2 de nov de 2014

F1 2014 - EUA: Um tilkodromo é sempre um tilkodromo...

Um horário alternativo demais para uma corrida de F1 aliado a falta de transmissão em TV aberta (não, não tenho assinatura) dificultam demais acompanhar um GP.
Obviamente que como fã, não ia perder e então: dá-lhe streaming da Sky Sports e web rádio...
Mas vale a pena para poder ver Alonso, guitarrista do ZZ Top e Daniel Ricciardo fazendo cosplay do Lemy do Motorhead.
Mas e a briga entre os dois motoristas da Mercedes?
Também... Mas menos, bem menos... Em carros mais “normais” nenhum dos dois brigaria por terceira fila no grid de largada.

Com a largada limpa na frente, sobrou para o povo do meio do grid fazer caquinha ainda na primeira volta.
Se já estava ruim para a Sauber, piorou com um carro fora logo no começo.
Era melhor ter insuflado o boicote.
E como cachorro mordido por cobra tem medo até de linguiça, eis que vem o Safety Car para a pista.
E aproveitando, Vettel foi para os boxes, trocou pneus pros macios, deu uma volta e trocou de novo pros médios.•.
E houve um lapso de vidência bem no meio da corrida: uma briga entre Ricciardo e Bottas.
Não é de se duvidar que seja briga de futuros campeões da categoria.
De falta de pilotos a categoria não morre. Pode ser por um monte de outras coisas (Bernie, Tilke, Tilke, Bernie...)

Alonso brigando com Button também foi legal, apesar de ser o Button e o Alonso ainda perder... De qualquer forma: chupa Alonso.

De uma coisa não se pode acusar Hamilton: falta de combatividade.
Não precisa ganhar a prova para se garantir na ponta do campeonato, basta não ficar muito atrás do Rosberg e ainda assim ele procura a briga, procura a ultrapassagem.
E o pior: consegue.

Daí para frente foi só administrar e comemorar a abertura de mais sete pontos na vantagem para Nico.
E a corrida acabou sendo o que se espera de uma corrida em tilkodromo: monótona com algumas boas brigas isoladas.

Ao fim, entre mortos e feridos da falta de transmissão (e de assinatura de TV) salvaram-se todos.
A corrida foi tão morna que não consumiu muita banda de internet que o streaming nem travou muito.

2 comentários:

Manu disse...

Não assisti. Optei pela NFL.
No fundo, já sabia o resultado, e a corrida é morna, então, meu streaming ia acabar me deixando nervosa, já que faz dias que a internet de casa está digna de uma à manivela.
Pelo visto, não perdi nadinha.

=*


Marcelonso disse...

Groo,

Mais uma porcaria de corrida. Desse jeito fica difícil.

Ainda bem que a próxima é no Brasil, ao menos uma pista decente nesta reta final.

abs