20 de nov de 2014

Alma não tem cor

Ninguém é louco ou imbecil a ponto de dizer que a luta acabou.
Longe disto.
Há de se continuar firme, forte e atuante contra os preconceitos.
Sejam eles de que tipo forem, mas principalmente o de cor...
É odioso.
Fui ensinado que por baixo da pele, somos todos vermelhos: literalmente.
E como diz aquela frase atribuída ao ator Morgan Freeman, que é negro, diga-se: é necessário parar de preocupar com a consciência negra, branca, vermelha ou amarela e começar a se preocupar com a consciência humana.
Porque é a única condição que une todos os homo sapiens por sobre a terra.
As restantes – todas elas – têm suas diferenças.
Mas a quem queremos enganar?
Celebrar consciências pontuais dá mais ibope, vende camisa e publicação segmentada...

2 comentários:

Marcelonso disse...

Groo,

Assino em baixo.

Enquanto houver esse tipo de preocupação, regime de cotas e tudo mais não chegaremos a lugar algum.

É preciso mesmo se preocupar com a consciência humana!

abs

Magnum disse...

essa música, q já teve versão tb de chico césar, é do andré abujamra na sensacional banda karnak, que eu adoro (mais ainda a banda anterior dele com maurício pereira, os mulheres negras). se vc ainda não conhece o mulheres negras, recomendo com paixão..

como sempre, como vc q costuma me apresentar 'novidades' musicais legais, fico com a sensação de q posso estar falando obviedades q vc já esteja careca de conhecer..