25 de nov de 2014

Lado B do GP: Uma prova sem lado A

Os lados B da prova não poderiam ser outros: A despedida de Alonso da Ferrari, a provável aposentadoria de Jenson Button e a despedida de Sebastian Vettel da Red Bull.

Alonso vai embora de mãos vazias e provavelmente um gosto amargo.
Vettel sai com as mãos cheias. Totalmente vitorioso.
Button sai bem mais velho, mas... Quem liga?
Alonso vai provavelmente para a McLata, apostando em um projeto que envolve a Honda como handicap.
É uma aposta arriscada, mas com viés de alta.
Vettel vai para a Ferrari apostando em um projeto que só envolve ele mesmo como handicap.
É uma aposta arriscada e com viés de baixa.
Button pode ficar na MacLata ou ir embora.
Ai tanto faz.

Por sorte a Lotus do Pastor Maldonado pegou fogo.
Só assim para ter alguma emoção.
Alguém reclamou sobre a demora da chegada dos bombeiros.
Para que? Como diz o Zéo Brito: Quero ver Soraia queimada.

A corrida proporcionou a maior briga do ano na F1.
A briga do telespectador contra o sono.
A saída de Nico Rosberg da prova com problemas no carro deu outras cores à corrida.
As cores do desanimo, sabe?  Aquele azulzinho bebê.
E que fim de prova e campeonato para Nico Rosberg...
Além de perder a prova e o título, ainda tomou uma volta do companheiro de equipe.
Como disseram no twiter: a carruagem virou abóbora.

2 comentários:

Marcelonso disse...

Groo,

Nesse circuito jamais veremos uma corrida boa. O traçado é simplesmente horrível.
Tanto dinheiro gasto pra fazer aquilo...

abs

Net Esportes disse...

Só espero que a McLaren, além de andar, faça um carro mais bonito pelo menos.

A demora dos bombeiros foi bizarra, outro dia mesmo em Interlagos o próprio Alonso usou o extintor !!!!