15 de dez de 2014

Na premiação da FIA.... A verdade surge

A premiação da FIA estava prestes a ser anunciada, a categoria da vez era: Melhor organização de GP. (noticia original aqui => Russia)
Nicolai Servienco e Ivan Riazov, dois dos responsáveis pela organização do GP russo estavam apreensivos pela revelação do vencedor.

-O camarada tem certeza que vamos ganhar? – perguntou Nicolai, um tanto nervoso.
-Fica tranquilo...  – Ivan responde com um sorriso não menos nervoso.
-Como ficar tranquilo? Estamos concorrendo com gente de peso, de tradição e com muito dinheiro envolvido.
-Dinheiro não é tudo.
-Ah não? Acha mesmo que a gente pode concorrer contra Abu Dhabi e aquele show de luzes?
-Claro que podemos? Veja bem: a público que vai a Abu Dhabi ver a corrida... Quem são?
-Uns endinheirados que usam a corrida como vitrine social.
-Certo...  E sabe por que a corrida lá é do entardecer para a noite?
-Não...
-Porque se fosse às duas da tarde como em outros lugares este povo estaria dormindo de ressaca.
-E daí?
-E daí? Oras! Aquele treco que parece um prestobarba enorme é um hotel, os grã finos ficam lá, seriam acordados pelo ronco dos motores... Isto é falha de organização do ponto de vista do conforto aos pagantes...
-Certo... E o Japão? Eles fazem tudo certo, tudo bonito e tem tradição. Todo mundo gosta das corridas de lá.
-Sim... Mas por mais que a FIA tenha livrado a cara da organização, viu só a porcaria que deu lá este ano não?
-Verdade... E Austin?
-Tem um morro muito alto, o povo criticou aquela torre que não tem segurança, ninguém gostou do calor, falaram mal dos chapéus de cowboy.
-Hum... E São Paulo?
-Não tinha água...

Então o mestre de cerimônias abre o envelope com o vencedor da categoria e anuncia, sem nenhuma empolgação que: “-O prêmio da FIA para melhor organização de um grande prêmio em 2014 vai para o GP da Rússia, disputado em Socchi”.
Aplausos comedidos e alguns sinais de frustração vindos dos outros organizadores.

-Não te falei? – diz Ivan, mas não sem esconder certo alívio.
-Ainda bem! – completa Nicolai com um longo suspiro.
-Vem... Vamos até lá ser cumprimentados e depois vamos encher a cara de vodca.
-Sim, claro... Mas espera um minuto só.  – e saca do telefone celular que estava no bolso.
-O que você vai fazer? Não atrasa... Vamos lá logo.
-Só um minuto... – pausa enquanto espera que atendam sua ligação. – Alô? É da KGB? (pausa) Sim... Aqui é Nicolai e estou com Ivan, fomos premiados, melhor organização de GP... (outra pausa) Sim, sim, muito obrigado, agora, por favor, pode libertar nossa família?

Um comentário:

Pedro Henrique disse...

Por isto o Puttin tava todo pimpao na corrida. Até o Bernie foi puxar o saco dele.