2 de jun de 2015

Não há competição contra as suecas...

O amigo jornalista Marcio Kohara me disse uma vez: “-Se a versão é mais interessante que o fato, publique-se a versão”. – e também – “-Jornalismo é saber separar o joio do trigo... E publicar o joio.”
Seguindo estes sábios conselhos, eis aqui uma versão que tem tudo para ser joio...

O ano era 1975 e o campeonato era o europeu de F3.
A corrida era no circuito de Anderstop, na Suécia, preliminar da prova de F1 daquele ano.
A equipe era a March, que também tinha seu braço na F1, oficialmente, seus pilotos para a F3 daquele ano eram o sueco Gunnar Nilsson e o brasileiro Alex Dias Ribeiro, provavelmente o primeiro “Atleta de Cristo” e que um dia correria com a inscrição “Jesus saves” na carroceria de seu carro.

Gunnar Nilsson disputava a liderança da prova com o também sueco Connie Anderson, que pilotava um carro não oficial da mesma equipe March.
Atrás dos dois vinha Alex, que por conta de um pneu furado e um trabalho de boxes nos moldes da época (bem mais lento...) era retardatário em uma volta.
Restava ao brasileiro apenas tentar dar a volta mais rápida da prova, porém, no décimo quinto giro, Alex perde o controle do carro e acerta Nilsson, tirando-o da disputa pela vitória e também da prova.
Gunnar fica irado, porém... O que fazer? Ao fim do campeonato ainda se sagraria o campeão.

Ao voltar para a sede da equipe algum tempo depois, Alex, meio desconsertado, pensa que se o trabalho na troca dos pneus tivesse sido um pouco mais rápido, não teria voltado naquela posição - logo atrás dos lideres - e resolve perguntar aos mecânicos o porquê pareciam cuidar melhor do carro e das corridas de Gunnar.
-Às vezes parece que vocês gostam um pouco mais do Gunnar Nilson do que de mim... Por quê? – perguntou o piloto brasileiro.
-Sabe Alex, gostamos de você... Sempre simpático, muito educado e nos presenteia sempre com bonitos exemplares da bíblia... Mas o Gunnar traz umas revistas lá da terra dele... – sorriu meio constrangido o mecânico
Talvez por estas histórias é que algum tempo depois surgiu a piada no meio da F1 “Jesus fails to save Alex...”

5 comentários:

Marcelonso disse...

Groo,

Essa história é interessante. Alex competia de desigualdade de condições com o sueco...

abs

Anônimo disse...

Engraçado é a mensagem " Jesus Saves " em destaque, e logo abaixo a marca dos cigarros Hollywood. Belo contra senso não?

Anônimo disse...

Gostei do que li do Marcelonso.
Do anônimo, realmente... Fumar não proíbe ninguém de ultrapassar as portas do céu após levar uma carimbada na testa de São Pedro com os dizeres 'perdoado' !
E, patrocinar e ser patrocinado também não !
Seth, revistas suecas ! Sabe duma coisa ? Vi algumas mas eram barra pesada demais ! Melhor os filmes porno brasileiros dos anos 1980 e alguns filmes dos anos 1990 americanos e italianos. Só aquilo lá e lá naquilo é entediante, não acha ? E 'ou mai godi !', 'ou mai gódi !',' Oooooouuuu maaaiiii góóó´di !' nos ouvido, caramba ! Tem que ter uma históriazinha e ir logo pros finalmentes é ridículo ! Um tripé abre a porta da casa e já chega uma supermorena prontinha pro abate, por exemplo. Quantas vezes ocorreu isso - sem a rádio patroa saber - na tua vida de solteiro ? Aqui, no prédio onde resido, tem uma deliciosa loba, 41 anos, separada, só sorri quando diz bom dia, boa tarde e boa noite e não dá bola para ninguém !
Uma vez, ela tocou no meu apê. Abri a porta e educadamente convidei-a para entrar. ' Não, por favor. preciso que desça na garagem porque o carro do senhor está prendendo o meu. Preciso que libere a passagem do meu carro. Dá para o senhor ir lá tirá-lo da frente do meu ' ?, disse com a maior cara de raiva, no Verão que passou, seios siliconizados - cheio de sardazinhas, ual ! - e dourados de sol e recheando um belo biquíni selvagem( com canga e tamancão). Estava indo para a praia da Barra e eu, que tinha chegado de madrugada, mamadão, não encostei devidamente o carango na minha vaga. Mó dor de cabeça !
Mas para mentes reptilianas e/ou pueris deve ser ótimo as 'revistinhas' e o tripé e a morena. Não gostava das suecas, as revistas, não. Preferia as Playboys, Hustlers e Status. Tinha umas brasileiras que eram fotonovelas da sacanagem. Interessante eram...

Boa história esta mas ela se passa onde ? Num autódromo da Inglaterra ? Ah, então, boa estória. História em quadrinhos, Seth, eram( são ) ducas ! Carlos Zéfiro não é do meu tempo mas haja imaginação dos tarados ! HA !




M.C.

Anônimo disse...

Jesus failS to savE Alex.

Ron Groo disse...

valeu anonimo.