão também pediram para ser. Mas deve ficar no top 3.

Remédios a bela disse...

Que coisa... Esta corrida me deixou muito triste. A última corrida do ano assim... tão Sandy e Junior. Eco!
A única coisa que costuma me agradar nestas corridas $$$$$ é que este povo parece gostar do Kimi e acabam mostrando ele, mesmo ele não fazendo nada. O Kimi foi o piloto escolhido para fazer a divulgação da pista http://www.youtube.com/watch?v=EoQKaURgaTg
A verdade é que estes caras querem turismo e estão usando a F1 como veículo para mostrar ao mundo aquilo que eles chamam de maravilhas do deserto. Quem assistiu a transmissão pela Globo pode ver que o grande interesse foi alcançado pelo menos pela Globo. O Galvão babava no hotel, naquela iluminação que ele chegou a chamar de arco-íris... Meu Deus!!! Dinheiro, interesses, politicagem... estas coisas acabam com o esporte. Liguei a Tv para ver F1 como primeiro plano e acabei vendo ela sendo deixada para segundo e em alguns momentos até em terceiro. Só lamento.
Groo, Desculpe-me se fui meio confusa mas, fiquei triste demais com esta corrida.
Abraços....

Hugo Becker disse...

Bem lembrado Leandrus, teve ainda o GP do Japão que pqp, dormi quase a corrida inteira! Hahaha

Tá vendo Groo, o GP de Abu Dhabi, sendo generoso, foi só mais um a ser chato neste ano!

Felipão disse...

Como em outras competições, a F1mudou e se tranformou nisso aí. Uma ostentatação só...

No entanto, assim como o Barrichello, que se adaptou ao comportamento do carro após perder parte da asa, cabe a nós entendermos a situação atual.

Campeonato com 17 etapas, umas 7 ou 8 chatas, umas 5 que dão pro gasto e o resto com emoção.

O que não é diferente do que acontecia antigamente. Afinal, a F1é um lugar que propicia a criação de lendas e mitos.

Somos tendenciosos, e ficamos só com a parte boa na lembrança.

A categoria, por ser especial, torna verossímil qualquer história sobre ela.

Por exemplo, a temporada de 92 foi uma das mais chatas que já assisti. Mas como tínhamos o Senna e o Mansell, ela raramente entra nas listinhas daquelas que foram as mais insuportáveis de se acompanhar.

Ou como tínhamos corridas horrorosas nos anos 80, sem ultrapassagens ou emoções.

Ou até mesmo na temporada de 1988, com raríssimas surpresas (como a March ou a vitória da Ferrari em Monza).

O horroroso GP da França de 1979, que entrou para a história por conta do embate entre Villeneuve e Arnoux nas voltas finais.

E assim, vai.

Sendo realista, então, a corrida nem fugiu ao lugar comum. Talvez, a culpa seja da expectativa que depositamos em cada uma das etapas do Campeonato...

Manu disse...

Adorei a definição... Abu Dhabi é um circuito travesti. Só pode!
Foi cansativa, e no fim das contas só o q eu queria era o q o almoço da minha mão ficasse pronto pq pela corrida eu já estava com vontade q ela terminasse logo na metade.
Mesmo assim eu gostei do pódio, menino Vettel ficou bem felizão ao conquistar o segundo lugar no campeonato.
Mas nada a declarar do resto...

abs!^^

Klauss disse...

A única explicação que encontro pro Tilke continuar fazendo pistas pra F-1 é nepotismo!

Alguém que tenha acesso, que investigue pra ver se ele não tem parentesco com o Bernie ou com o Mosley... heuehuehue