13 de jul de 2017

Dia mundial do Rock

Em 13 de julho 1985, Bob Geldof organizou um concerto que – segundo ele – chamaria a atenção para a fome na Etiópia.
Deste concerto, chamado apropriadamente de Live Aid, participaram monstros sagrados do rock:

Queen, Scorpions, David Bowie, Paul McCartney, The Who, Dire Straits, uma quase reencarnação do Led Zeppelin que contava com Phil Collins no posto que pertenceu a John Bonzo Bohan, o então emergente U2 entre outros.
As apresentações foram em dois palcos, um em Wembley, Londres e outro na Filadélfia, no estádio JKF.
Houve também artistas se apresentando em Tókio, Moscou e Sidney.
A esta data foi atribuído dia mundial do rock.

Provavelmente não foi o primeiro concerto coletivo com fins beneficentes, mas foi com certeza o mais famoso, o mais visto ao redor do mundo.
Segundo alguns historiadores e pesquisadores musicais, o evento serviu definitivamente, para alçar o gênero - já há muito consolidado - à condição de musica adulta, séria e não mais um arroubo de adolescentes e baderneiros.
Balela…
O rock sempre foi e sempre será música libertária/libertina, desencanada e descompromissada, mesmo servindo a fins humanitários.
Tanto que perguntado ao fim do evento se o concerto conseguiria mudar a atitude do mundo em relação à situação do país africano, Bob Geldof não titubeou ao responder:
“-Não!”.

Mas que foi divertido, ah isto foi…

3 comentários:

Anônimo disse...

e este dia do rock, apesar de mundial, só tem aqui no Brasil.
Vai entender.

Anônimo disse...

Ia escrever a mesma coisa que o Anônimo. Babaquice só aqui, no Brasil. Mesma coisa pro dia do Skate. Só babaquices...
quando teremos o dia do pé de pato ? Não, porque eu fui homem peixe em Copabacana...
Só nos quebras cocos...

M.C.

Anônimo disse...

Tenho medo que apague, senhor Groo, mas este vídeo é elucidativo para os que aparecem por aqui, de bobeira, num lugar perdido no universo internético, num canto da galáxia rongroniana, feito cometas sem cabeleiras roqueiras, não visíveis aos olhos nús dos inocentes distraídos que olham pro zênite, numa noite fria e estrelada, numa pequena cidade do interior de Goiás, feita só de casinhas de pau a pique mas com uma linda capelinha na praça principal.
Óbi, óbservaaaaando estrelas ! Junto a fogueirinha de papel...

. Não fique chateado mas a veritas está bem próxima.

https://www.youtube.com/watch?v=MK3NKO3Yr1c

Mas o som é duca !

Nouuuuu umam nou crái...


Mas isso é régui !



M.C.