23 de set de 2015

Crônica do GP: Ele disse não!

Não há nada mais irritante na F1 que as malditas ordens de equipe para troca de posição.
É ruim para o fã que está assistindo e vê uma ultrapassagem fake.
É ruim para o esporte porque – embora não seja ilegal – parece antiético e antidesportivo.
Mas, principalmente, é ruim para o piloto que é obrigado a ceder a posição.
Que o digam Rubens Barrichello, Felipe Massa e alguns outros.
Se não me engano, Massa também se rebelou em uma corrida neste mesmo ano.
Porém, Felipe é veterano, macaco velho, calejado e – até provem em contrário – o primeiro piloto da Williams.
Diferente de Max Verstapen, que é um novato (moleque?) em uma equipe média que, por vezes, não passa de time B da Red Bull.

Ao ser solicitado que trocasse de posição com o companheiro de equipe nas ruas de Singapura, soltou um sonoro “no” e alguns fuck isto e fuck aquilo...
Tudo devidamente divulgado pela TV.
Até por isto, a rebeldia de Max Verstapen é muito bem vinda.

Só uma coisa pega: foi na Toro Rosso, filial da Red Bull onde ninguém costuma respeitar muito chefes de equipe.
Na matriz, Mark Webber fazia o que queria sob as fuças de Horner.
Tanto que fez o que pode para atrapalhar o primeiro título de Vettel, inclusive dizendo para quem quisesse ouvir que estaria torcendo pelo Alonso.
Por sua vez, Vettel também aprontou das suas, tanto com o próprio Webber quanto com o sorrisão Ricciardo.
Então fica a pergunta: faz isto em outro time?


2 comentários:

Anselmo Coyote disse...

Depende do contrato. E da coragem do sujeito de quebrar um contrato mordaça e arriscar a própria carreira.
Mas há uma equipe na F1 que honra o nome: a McLaren. Esta equipe sempre deixou a bagaça correr frouxo nas pistas. Se não o é assim inteintegralmente pelo menos o é infinitamente mais do que as demais.
E tbm discordo qto a ser fácil peitar a Toro Rosso, pois sendo filial da gigante Red Bull obviamente se esta quiser ela acaba com a farra promovendo um encontro da sola da sua botina com os fundilhos do piloto rebelde. E quem garante que esse encontro não está programado esperando só o momento mais oportuno, qdo uma coisa parecerá desvinculada da outra?
Abs.

Marcelonso disse...

Groo,

O importante é ter mostrado personalidade, ao contrário da penca de bunda rachada que vimos ao longo dos anos...

abs