16 de mai de 2014

A granja dos barbudos

Obviamente era uma ideia de jerico. E das grandes!
Billy Gibbons enfiou na cabeça que seria muito legal ter um palco enorme, no formato do Texas e nele um monte de coisas que lembrasse o estado americano.
Ele queria mostrar a todos como lá era legal.
Foram colocados no: abutres em gaiolas, terrários com cascavéis e até alguns búfalos.
Tudo de verdade, autêntico e texano.
No principio tudo correu bem.
As aves pareceram não se importar com o som alto, as cascavéis se comportaram e os búfalos ficaram lá, quietos ruminando.

Até que em uma noite um dos búfalos que provavelmente não gostava de blues se cansou e resolveu tocar o terror.
O bicho que devia ser fã do Alice Cooper desembestou no palco derrubando gaiolas e terrários liberando as aves e enchendo o palco com dezenas de cascavéis.
Lá da bateria, Frank Beard, o zz top que tem barba apenas no nome, sugeriu que tocassem algo tranquilo para acalmar as cobras.
Já saindo do palco e deixando a confusão toda para que os roadies resolvessem, Billy diz:
-Genial! Funcionaria muito bem se as serpentes não fossem surdas...

3 comentários:

Manu disse...

Hehehehe, boa!

Abs!

Vander Romanini disse...

Vish!!! KKKKKKKKKKKKKK

Magnum disse...

Hehehe, se eles assistissem mais Animal Planet (na época em que mostrava animais silvestres e não pets 24 horas por dia) saberia que as cobras são surdas mas ficam inertes com muita vibração ressoando no ar/chão. E dá-lhes baixo!