14 de mai de 2014

A crônica do GP: Amplificadores e cornetas

-Bernie, ainda estamos preocupados! Os fãs vão voltar a reclamar...
-Estão preocupados? Muito?
-Muito...
-Mas reclamar do que agora? Do domínio da Mercedes?
-Não... Estão resignados com isto.
-Sério?
-Sim. Teve um que disse que pintaram a Red Bull de prata até.
-Este povo é criativo... Então estão reclamando da monotonia das corridas?
-Também não...  Inventaram um termo para isto até.
-Qual?
-“Corrida tensa”.
-Tensa?
-É...  Dizem que quando não há ação na corrida a estratégia a deixa tensa.
-Um eufemismo então?
-Claro. Não há mais reabastecimento, os pneus não são mais o lixo que eram até o ano passado, então a estratégia se resume a chamar um piloto mais cedo ou mais tarde que o outro para os pit stops. Geralmente só faz sentido nas disputas dentro da própria equipe.

-Do que reclamam então? Da nossa preocupação com os gastos exorbitantes?
-Que nada, disto nem falam direito porque sabem que é uma tremenda besteira.
-Concordo... Queremos limitar gastos, mas mandamos desenvolver ERS, KERS, asas moveis, controladores de fluxo e outras coisas que gastam muito mais do que economizam. Mas do que então?
-Do som dos motores.
-Eu também não gosto do som destes motores...
-Sério Bernie?
-Claro...
-O som é baixo né? Xoxo...
-É.
-Tira o prazer de ouvir um ronco de uma máquina potente, veloz como nenhuma outra e...
-Nada disto... Nada disto Jean.
-Não? O que então.
-Com aquele som baixo todo mundo pode prestar atenção nas conversas que tenho nos paddocks e como é que vou fazer negociatas para por o Butão no calendário assim?

5 comentários:

Vander Romanini disse...

É... isso faz sentido!!!

Paulo Alexandre Teixeira disse...

Butão? Acho que o Cazaquistão e a Tchetchénia têm mais dinheiro e vontade em ter o GP...

Rafael Schelb disse...

Vuvuzela neles! Hehehe

Marcelonso disse...

Groo,

Além do péssimo som dos motores, as corridas estão terrivelmente ruins.

Para nós que esperávamos uma bela temporada, foi um banho de agua fria.


abs

TW disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

verdade