19 de jan de 2017

F1 2017: Por que Massa?

A pergunta que não sai da cabeça nos últimos dias é: por que Massa?
O cara acabara de anunciar aposentadoria, havia passado por um ano dos menos produtivos, não aparentava nenhuma motivação para continuar.
E tudo isto na própria Williams.
Então: por que Felipe Massa?

A resposta pode ser simples: não havia ninguém melhor no mercado.
Também pode ser óbvia: ambos, equipe e piloto, já conhecem ritmo e método de trabalho um do outro.
Pode ser sem graça: pela experiência em contrapartida com o novato no outro carro.
E pode ser estranha: ser a super nanny do Lance Stroll.

Ou para alguns veículos aqui da terra brasilis, o professor Guimbinha, aquele cara que cuida das invenções de segurança do Riquinho Rico.
Até sei que a comparação não faz sentido, mas estes veículos aí só conseguem se referir a Lance Stroll lembrando que ele é rico.... Sabe como é: ter dinheiro é feio.

É meio romântico imaginar que seja apenas para tutelar o novato que Massa tenha voltado.
Lembra demais o enredo do (péssimo) filme do Stallone sobre a Indy Car, mas não é de todo descartável a ideia.
Massa poderia dar as informações para desenvolvimento do carro que, por acaso ou por falta de experiência, Stroll deixasse passar batido.
Isto também explicaria o convite ao brasileiro com um contrato de um ano e não a promoção do piloto reserva, o inglês Gary Paffet.

Mas com o contrato de apenas um ano, em 2018 forçadamente o time teria dois pilotos com pouca rodagem de qualquer forma, não?
Não necessariamente já que o contrato de Bottas com os alemães é de um ano também e o time de Toto Wolf já fala em Vettel ou Alonso para a temporada seguinte.
Pode ser até brincadeira, mas... Sabe como é: onde tem fumaça, geralmente está o Marcelo D2...

9 comentários:

diogo felipe disse...

Professor Guimbinha foi foda! Kkkkkkkkkk

Vander Romanini disse...

Gary Paffet tem quase a mesma idade do Massa, não??
Ganhou corrida a rodo no DTM pela Mercedes!!

Ron Groo disse...

Mas na F1 é roockie

Fabiano disse...

Foi o mais fácil, a Williams já estava arriscando com Stroll, Massa apesar de não ser tão produtivo não oferece surpresas.

Alberto disse...

Piloto reserva é o Paul di Resta, não Gary Paffet.

Ron Groo disse...

vou verificar... a info veio da wikipedia

Marcelonso disse...

Groo,

Uma coisa é certa, se levar pau do Stroll vai ficar feio para o brasileiro.


abs

Anônimo disse...

Para mim, tremenda mancada. Já saiu por aí que para Globo o ibope não mudará, então, para bom entendedor um pingo é letra. Sua volta não motivou os torcedores brasileiros. Os parcos torcedores brasileiros de F1. Lá fora, ele tem torcedores ? O outro Felipe, caso fosse para a vaga( nem tocaram no nome dele), animaria um pouco a turma que cabe numa kombi. Eu mesmo ficaria de olho. Caso escolhido fosse, saindo de equipe sapato furado, indo para equipe meia sola, poderia fazer algo de bom mas aí como ficaria o Lance ? O perigo está no que disse Marcelonso. E é algo a ser levado a sério.

Preferia o professor Pardal. E o Lampadinha.


M.C.

joaoleopires disse...

Groo,

o Massa vai fazer uma temporada para ganhar dinheiro, apenas!