30 de ago de 2013

Built for speed - Um carro muito rock and roll

Plymouth Fury 1958

Quem cresceu nos anos 80 com certeza já  deve ter curtido.
Esse modelo é um dos mais lembrados por sua cara de mau e sua participação no filme Christine de 1983.

O filme gira entre a  história de Arnold Cunnighan - Arnie como é mais conhecido - com o rosto cheio de espinhas e desajeitado com as mulheres. É gozado por todos e vítima dos valentões da escola.
Um dia decide comprar um Plymouth Fury 1958, vermelho, que batiza de Christine.
A partir do momento em que encontra o carro de sua vida,  Arnie muda completamente e todos aqueles que passam em seu  caminho são vítimas de mortes terríveis. É instigante.
A produção do filme teve início em abril de 1983 e alguns meses depois de sua estréia foi definido pela revista Time como “o melhor filme de John Carpenter desde Halloween.

Na  época, muitas  pessoas transformaram Plymouths 1958 em clones de Christine e alguns foram até pintados de vermelho.
Já era difícil diferenciar um Christine original de um outro modelo parecido pintado de vermelho.

Se você coleciona ou ama carros antigos vale conferir como conservá-lo  pois toda a sua estrutura é peça rara.
Hoje em dia só é possível encontrar alguns modelos de rodas e  pneus online que ainda possam ser usados para este tipo carro, mas vale a pena investir em peças únicas como esta.

4 comentários:

Jaime Boueri disse...

"O carro assasssino!" \o/ Eu lembro que quando era pequeno tinha uma miniatura de um carro vermelho (que não era do Fury, mas que ficava na cabeceira da cama)...

Quando vi o filme, esse carro foi parar no fundo do armário! (rs) Depois, já adulto, dei a miniatura para o meu filho...

Hoje o carrinho nem existe mais.

Vander Romanini disse...

Eu "peguei" uma miniatura desse Fury na casa de um amigo meu, um dia ele foi em casa e viu o carrinho lá, deu chilique dizendo que era dele e tal, e eu disse que ele não era o único a ter um Fury.
Com a maior cara-de-pau, embrulhei e dei de presente de aniversário para ele dizendo que como ele gostava do modelo, dei a miniatura pra ele, que foi às lagrimas.
Anos depois em um bar, contei a real história pra ele. Ficou puto quase apanhei e ficou sem conversar comigo.
No seu aniversário de 36 anos, dei a ele uma miniatura de um Ford 1914 da UPS e disse que aquilo era um pedido de desculpas pelo que tinha feito. Voltamos a amizade!!!!!

Jaime Boueri disse...

Hahahaha... Pô, tu surrupiou e depois deu de presente pra ele? E o cara em nenhum momento deu falta?

Eu batia, muito! Se bem que a minha Williams Fw21 eu de maneira parecida...

Mas não pretendo devolver não! kkk

Marcelonso disse...

Groo,

Uma belíssima máquina, sem dúvida. Lembro bem do filme, na época era assustador!

abs