Postagens

Mostrando postagens de Março, 2010

Pai Tião e o RB6

Imagem
-Pô, assim não é possível! Adrian cê tem que fazer alguma coisa... O carro é bom, mas é frágil!
-Pô Sebastian, eu não sei o que acontece, seu carro é um foguete e quebra... Já o do Webber nem é tão rápido, mas é mais confiável...
-É que eu sou eu... E o Webber é o Webber...
-Não... Não é o caso... Se não a gente chega à conclusão que é você que quebra o carro...
-Não... Não... De jeito nenhum eu trato o carro com carinho, mas ele quebra assim mesmo?
-Vem cá.... Diz aqui pro tio Newey... Trata mesmo com carinho? Ce não abusa?
-Não... Até apelido carinhoso para as maquinas eu dou...
-É... Faz sentido.
-E o que você vai fazer? Desta vez foi a porcaria de uma porca. Da outra uma vela... Pó! Uns bagulhos que custam mixaria ferrando um carro que custou milhões!
-Eu não sei o que fazer... Falei com o Horner e ele prometeu ver qual era... O que aconteceu que para aquela porca não estar apertada o suficiente...

Então entra Christian Horner na sala.
-Bom dia Sr. Adrian, e aí Sebastian... Que corrida, heim…

Ava(ca)liações australianas - Avacaliar o que? Foi ótimo.

Imagem
E finalmente, eles foram as estrelas da prova: os pilotos.

Ele ganhou, mas nem assim consegue atenção, Hamilton detonou!

Segundo, imagina se tivesse um carro...

Massa: "-Avisa o asturiano que eu estou vivo..."

O povo da Lótus tinha colocado o carro do lado errado no grid... Normal, eles ainda aprendem.

-Hei Webber, fez caquinha heim?
-Hãããã... Foi.

-John! Vai dançar no pódio?

Antes da corrida:
-Amor, eu vou lá ganhar uma saladeira pra nossa casa...

Dorival Caymmi compareceu ao evento.

Coulthard: -Eu quero que o Dicésar saia da casa...
Jordan: -Eu concordo, ele é muito... Muito...
Reporter: -Boiola?
Os dois: - Isto!

É Australia... Já estamos com saudades...

Se tivesse um negócio deste tamanho ai no Bahein a gente tinha gostado mais dele do que da corrida. Se bem que da corrida lá ninguém gostou mesmo.

-Não falei amor, que eu ia ganhar uma saladeira pra gente!

Isto é uma corrida! E o resto que se: "-tops, tops, tops..."

Imagem
E foi com se esperava, emocionante.
Tudo bem que choveu e isto sempre agrega adrenalina às provas, mas se não houvesse caído uma gota sequer ainda assim seria ótima, afinal a pista australiana proporciona isto.
Mas curioso mesmo foi o dialogo pelo rádio entre o alemão e seu engenheiro, é óbvio que não me lembro dos termos exatos, mas uma parte do dialogo foi inesquecível.
Após perguntar se o prejuízo foi grande ouviu-se a voz do rádio (não sei se do alemão ou do engenheiro) dizer: “-Tops, tops, tops...” como quem bate uma mão aberta sobre outra de punho cerrado. E esta foi a tônica da corrida....
Quando se apagaram as luzes vermelhas foi algo impressionante... Uma largada perfeita de Felipe Massa que pulou do quinto para o segundo lugar superando Mark Webber, Jenson Button e principalmente: Fernando Alonso.
Uma confusão envolvendo vários pilotos acabou por deixar Alonso virado ao contrário e cair para as ultimas posições: “-tops, tops, tops...”.
Também acabou sobrando para Michael Schumac…

Saturday night´s alright for fight

Imagem
Na foto - para quem ainda não reconheceu - é David Coulthard, o velho, após um toque que o virou de frente para todo o grid, que raivoso rugia seus motores em direção ao escocês pré-histórico.
A cena deste acidente foi em Mônaco, mas poderia ter acontecido em qualquer pista (decente e não tilkada) ao redor do mundo. Até na Austrália onde na madrugada de Sábado para domingo vai ter lugar o GP de F1 daquele país.
Corrida que nos enche de esperança de finalmente poder ver e sentir a emoção que esta temporada tanto promete.
Voltando a foto, uma das leituras que se pode fazer – livremente, claro – da imagem é a de um Coulthard irado olhando para todos os outros carros do grid e desafiando:
“-Vem pra cima, se vocês forem homens!”
Enquanto os outros corredores hesitam se acotovelando uns aos outros como se tivessem medo de ir realmente pra cima do Williams desafiante e sofrer as conseqüências...

No fim da tomada de tempo para formação do grid, quando confirmou seu favoritismo cravando a pole e que…

E na Mclata...

Imagem
-Que que a gente tá fazendo aqui no Brasil, Button?
-Sei lá... A corrida é só lá no fim da temporada Lewis, to achando muito estranho a gente estar aqui antes de viajar pra Austrália...
-Estranho é... Mas eu sou novo na equipe, então para mim tudo é novo. Vocês não fazem isto todo ano?
-Não... Nunca. Vir ao Brasil só mesmo na época da corrida.
-Muito estranho... Entra na sala Martin Withmarsh falando ao telefone celular.
-Certo Dennis, fica tranqüilo... (pausa) Não, não... A única que copiou até agora a parada foi a Sauber, mas sinceramente acho que naquele carro deles não vai fazer diferença nenhuma. (pausa) Se eles copiarem? O que é que tem? (pausa) Deixa copiar... Não vai funcionar com eles... (pausa) Como assim latinos? O Massa é brasileiro e o chorão é espanhol... (pausa e gritos) Não chefe... Eu não faltei às aulas não... É que.... (pausa) Tá certo Dennis, são de ascendência latina mesmo. Eu me equivoquei. (pausa e desta vez é possível entender no meio do esporro a palavra “burro”).

M…

A barbearia e a iniciação

Imagem
Dando um tempo na F1 para mostrar um conto novo... Espero que gostem.

Hoje as barbearias não existem mais.
Pelo menos aquelas em que havia apenas um ou dois profissionais do corte chamados de barbeiros e que eram freqüentadas exclusivamente por homens.
Os dias de maior movimento eram os sábados pela manhã, quando os pais, que geralmente trabalhavam durante a semana aproveitavam para ir cortar os cabelos e – quem tinha – levar os filhos para fazer o mesmo.

A decoração era sempre a mesma: azulejo branco até a metade das paredes e uma faixa da mesma cerâmica em cor azul arrematando.
Sofás velhos, vermelhos e com alguns rasgos, um rádio sintonizado em alguma estação de noticias, uma mesinha com revistas e jornais, porque barbeiro que se preza lê muito jornal, ouve e ouve muito rádio que é para ter assunto para conversar com a freguesia enquanto faz seu trabalho. A barbearia é para os homens o equivalente ao salão de beleza para as mulheres.
Lá, além de dar um trato no visual, claro, também se p…

A Hispânia na Austrália, em três takes

Imagem
-Chamei os dois aqui para falar da corrida da Austrália... Desta vez, senhores, não teremos tantos problemas como foi lá no Bahrein...
-Sério chefe? Desta vez vamos conseguir completar a corrida? – pergunta Senna.
-Olha Bruno... Terminar eu não sei, mas... Quantas voltas cê deu mesmo na ultima corrida?
-Quinze!
-Pode colocar mais umas cinco voltas ai... Acho que desta vez vão ser vinte.
-E eu Sr. Kolles? Também vou dar vinte voltas?
-Olha Karun... Acho que sim... Se a gente somar a sexta, o sábado e a corrida domingo, até acho que sim...
-Senhores, chamei os dois aqui para dizer que agora a coisa vai ser diferente no GP da Austrália... Vocês não terão tantos problemas como tiveram no deserto.
-Que bom Sr. Kolles... Foi muito frustrante dar apenas quinze voltas e ver a Lótus terminar a corrida...
-Mas Bruno... Eles testaram antes, testaram no sexta, treinaram no sábado e tudo o mais... – diz Karun.
-Ele tem razão... O nosso pequeno indiano tem razão, Bruno... – diz Colin Kolles, mas antes que o …

Enquanto isto na Mercedes F1

Imagem
E na fabrica da Mercedes... -Não adianta... Não vai dar... Esquece! – Nico Rosberg batia o pé e fazia beicinho.
-Mas Nico? A gente precisa de você... O Michael até gosta demais da pista, mas ainda não tá em forma! – tenta contemporizar Norbert Haugh.
-Não adianta Norbie, eu não vou me esforçar na Austrália, acho que nem vou querer ir para o Q3 desta vez...
-Não fala assim Nico... Olha o tamanho da responsabilidade de conduzir uma Mercedes! Uma flecha de prata! E com as novas atualizações que fizemos no carro... Ce pode até conseguir sua primeira vitória!
-Não quero.. .Não vou... – bate o pé e deixa a sala...

-Que bagunça é esta ai Norbert? – quer saber Ross Brawn que acabara de chegar.
-Pô Ross, o Nico enfiou na cabeça que não vai se esforçar pra ganhar a corrida da Austrália.
-Sério? Mas por quê?
-Ele não diz... E eu esqueci de perguntar... Só diz que não vai, e não adianta implorar, não adianta falar em patriotismo... Eu já tentei de tudo... Até disse que ele tem que aproveitar para bater o…

GP da Austrália, para ficar acordado até a largada

Imagem
Começa a semana do GP da Austrália e a corrida de Melborne sempre é cheia de atrativos.
O clima é melhor, o visual é muitos furos acima daquele cenário de corrida na lua do GP (Grande Porcaria) do Bahrein.
Os pilotos gostam mais, os espectadores de TV gostam mais.
O publico que comparece à pista é realmente apaixonado pela corrida e vibra junto com os acontecimentos.
Claro, pistas por si só não garantem emoção e para que o público vibre com mais força é preciso que o espetáculo ajude, mas há mais chances de que aconteça algo de bom em uma pista de verdade, como Melborne, Suzuka, Interlagos, Monza ou Spa, do que em coisas desenhadas pelo Herman Tilke no paintbrush de seu laptop.
E como somos otimistas, sempre, vamos ficar firmes e fortes à frente do aparelho de televisão torcendo para que a corrida australiana mantenha a tradição de ser sempre um GP
dos mais interessantes. Mas... A corrida é de madrugada, e este ano não abre o campeonato como em outras ocasiões.
Este fato, o de abrir o calend…

Senna, 50 anos neste domingo.

Imagem
Quando comecei o blog, este foi um dos primeiros textos originais que publiquei, fica aqui re-publicado como homenagem aos cinquenta anos que Ayrton Senna faria neste dia 21, se estivesse vivo.
Naquele dia dez de Outubro de 2006, Senna acordou mais cedo do que costumava acordar aos domingos. Afinal era dia de Gp Brasil de F1, e mesmo aposentado desde 1995 quando desiludido com a fragilidade dos carros Williams resolveu que era hora de parar.
Havia perdido dois campeonatos, 94 e 95 para um alemão até então desconhecido que pilotava um carro com nome de grife de roupas, mas que se revelara um excepcional piloto ganhando o mundial sete vezes, sendo cinco seguidas, ele já se sentia deslocado no circo.
Os rivais já não eram tão desafiantes, já não havia mais Prost, Mansell, e pior: Piquet já havia parado, 0 que impossibilitava Senna de dar o troco daquela ultrapassagem que tomara na Hungria em 86. Em suma já não tinha tanta graça.
Mas acompanhava a F1 de casa, em Tatuí onde ficava a sede de …

Art Blakey, apenas por que eu quero.

Não sabia nada da mãe, nunca viu sequer uma foto.
O pai os abandonara antes mesmo do nascimento do garoto.
Na verdade o casamento só aconteceu por que ela engravidou, mas ainda no dia da cerimônia ele achou um jeito de pular fora da vida de casado.
Algumas quadras depois de sair da igreja disse que iria comprar charutos, fugiu pela porta dos fundos da mercearia que tinha entrado.
Cinco meses depois do parto ela faleceu, muito provavelmente de tristeza.

O menino foi criado pelo melhor amigo da mãe, já que o pai – um mulato – o rejeitara com o incrível argumento de que a pele do filho era mais escura que a sua própria...
Na casa onde foi criado havia um piano onde o menino aprendeu a dedilhar sozinho, de ouvido.

Casou-se aos quatorze anos e aos quinze já era pai.
Para sustentar a família em plena crise econômica de 1929 teve de arranjar um segundo emprego – o primeiro era em uma mineradora de carvão – e então formou uma big band para tocar em um clube local em Pittsbugh, o Ritz.
Durante dois ano…

Em gomos (igual linguiça)

Imagem
Então a Red Bull sugeriu que fosse instituído o segundo pitstop nas corridas.
De forma obrigatória, diga-se.
Depois de reclamar um bocado do fim do reabastecimento surgem com esta pérola...
E o pior! Ganharam a simpatia de algumas outras equipes...
Pelo visto o povo lá não gosta de correr. Gosta é de parar. Bruno Senna e Lucas Di Grassi tiveram um final de semana relativamente feliz no infeliz GP do deserto.
Di Grassi ultrapassou quatro carros na largada, não se sabe se ultrapassaria mais algum antes do carro começar a desmanchar como leite em pó na água, mas... Se a Virgin (VRT é o cacete!) conseguir sanar seus problemas de confiabilidade (ninguém no mundo além do Branson confia nela) Di Grassi pode vir a ser uma das sensações da categoria.
Eu aposto nisto. Se bem que da ultima vez que apostei algo...
Já o Bruno Senna conseguiu dar quinze voltas no circuito do deserto (deserto de vida, deserto de emoção, deserto de tudo...) com um carro que não tinha nem sido testado previamente.
Só que dife…

GP do Bahrein, passa a régua e fecha a conta.

Imagem
-Sahib, meu marido. Onde foi Khaled?
-Foi assistir o F1, Gôndola... Mas já deve estar chegando...
-E o que é F1, Sahib, meu marido?
-Sei lá mulher, deve ser algum tipo de futebol...
-Ah sim! Aquela coisa enfadonha... Que gosto estragado tem nosso filho...
-Sim... Fica ai perdendo tempo com esta coisa de ocidentais... Devia ir assistir os nossos esportes: turfe com camelo; arremesso de barril de petróleo; leitura mais rápida do Alcorão...
-Também acho, Gôndola, mas ele não quer e nós os bahrenitas não somos bárbaros, somos civilizados e não vamos brigar com ele por conta destes gostos esquisitos dele...

Enquanto isto Khaled chega a casa, com cara de poucos amigos.

-Salamaleico, baba, salameleico mama...
-Alecomsalamam, Khaled, como foi o tal do F1...
-Um tédio, baba. Um tédio...
-Igual ao futebol?
-Não, baba... Futebol não tem nada a ver com a F1...
-Como não, toda vez que você vai assistir ao futebol volta com esta mesma cara de camelo...
-Não, baba, só quando o jogo é zero a zero...
-Mas por quê?
-P…

F-Indy em Sampa

Imagem
Foi memorável, apesar dos problemas e até mesmo por conta deles.
A Formula Indy desembarcou em São Paulo sob os olhares desconfiados dos fãs de automobilismo: pista nova; prova estreante...
Circuito de rua e em local pouco nobre da capital paulista, às margens de um dos rios mais poluídos – se não o mais do país: o Tiête, ponto de grande afluência de caminhões.
O que por si já garantiria um asfalto muito ondulado e contou ainda com um recapeamento feito às pressas, visto que a decisão de ter a corrida na cidade de São Paulo foi tomada em pouco menos de quatro meses por desistência da prefeitura do Rio de Janeiro.

Mas pistas de rua são assim mesmo.
Os bumps são normais, embora, talvez em alguns pontos da pista - como a grande reta da Marginal - me parecessem um tanto exagerados.
Os circuitos de rua dos EUA e do Canadá não ficam muito atrás, e aqueles montados em aeroportos então tem até buracos.
Surgiu o problema da aderência na reta do Sambódromo, que, diga-se de passagem, a organização – a …

Ava(ca)liações bahrenitas

Imagem
A corrida foi um tanto chata, uma largada chata, um desenrolar chato e um vencedor mais chato ainda.
Conseguindo a ultrapassagem sobre Vettel de uma forma chata e comemorando no pódio com um verdadeiro chato.
Asnonso não me agrada em nada, a não ser quando abandona a corrida, mas como isto agora tem poucas chances de acontecer vamos ter de agüentar este cara almôndega velha por muitas vezes...

Não quero aqui começar nenhuma teoria da conspiração, mas a ordem do engenheiro para que Felipe Massa mudasse a mistura de combustível para “pensar nas próximas provas” enquanto o outro continuava acelerando foi no mínimo esquisita...
Agora é hora de ver se Massa vai aceitar este tipo de coisa passivamente, barrichellando sua carreira ou vai botar a boca no trombone e reclamar.

Hamilton veio quietinho e conseguiu o pódio. Azar do Vettel que dominou a prova e não conseguiu ganhar por problemas mecânicos.

Rosberg nem isto... Com o carro em ordem não conseguiu chegar e ultrapassar o alemãozinho.
Assim, qu…