11 de out de 2015

F1 2015: Rusiaaaaaahhhhhhh (desculpe o bocejo)

Sochi e sua pista de sapato de palhaço. Pode conferir o traçado.
É igualzinho!

Existem pistas das quais não se espera nada.
Sochi não é destas... Dela se espera sempre.
Chatice, monotonia...

Esta edição até começou animada.
Mas não... A largada não foi espetacular com trocas de posição e disputa de freadas... Foi um acidente bobo demais em que Hulkemberg rodou sozinho e ainda foi acertado pelo Ericsson.
Resultado: os dois fora da prova e safety car na pista.
Verstapinho também foi prejudicado, mas foi para os boxes e voltou no fim da fila.

E quando a coisa parecia que não podia ficar mais chata, a única esperança de alguma briga na pista se foi.
Nico Rosberg saiu da prova com o acelerador travado ou sem freios... Qualquer coisa que o Toto Wolf queira para não prejudicar seu cone predileto.

A pista é tão monótona e sonolenta que até os pilotos sentem.
Romain Grosjean também errou sozinho, passou do limite e estampou o soft wall.
A pancada foi tão grande que uma das rodas traseiras se desprendeu do carro.
Por sorte o futuro piloto da Haas saiu andando do carro.
Safety car loooongo.

Na relargada, nada.
Até a ultrapassagem de Vettel sobre Raikkonen foi sem sal.
Kimi abriu para o alemãozinho após levar vantagem na disputa passando por fora da pista.
E para coroar: Vettel leva a posição de Valteri Bottas... Nos boxes.

Daí até as últimas curvas a monotonia imperou.

Apenas nos últimos instantes conseguimos nos lembrar de que era uma corrida de F1.
Kimi Raikkonen engrena a estratégia do cavalo doido e de forma sem noção tenta a ultrapassagem sobre seu conterrâneo da Williams.
Resultado: Bottas fora da prova e Kimi investigado pelos comissários.
E foi a coisa mais animada da prova, de longe!

Um comentário:

Manu disse...

Ruim toda vida.
E mesmo ruim, podia ficar sem aquele incidente final! Shame on you, Kimi. Kimi esqueceu o quanto a FIA é contraditória: querem disputa, mas ninguém pode arriscar.
Vai entender...