6 de jul de 2014

F1 2014 - Inglaterra: Honrando Silverstone

É sempre uma felicidade ver a F1 voltar à Silverstone.
Não só por ser a pista seminal da categoria, mas também por ser uma pista ótima, com suas curvas velozes e retas bacanas.
Como dizem: pista em que se pode recitar uma volta cantando as curvas pelo nome e não por números tende sempre a ser boa.
Há coisas que só existem em Silverstone, ou melhor, na Inglaterra.
Clima instável e imprevisível onde o verão propicia um calor “enorme” de 17 graus.
Possibilidade de chuva a qualquer instante é outra variável típica.
Acidentes na largada também, mais até que em outros lugares.

E embora a largada desta vez tenha sido tecnicamente limpa, não deixou de ter problemas logo à frente.
Não tão à frente assim se considerarmos que Felipe Massa já teve problemas ao apagar das luzes.
Ficou bem para trás e quando conseguiu engrenar e se recuperar, encontrou Kimi rodando na pista.
Fim da prova comemorativa de 200 GPS.
Pode-se até colocar na conta do incrível azar que persegue Massa nesta temporada tanto quanto se pode atrelar ao mau agouro de corridas comemorativas.

E quanto a Kimi, bem...
Não é o caso de pedir que antecipe sua aposentadoria já meio que anunciada, mas manetou e deu azar de encontrar o bump na volta à pista.
A seu favor tem que...
Tem nada. Não se ganha corrida na largada, mas como ele provou com sobras, perde-se.
E perdeu duas: a dele e a de Felipe.

Depois a prova seguiu em banho Maria até acontecer o improvável: Alonso foi punido com uma parada de cinco segundos por largar fora do lugar.
Em algum lugar uma alma foi salva do purgatório.

E começa a escalada de Valteri Bottas ultrapassando alguns carros e o Button, que é café com leite.
Com grande ultrapassagem sobre Vettel e a quebra de Nico Rosberg, consolidou o segundo lugar.
Infelizmente, quando se precisa que Hamilton faça porcaria, ele não faz. Do contra ele...

E para honrar Silverstone, uma briga perfeita entre Vettel e Alonso.
Dois ótimos pilotos em carros meia boca.
Alonso, o encardido e Vettel protagonizaram uma das melhores disputas do ano.
Reclamações de lado a lado, mas a vitória na briga acabou com Vettel.

Mas o melhor de tudo foi: Williams na Áustria terminou em terceiro, na Inglaterra em segundo... E a próxima na Alemanha? Primeiro?

Ótima corrida.

4 comentários:

Marcelonso disse...

Groo,


Sem dúvida foi uma corrida interessante, pegas por todos os lados. Pena a Mercedes estar tão a frente dos demais.


abs

Net Esportes disse...

Eu já tava achando que nunca ia dar nada errado com o Rosberg !!!!!

Manu disse...

Alemanha promete para Bottas, rsrsrsrs...

Abs!

Anselmo Coyote disse...

"E para honrar Silverstone, uma briga perfeita entre Vettel e Alonso. Dois ótimos pilotos em carros meia boca."

1. Alonso largou em 18o e chegou em?
2. Vettel largou em 2o e chegou em?
3. O Alonso com pneus meia-boca passou o Vettel quando ele saía dos boxes com pneus novos.
4. Na disputa o Alonso não podia abrir a asa (DRS).
5. A Red Bull é meia-boca? Então o que o Ricardão está fazendo constantemente lá na frente, subindo nos pódios e até ganhando corrida?
6. Com um carro infinitamente melhor do que a Ferrari, com os pneus novos e aquecidos e ainda podendo abrir a asa, contra uma Ferrari bichada, sem pneus e sem poder abrir a asa, porque o fenômeno tetracampeão não passou logo e foi lá para frente brigar com o Ricardinho e o Bottas?
7. O Ricardinho largou em 8o e chegou em?
8. O Bottas largou em 14o e chegou em?
9. O único que começou e terminou a corrida, perdeu posições e pagou mico dentre os citados foi o Vettel. Mas, mas lendo o post, parece que ele ganhou a corrida. Interessante.
10. Isso aqui tá parecendo a Globo falando do Neymar. Fim. Fui. Fidi...
Abs.