8 de jul de 2014

Lado B do GP - Inglaterra

E os lado B começaram cedo no GP inglês.
E com um inglês, claro...
Todo mundo sabe que Jenson Button é o tipo do piloto de oportunidades.
Se ninguém ganhar o campeonato, ele ganha... Se chover ele aproveita para não trocar pneu... Se parar de chover a mesma coisa.
Aproveitou a bobeada do Hamilton na classificação e cavou um terceiro lugar.
Aproveitou a péssima largada do Vettel e cavou um pulo para a segunda posição...
Mas o capacete em homenagem ao pai é lindo...
O problema é que, mais uma vez, ninguém ligou.

Felipe Massa completava 200 largadas.
E como quase sempre acontece nestas ocasiões: deu caca.
Não completou a primeira volta.
Mas o capacete comemorativo é lindo.
O problema é que, mais uma vez, não deu sorte...

Alonso é sempre Alonso.
Não se duvida de sua capacidade e talento.
Nem de sua “Dick vigarice”.
Na largada posicionou seu carro um pouquinho à frente de onde deveria.
Só um pouquinho, tipo assim: posicionou seu carro já no grid de Hockenheim, como mostra a foto...
Alonso largando já na Alemanha...

Quer mais bizarrice neste caso?
Puniram o cara com um stop and go de cinco segundos.
Como assim? Puniram o Alonso?
Isto é equivalente a aceitar instalar o Baidu, comprar licença pra winrar...
Ninguém faz.

E a melhor briga do ano – Vettel e Alonso – deixou uma grande lição.
Não adianta Vettel chorar, neste quesito Alonso é melhor. É campeão do universo.
E no fim, Vettel na frente, mas... Pode mais quem chorou mais.
Ao menos neste caso.

E para terminar um resumo das reclamações na briga do ano.
Alonso na frente e Vettel reclamando:
“-Ó lá mãe... Ele colocou o dedo no nariz. Alá! Colocou de novo!”.
E quando finalmente conseguiu passar foi a vez do Alonso:
 “-Alá... Ele mostrou a língua...Olha lá!”.

3 comentários:

Manu disse...

Hehehehe, pois pareceu briga de criança mesmo Alonso e Vettel. Tsc! rsrsrsrs...

Abs!

Vinicius disse...

e foi mesmo Malu...

dois campeões do mundo se comportando como crianças...

Rubs Cascata disse...

Vettel ganhou do Alonso na choradeira, ultrapassou e - mais uma vez - perdeu feio para o Ricciardo. Alonso perdeu na choradeira e ganhou no braço, mesmo sendo ultrapassado.
Massarico teve muita sorte de não se machucar e ganhou disparado de Mick Jagger no quesito azar: recomendou que a seleção canarinha "partisse pra cima" dos alemães.
Desconfio que tanto Kimi como os canarinhos entregaram o jogo. Questões de bastidores.
Abs.