9 de mai de 2016

F1 2016: Espanha, Lauda e os cockpits fechados

Semana do GP da Espanha.
A primeira corrida do “bloco europeu” da F1.
Alguns dizem que é quando a categoria volta para casa, para sua origem.
Não deixam de ter certa razão: a F1 é uma categoria europeia por excelência, e se – de alguma forma – esta F1 de hoje tem uma casa, esta é a Espanha.
Nunca vi promover tanta corrida chata como o país da península.
E isto independentemente de onde; Barcelona, Jerez, Valência...  Talvez Montjuich fosse bom, não vi, mas talvez não também...  Ao menos era bonito.
Aos mais novos que ainda não tem a dimensão da chatice que é uma corrida na terra da paella, imagine que vai ser como se o GP da Rússia ainda não tivesse acabado.
Achou ruim o GP russo, então assista a corrida espanhola e descubra porque a Rússia é a nova Espanha da F1.

Sobre a ideia de se cobrir (total ou parcialmente) os cockpits da F1, uma opinião que deve ser levada em consideração ganhou os noticiários.
Niki Lauda se disse contra o recurso, mas alegou um motivo que talvez deva ser deixado de lado em definitivo: o “DNA” da categoria.
Sim, afronta um pouco a história dos carros de F1, mas protege o que de mais precioso a categoria tem: seus pilotos.
Imagino que seja melhor mudar (evoluir?) um pouquinho o DNA da F1 cobrindo (total ou parcialmente) seus cockpits para a proteção do piloto do que retirar o piloto de dentro do carro e deixar que ele seja pilotado a partir dos boxes.
“-Ah, mas isto está longe de acontecer! ” – Poderão dizer.
Nem tanto... Google, Apple e outras empresas já trabalham em modelos de carros autômatos (sem motorista) e para isto chegar às competições pode ser um pulo.
É só lembrar que empresas trabalhavam em carros elétricos e diziam que aquilo não teria futuro e hoje tem até campeonato mundial com carros elétricos. Uma merda, mas tem.
Quando ao que foi dito sobre levar em consideração a opinião de Lauda, justifico: se o acidente em que o austríaco quase perdeu a vida e ficou todo queimado tivesse ocorrido com um modelo de cockpit fechado, muito provavelmente ele não estaria aí hoje em dia dizendo (e pagando mico) que até macacos pilotariam os F1.

4 comentários:

regi nat rock disse...

Uma correção, Groo. Quem saiu com a história de que , ao invés de bandeiras, os fiscais balançariam cachos de banana , foi o santo. O Nicki, nunca disse isso. Ele nunca foi bom em piadas, cretinas ou não.... Abraço

joaoleopires disse...

Segurança é mais importante que Design e Beleza!!!

Rafael Schelb disse...

Não lembro onde foi que li que a federação tá pensando seriamente em um campeonato de carros autônomos pros próximos anos...

Marcelonso disse...

Groo,

Sem dúvida é preciso pensar na segurança, acima de tudo;


abs